“Pegaram o ‘limpinho’ Rubens Bueno do PPS” viraliza na internet

rubens_limpinho_ttA denúncia do Ministério Público do Paraná (MP) contra o deputado federal Rubens Bueno, líder do PPS na Câmara, e mais três lideranças do partido por improbidade administrativa viralizou nas redes sociais esta terça-feira (1º).

“Pegaram o “limpinho” Rubens Bueno do PPS. Dilma estava certa, os golpistas não têm moral”, diz um dos tuites que ganharam as redes sociais se transformando em “memes” (repetição) na internet.

Bueno é conhecido no Paraná como “limpinho” em virtude do antigo marketing do PPS, que se autointitulava como “partido do voto limpo”, logo, ele começou a ser chamado de “homem do voto limpo”.

O MP acusa Bueno e mais três ex-deputados de utilizar funcionários da Assembleia Legislativa do Paraná e da liderança da agremiação no parlamento estadual em tarefas do PPS. Na ação, os promotores Danielle Gonçalves Thomé e Paulo Ovídio dos Santos Lima, da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, pedem o ressarcimento de R$ 11,3 milhões.

Os promotores pedem ainda a perda da função pública e da suspensão dos direitos políticos de cada um por um período de cinco a oito anos.

Além de Bueno, são citados o deputado estadual licenciado Douglas Fabrício, que é secretário de Esportes e Turismo do Paraná; Cesar Silvestri Filho, ex-deputado estadual e prefeito de Guarapuava; Marcelo Rangel, ex-deputado estadual e prefeito de Ponta Grossa; bem como o diretório estadual do PPS.
O diretório do partido do voto limpo distribuiu nota afirmando que tem “absoluta convicção da legalidade de todos os seus atos”.

Comentários encerrados.