Ratinho Júnior afunda abraçado a Richa, diz Paraná Pesquisas

O fenômeno do “abraço de afogado” de Richa também defenestra as candidaturas dos prefeitos de Campo Largo, Londrina e Foz do Iguaçu. Pelos números da Paraná Pesquisas, a continuar nesse ritmo, Ratinho Júnior chegará às urnas em 2016 devendo votos.

O fenômeno do “abraço de afogado” de Richa também defenestra as candidaturas dos prefeitos de Campo Largo, Londrina e Foz do Iguaçu. Pelos números da Paraná Pesquisas, a continuar nesse ritmo, Ratinho Júnior chegará às urnas em 2016 devendo votos.

O deputado licenciado Ratinho Júnior, do PSC, foi o pré-candidato que mais perdeu musculatura em apenas 1 ano, segundo a Paraná Pesquisas (veja o gráfico).

O atual secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU) tinha em janeiro 38% das intenções de voto. Em julho, caiu para 25,9% e agora em dezembro ele tem 20,9%.

Portanto, em 12 meses o governador Beto Richa (PSDB) lhe retirou 17% na corrida pela Prefeitura de Curitiba.

O fenômeno do “abraço de afogado” de Richa também defenestra as candidaturas dos prefeitos de Campo Largo, Londrina e Foz do Iguaçu.

Pelos números da Paraná Pesquisas, a continuar nesse ritmo, Ratinho Júnior chegará às urnas devendo votos.

Resumo da ópera: Ratinho Júnior poderá se converter num verdadeiro “cavalo paraguaio”.

Comentários encerrados.