Palácio Iguaçu vê empate técnico ‘dentro da margem de erro’ na disputa pela Prefeitura de Curitiba

Publicado em 28 dezembro, 2015
Compartilhe agora!

De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito, isto é, no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho; "As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano", analisou o marqueteiro Marcelo Cattani, ex-secretário da Comunicação Social de Beto Richa.
De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho; “As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano”, analisou o marqueteiro Marcelo Cattani, ex-secretário da Comunicação Social de Beto Richa.
O ex-secretário de Comunicação Social do Governo do Paraná, Marcelo Cattani, principal marqueteiro dos tucanos e assemelhados, nesta segunda-feira (28), enxergou empate técnico ‘dentro da margem de erro’ na pesquisa divulgada para a Prefeitura de Curitiba.

Segundo o instituto Paraná Pesquisas, Ratinho Júnior (PSC) lidera a corrida 20,9% das intenções de voto. O prefeito Gustavo Fruet (PDT), em segundo lugar, tem 17,9%. O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) está na terceira colocação com 11,2%. O deputado Requião Filho (PMDB) aparece na quarta posição com 10,8%.

O deputado Luciano Ducci (PSB), também ex-prefeito, aparece em quinto lugar com 8,4%. Os deputados têm os seguintes índices: Ney Leprevost (PSD), 5,5%, Fernando Francischini (SD), 4,8%, e Tadeu Veneri (PT), 4,3%.

A Paraná Pesquisas entrevistou 912 eleitores curitibanos entre os dias 18 e 20 de dezembro. A margem de erro é de 3,5%.

“As duas sondagens — Ibope e Paraná Pesquisas — estão dentro da margem de erro. Ambas são ruins para o Gustavo, que é favorito, mas, ao final de três anos, é o pior avaliado da história recente”, analisou o alquimista palaciano.

Para Cattani, Fruet foi até agora protegido pela RPCTV (Globo), tutelado pelo blog Gazeta do Povo, e ignorado pelo resto da velha mídia. “Será que os próximos seis meses continuarão assim, mel na chupeta para o prefeito?”, questiona.

O ex-secretário de Comunicação completou o raciocínio: “Beto Richa teve contra a RPC, Luciano Ducci teve no seu encalço a Rede Massa”, comparou.

De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho.

“As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano”, finalizou Marcelo Cattani.

A seguir leia a íntegra do relatório da Paraná Pesquisas:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/PRpesquisas_dez2015.pdf

Compartilhe agora!

Comments are closed.