Sobrinho de Requião na comissão que analisará impeachment de Dilma

jjO deputado federal João Arruda (PMDB-PR), coordenador da bancada paranaense no Congresso, é um dos indicados para a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara.

Arruda é sobrinho do senador Roberto Requião (PMDB-PR), um “bolivariano” favorável à legalidade democrática e contra o impeachment de Dilma.

O PMDB definiu 5 de oito membros que tem direito indicar na comissão especial. Além de João Arruda, o partido já confirmou o líder da bancada, Leonardo Picciani (RJ), Hildo Rocha (PMDB-MA), José Priante Junior (PMDB-PA) e Washington Reis (PMDB-RJ).

Até às 14 horas, os partidos terão que indicar os 65 membros do colegiado. A partir desse momento, Dilma será notificada e terá prazo de 10 sessões para apresentar uma defesa. Então, a comissão terá outras cinco sessões para votar relatório pela abertura ou não de processo de impeachment. O parecer ainda tem que ser submetido ao plenário e a abertura do processo depende dos votos de 342 dos 513 deputados.

Com informações do Brasil 247.

Comentários encerrados.