19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
3 Comentários

Procura-se o prefeito de Cornélio

Os moradores do município de Cornélio Procópio, região Norte Pioneira do Paraná, lançaram nesta sexta-feira (19) uma campanha para encontrar o prefeito Fred Alves (PSC) — “desaparecido” há dois dias.

Os procopenses partiram para bom humor visando localizar o prefeito que “tomou Doril” confeccionando cartazes, ao estilo velho Oeste, com os dizeres “Procurado. Recompensa: um queijo”, pelo fato de pertencer ao partido do secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior.

O prefeito sumiu depois que a Câmara Municipal designou a próxima terça-feira (23) para ouvi-lo na Comissão Processante (CP) criada para investigar denúncias da contratação irregular de palco para evento público.

Para os vereadores, o prefeito desapareceu para não ser intimado e evitar possível cassação do mandato. O presidente da Câmara, Fernando Peppes (PMDB), ao Blog do Esmael, afirmou que a sociedade está disposta a encontra o prefeito Fred Alves para que ele tenha direito a ampla defesa.

“Estamos estranhando o prefeito Fred, pois o mesmo cancelou todos os compromissos marcados na semana do aniversário da cidade e viajou para não receber a intimação”, disse o vereador Rafael Haddad, presidente da CP.

Com informações do Blog do Odair Matias, de Cornélio Procópio.

Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
4 Comentários

Depois de 70 dias, Supremo manda soltar senador Delcídio Amaral

da Agência Brasil

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (19) a soltura do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso em novembro do ano passado. O parlamentar está custodiado no Quartel do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Distrito Federal.

Não há detalhes sobre a decisão, que está em segredo de Justiça. Além de Delcício do Amaral, o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira, também foi solto.

A prisão do senador foi embasada em uma gravação apresentada à Procuradoria-Geral da República por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Segundo a procuradoria, o senador ofereceu R$ 50 mil por mês para Cerveró e sua família, além de um plano de fuga.

Segundo os procuradores, o objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada. Os fatos ocorreram em uma reunião da qual participaram Bernardo Cerveró, o ex-advogado de Cerveró Edson Ribeiro e o senador Delcídio.

De acordo com a decisão, Delcídio deverá cumprir prisão domiciliar no período noturno e nos dias de folga. Ele poderá voltar às atividades no Senado. Como medidas cautelares, o ministro determinou que o parlamentar compareça aos atos processuais e entregue o passaporte em 48 horas.

Zavascki entendeu que a prisão poder ser substituída por medidas cautelares. “É inquestionável que o quadro factív Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Reforma no secretariado de Beto Richa

viapiana_campana_costaA crise entre governo Beto Richa e magistratura do Paraná poderá ter duas baixas, avaliam os luas pretas do Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
1 Comentário

Blog Gazeta do Povo “afrouxou a tanga” para os juízes?

Deputados estaduais que não têm interesse na agudização da crise entre governo do estado, judiciário, legislativo e o blog Gazeta do Povo dizem para quem quiser ouvir, no Centro Cívico, que o ex-jornal “afrouxou a tanga”, na última madrugada, depois que juízes foram orientados a representar individualmente contra reportagem sobre “salários de marajás” na magistratura.

Por outro lado, fontes do Blog do Esmael na antessala da agora blogueira Ana Amélia Cunha dizem ao contrário. Juram que a pancadaria contra juízes e promotores será intensifica nas próximas horas, pois, de acordo com os orelhas secas desta página, a tropa da Praça Carlos Gomes crê no apoio popular para continuar no ataque.

Parte da magistratura paranaense enxerga as ordens dos disparos vindas do Palácio Iguaçu. Por isso, a turma que não topa arrego com o governador Beto Richa (PSDB), quer que a fila no Tribunal de Justiça (TJPR) ande mais rápido: Leia-se: ações do Homem da Sogra (Ezequias Moreira) e das Operações Publicano (Luiz Abi Antoun) e Quadro Negro (deputados estaduais).

A beligerância geral e irrestrita entre os poderes executivo e judiciário teve início quando o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, acusou o judiciário de especular no mercado financeiro com sobras do orçamento. Ato contínuo, o secretário importado cortou repasses à magistratura, e holerite de juízes e promotores foram divulgados com mesmo modus operandi empregado pelo Palácio Iguaçu contra educadores em greve no ano passado.

Segundo analistas no Centro Cívico, o blog Gazeta do Povo entrou no meio desse tiroteio para tirar o governador Beto Richa da linha de fogo dos escândalos da Operação Quadro Negro (corrupção nas escolas) e da Operação Publicano (corrupção na Receita Estadual).

Aguardemos os próximos capítulos…

Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
21 Comentários

Custo Beto Richa faz companhias aéreas cancelar voos no Paraná

A crise econômica é somente um pretexto. As companhias aéreas, especialmente TAM, Gol e Azul, começaram a cancelar voos para cidades paranaenses, em represália ao governador Beto Richa (PSDB), que aumentou o ICMS do querosene de aviação de 7% para 18%, seguindo na contramão dos demais estados do Sul, do Nordeste e do Distrito Federal, que baixaram impostos para estimular o turismo e o desenvolvimento da aviação regional.

A TAM está cancelando, a partir do mês de abril, os voos diretos entre Curitiba e Londrina e entre Curitiba e Foz do Iguaçu. A Gol está cancelando voos de Maringá para Curitiba e São Paulo. E a Azul, além de reduzir voos para Cascavel e outras cidades, sepultou a ideia de abrir novas rotas para Ponta Grossa, Guarapuava e Paranaguá.

O governador tucano chegou a se reunir com executivos das empresas e o dono da Azul no ano passado, mas os deixou falando sozinhos e sem qualquer resposta, após alimentar a expectativa de poderia recuar no aumento do imposto. A desculpa é que o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, não deixa de jeito nenhum.

Afinal, quem manda mais no governo? Beto Richa ou o secretário importado da PQP?

Em tempo: o ICMS sobre o querosene de aviação no Paraná é um dos maiores do Brasil; esse combustível representa 38% dos custos das companhias aéreas.

Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por admin
3 Comentários

Coluna do Bruno Meirinho: Transporte coletivo em Curitiba; o que deve ser feito?

Bruno Meirinho*

A situação do transporte coletivo em Curitiba é dramática. Refém de um sistema em que mandam os empresários, a cidade assistiu à desintegração do transporte metropolitano, que se recupera lentamente, e o aumento abusivo das tarifas.

A licitação do transporte coletivo em Curitiba, realizada em 2010 na gestão Richa/Ducci, instituiu a atual realidade dos contratos, nos quais os empresários mandam muito e a cidade tem que aceitar. A licitação, por si só, já foi viciada: elaborada para favorecer as famílias que já operavam o transporte na cidade, seu resultado consolidou o poder das famílias Gulin/Bertoldi e agregados.

Uma CPI realizada na Câmara de Vereadores já opinou no sentido de que a licitação foi irregular, Tribunal de Contas do Estado, também. Mais de um estudo independente conclui, sem vacilar, que esses contratos da prefeitura com as empresas não podem continuar assim, assim como manifestantes nas ruas.

Com todas as condições para enfrentar o cartel do transporte coletivo, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) mantém-se inerte. Apura fatos aqui e ali, mas não enfrenta os aumentos abusivos das tarifas.

Na melhor das hipóteses, imaginamos que o prefeito tema um caos no transporte coletivo caso venha a enfrentar o cartel das empresas. Por meio de uma manobra, os operadores do transporte poderiam impedir que a cidade funcionasse durante alguns dias, se a gestão lhes desagradasse.

Os próprios empresários já falam abertamente que o atual sistema de transporte não lhes interessa mais, pois dá “prejuízo” às empresas. Mas isso parece impossível, afinal, o sistema arrecada 2 milhões de passagens por dia!

O transporte de passageiros é um negócio extremamente seguro para o empresário, afinal, quase todos precisam se deslocar de um lugar para outro diariamente. O operador pode contar com receitas certas para o futuro, mas não em Curitiba: a má qualidade do serviço e os preços altos espantam os usuários, que reduzem todos os anos.

Com menos usuários e o mesmo sistema funcionando, os custos não são reduzidos, então a passagem aumenta. Essa armadilha não tem fim.

É preciso enfrentar com coragem as empresas do transporte coletivo. Para ele, questionar os aumentos e, se não houver acordo, levar para a justiça a discussão Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por admin
8 Comentários

Coluna do Marcelo Belinati: A necessária valorização das boas e estratégicas empresas públicas

Download áudio

Marcelo Belinati*

Mais uma vez a classe política deposita a responsabilidade da sua ineficiência na conta das empresas estatais e de seus servidores de carreira. Voltamos a conviver com o discurso que a privatização ampla, geral e irrestrita é a solução de todas as mazelas nacionais.

Exemplo é o Projeto de Lei do Senado 555/2015, batizado de Lei de Responsabilidade das Estatais, que está na iminência de ser votado no Senado da República.

A proposta prevê a transformação de empresas com 100% de capital público em sociedades anônimas, ou seja, de forma velada, privatiza diversos organismos de Estado, entre eles, a Embrapa.

Criada em 1973, a Embrapa tem uma gigantesca folha de serviços prestados à sociedade brasileira. Um dos nossos maiores patrimônios intelectuais, são aproximadamente dez mil servidores e 2.400 pesquisadores, a empresa desenvolve com excelência pesquisas e experimentos que revolucionaram nossa produção agrícola por meio da diversificação e do aumento da produtividade.

A proposta de abertura de capital para investidores privados é motivo de preocupação para sociedade brasileira e deixa seus servidores apreensivos, pois coloca em risco o caráter social da Embrapa.

Na minha cidade, Londrina, há a Embrapa Soja, referência em pesquisas que foram fundamentais para tornar o Brasil um dos grandes produtores e exportadores deste grão. E, no restante do país, há outras unidades que possuem vocações específicas, como a Embrapa Floresta, Embrapa Gado de Corte, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Pecuária Sudeste e a Sul, entre tantos outros centros de excelência.

Sou contra a privatização da Embrapa. O Governo Federal tem uma centena de “penduricalhos” estatais, verdadeiros cabides de empregos e ralos de desperdício do dinheiro público.

A privatização de estatais que têm função social e estratégica, como a Embrapa, não é o caminho para o Brasil se tornar verdadeiramente uma nação justa, desenvolvida e independente.

Ao invés de privatizar, é preciso fortalecer as boas e necessárias empresas públicas e retirar delas as amarras do aparelhamento partidário, da ineficiência e dos interesses de grupos econômicos.

Recentemente apresentei Projeto de Lei que põe fim às indicações meramente políticas para cargos públicos de direção de empresas estatais. Pela p Leia mais