23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
97 Comentários

Fracassa panelaço da oposição durante programa televisivo do PT

lula_panelacoNem mesmo o governador Beto Richa (PSDB) participou do panelaço desta noite, organizado pela oposição, em Curitiba, durante a veiculação do programa do PT em rede nacional de rádio e televisão.

Um dos poucos a bater panela no centro da capital paranaense foi repreendido pela vizinhança. Houve princípio de tumultuo e a polícia chegou a ser acionada, mas ninguém foi preso.

No Paraná, há uma particularidade nos protestos anti-PT. Se antes os tucanos eram grandes entusiastas das manifestações contra a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, agora estão de barbas de molho. Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Líderes vão a Cardozo exigir que FHC seja investigado pela Polícia Federal

do Brasil 247

Um grupo de parlamentares da base aliada, entre eles o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), vai ao Ministério da Justiça na tarde desta terça-feira 23 entregar uma representação que formaliza um pedido de investigação sobre as denúncias que surgiram recentemente envolvendo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

O documento que será entregue ao ministro José Eduardo Cardozo pede apuração de denúncias feitas pela jornalista Mírian Dutra contra FHC, com quem teve um caso extraconjugal. Mírian foi morar no exterior após ter tido o filho Tomas, de quem FHC fez dois testes de DNA, cujos resultados deram negativo.

Em entrevista recente à imprensa, Mírian revelou que recebia uma mesada de Fernando Henrique, paga por meio de um contrato fictício de trabalho por meio da empresa Brasif, do lobista Fernando Lemos, que era cunhado de Mírian. A jornalista que foi da Globo por 35 anos contou ainda que FHC a forçou a fazer dois abortos.

Logo após as denúncias virem à tona, Cardozo admitiu a possibilidade de a Polícia Federal investigar os repasses do ex-presidente tucano ao exterior. Segundo ele, todos os aspectos que possam envolver uma situação de “eventual ocorrência de delito” no envio de dinheiro ao exterior, por parte de FHC, passarão por “estudo técnico e jurídico”.

Eventuais crimes cometidos por FHC, no entanto, podem já estar prescritos. O artigo 109 do Código Penal estabelece em 20 anos o prazo máximo de prescrição de um crime cuja pena seja superior a 12 anos. Se o acusado tem mais de 70 anos, o tempo de prescrição é reduzido à metade. FHC tem hoje 84 anos.

Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Liminar suspende cassação do prefeito de Cornélio Procópio

fred_guilherme

A 1ª Vara Civil de  Cornélio Procópio suspendeu a sessão da Câmara Municipal, desta terça-feira (23), que seguiria o rito de cassação do prefeito Fred Alves (PSC). A informação é do advogado Guilherme Gonçalves.

“Ainda, em cognição sumária, verifica-se possível violação aos princípios do contraditório e ampla defesa, no indeferimento de provas requeridas pelo impetrante, bem como no cancelamento de oitivas de testemunhas que haviam sido anteriormente ouvidas unilateralmente”, entendeu o juiz Ernani Scala Marchini. Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
9 Comentários

“Não tem cabimento ter a liderança da oposição e situação”, diz Requião ao defender expurgos no PMDB

O senador Roberto Requião, presidente estadual do PMDB do Paraná, ao Blog do Esmael, afirmou nesta terça-feira (23) que não tem fundamento algum o partido postar-se como oposição e situação, ao mesmo tempo, na Assembleia Legislativa do Paraná.

O dirigente se refere ao fato de os peemedebistas ocuparem, simultaneamente, a liderança da oposição, com o deputado Requião Filho, e a liderança do governo, com o deputado Luiz Cláudio Romanelli.

“Ou os infiéis saem da legenda aproveitando a janela ou serão expulsos depois dela fechada, em 19 de março”, explicou.

Na noite de ontem (22), a executiva estadual do PMDB realizou ao vivo e a cores uma “degola coletiva” de infiéis. A agremiação dissolveu vários diretórios municipais que torceram o nariz ao candidato próprio para marchar com o adversário – no caso o governador Beto Richa (PSDB).

A degola também atingiu ao pescoço do ex-deputado Stephanes Júnior, que ocupa cargo comissionado no governo tucano. Ele presidente da Elejor (Centrais Elétricas do Rio do Jordão S/A) e apoiou a reeleição do governador Beto Richa.

“Eu já defendi Stephanes quatro vezes da expulsão, mas ele é irrecuperável”, disse Requião, que pediu para assinar o pedido de expurgo.

Na próxima segunda-feira, 1º de março, a executiva do PMDB promoverá nova série de “degolas ao vivo”.

Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
4 Comentários

Coluna do João Arruda: Dança das cadeiras pode ser recomeço para partidos no Paraná e no Brasil

Download áudio

João Arruda*

Você já deve ter lido por aí: deputados federais, estaduais e vereadores têm até o dia 19 de março para trocar de legenda sem correr o risco de perder o mandato. Há quem tema a chamada “janela da infidelidade”, criada por emenda constitucional, talvez pelo risco de diminuir seu peso político. No entanto, o período de mudança também pode oxigenar os partidos e significar um novo começo para a maioria deles.

O que me leva a pensar assim? Explico: a grande contribuição da abertura da tal janela é o estímulo ao debate partidário, mecanismo capaz de fortalecer a democracia interna. É como deveria funcionar em partido que não tem dono. No mundo perfeito, e em tese, o caminho a ser trilhado é sempre aquele que a convenção define. Nesse caso, quem não aceita a decisão da maioria deve procurar outro rumo. O problema é que nem sempre isso acontece.

É relativamente comum encontrar um parlamentar que acaba na base de apoio do governo para o qual deveria fazer oposição, uma vez que foi eleito pela coligação adversária na campanha. O principal motivo é a sobrevivência política, pois acredita-se que estar na situação facilita a liberação de verbas para atender às bases eleitorais. Não seria Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
38 Comentários

Professores ficam revoltados com vídeos “provocativos” na Semana Pedagógica do Paraná

direitoshumanos

Parece uma piada, mas não tem graça. Muito pelo contrário. Os materiais elaborados pelo governo Beto Richa (PSDB), por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEED), para a Semana Pedagógica estão causando forte revolta entre os professores nas 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná.

A equipe do tucano optou por temas espinhosos para o governo como os direitos humanos, o combate a corrupção e a democracia. É como se falasse em corda na casa de enforcado…

Assistindo aos vídeos produzidos pelo governo, os professores imediatamente lembraram do massacre do Centro Cívico, como exemplo de desrespeito aos direitos humanos. No tema de combate a corrupção, lembraram da Operação Quadro Negro do Gaeco, que apurou o roubo de milhões de reais destinados à construção e reforma de escolas. E, finalmente, no tema da democracia, lembraram dos métodos utilizados por Beto Richa para aprovar o confisco da previdência dos servidores na Assembleia Legislativa, entre outras maldades.

Nas escolas, o constrangimento e a indignação é geral e irrestrita. A Semana Pedagógica começou ontem (22), prossegue hoje (23) e termina amanhã (24).

A situação ficou ridícula quando o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), foi escalado para falar num vídeo chamado “Geração Atitude” sobre um programa de combate à corrupção(!), incentivando a participação crítica(!). Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
18 Comentários

Beto Richa aplica tarifaço de 29% na conta de luz dos produtores rurais

O governador Beto Richa (PSDB) acabou com diferimento na tarifa da energia elétrica para os agricultores paranaenses. Com isso, a produção agropecuária teve aumento de 29% na conta deste mês de fevereiro. Uma pancada.

O governador tucano alterou o regulamento da cobrança do ICMS da energia para o produtor rural por meio do decreto 1600/2015, de junho do ano passado. (Note o caro leitor que não foi Dilma ou Gleisi que fizeram mais essa maldade).

Richa limitou o desconto de 29% do ICMS à faixa de consumo de mil quilowatts/horas, equivalente ao de uma casa de tamanho médio. Ou seja, na prática, o tucano revogou a isenção do imposto que era concedida desde o governo de Roberto Requião (PMDB).

O fim do desconto foi adiado de junho de 2015 para este mês de fevereiro de 2016 em virtude de pressões políticas, mas, ao final, o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, venceu a queda de braço.

A medida do governo do estado pode inaugurar uma era de quebradeiras no campo, como pequenas granjas e empreendimentos agropecuários, a exemplo do que já ocorre no comércio urbano com o aumento do ICMS e a substituição tributária.

Diversos prefeitos do interior paranaense avaliam que o novo tarifaço inviabiliza a permanência do homem no campo, levando muitas famílias a abandonar a vida em chácaras no entorno dos municípios.

O dinheiro do novo tarifaço da Copel vai direto para o Caixa Único (CU) do governo Beto Richa, que é um buraco sem fim.

O agronegócio entrou na linha de tiro do tucanato em virtude de o setor responder pela geração de riquezas (35% do PIB) e ajudar elevar o Paraná à condição de quarta economia do país. Além disso, a agroindústria ou agropecuária respondem por 15% dos empregos formais no estado.

Mas a pergunta que não quer calar é: cadê Ágide Meneguette, o presidente da Federação da Agricultura do Paraná (FAEP)? Onde está o presidente da Ocepar, João Paulo Koslovski?

Enquanto isso, no Palácio Iguaçu, Richa e Mauro Ricardo são vistos com frequência cantarolando: “♪♪  O melhor está por vir ♫♫”.

Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: Esforço X Capacidade

Download áudio

Marcelo Araújo*

Dia desses, um amigo que tem proximidade tanto com o prefeito quanto com sua secretária de trânsito ponderava comigo para ter mais compaixão, pois reconhecia que ambos eram esforçados. Concordei com ele no adjetivo, porém lembrei que o esforço é inócuo quando não há capacidade. Capacidade é ineficaz sem investidura, então não adianta eleger pessoas esforçadas, mas incapazes. Um dos argumentos do anão era que o prefeito estava pronto, mas não esclareceu que era pronto para começar a aprender e que seríamos as cobaias.

Na última sexta-feira o Tribunal de Contas do Paraná noticiou que está notificando a Prefeitura de Curitiba para que no prazo de 30 dias regularize uma série de impropriedades (ilegalidades) em relação aos radares. O fato de ser Advogado do Bruxo Chik Jeitoso nos ataques judiciais desesperados e covardes que sofre do Prefeito e de seu Chefe de Governo não me conferiu o dom da premonição, mas por lógica e conhecimento eu já havia antecipado isso em novembro de 2 Leia mais

23 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
39 Comentários

Coluna do Enio Verri: Massacre midiático e ódio seletivo contra o PT

Download áudio

Enio Verri*

Propagadas por uma elite midiática e uma parcela da sociedade, em sua maioria, pertencente às classes mais abastadas, as incoerências e inconsequências do conservadorismo e ódio seletivo beiram o ridículo, quando não, a insanidade e irresponsabilidade com os brasileiros

Sem a menor preocupação com provas ou com o respeito ao direito de defesa de qualquer brasileiro, o caça às bruxas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, forjado sob mentiras e boatos presentes nos meios de comunicação, revela-se cada vez mais como uma tentativa de criminalização do Partido dos Trabalhadores do que propriamente uma investigação judiciária.

Enquanto as manchetes tentam incriminar o ex-presidente, baseando-se em boatos, mentiras e opiniões individuais, buscando a todo custo ligá-lo a denúncias de corrupção, os tucanos continuam impunes ao massacre midiático e protegidos no judiciário.

Aécio Neves, delatado como beneficiado de propinas de Furnas e responsável pela construção de um aeroporto, com dinheiro público, na fazenda de seu tio; e Fernando Henrique Cardoso, também ex-presidente, acusado de um esquema de beneficiar empresas, de mandar dinheiro ao exterior de forma ilegal e de garantir emprego de uma funcionária fantasma no mandato de José Serra, parecem não ter com que se preocupar.

Escondido na grande mídia e de pouca importância para aqueles com ódio seletivo e para setores do judiciário, casos como dos tucanos não ganham a mesma conotação, nem os mesmos esforços para investigar denúncias de corrupção envolvendo a oposição – os boatos e supostos “amigos” nunca envolvem lideranças do PSDB.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, a jornalista Mirian Dutra, ex-amante de FHC, Leia mais