Palácio Iguaçu vê empate técnico ‘dentro da margem de erro’ na disputa pela Prefeitura de Curitiba

De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito, isto é, no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho; "As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano", analisou o marqueteiro Marcelo Cattani, ex-secretário da Comunicação Social de Beto Richa.

De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho; “As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano”, analisou o marqueteiro Marcelo Cattani, ex-secretário da Comunicação Social de Beto Richa.

O ex-secretário de Comunicação Social do Governo do Paraná, Marcelo Cattani, principal marqueteiro dos tucanos e assemelhados, nesta segunda-feira (28), enxergou empate técnico ‘dentro da margem de erro’ na pesquisa divulgada para a Prefeitura de Curitiba.

Segundo o instituto Paraná Pesquisas, Ratinho Júnior (PSC) lidera a corrida 20,9% das intenções de voto. O prefeito Gustavo Fruet (PDT), em segundo lugar, tem 17,9%. O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) está na terceira colocação com 11,2%. O deputado Requião Filho (PMDB) aparece na quarta posição com 10,8%.

O deputado Luciano Ducci (PSB), também ex-prefeito, aparece em quinto lugar com 8,4%. Os deputados têm os seguintes índices: Ney Leprevost (PSD), 5,5%, Fernando Francischini (SD), 4,8%, e Tadeu Veneri (PT), 4,3%.

A Paraná Pesquisas entrevistou 912 eleitores curitibanos entre os dias 18 e 20 de dezembro. A margem de erro é de 3,5%.

“As duas sondagens — Ibope e Paraná Pesquisas — estão dentro da margem de erro. Ambas são ruins para o Gustavo, que é favorito, mas, ao final de três anos, é o pior avaliado da história recente”, analisou o alquimista palaciano.

Para Cattani, Fruet foi até agora protegido pela RPCTV (Globo), tutelado pelo blog Gazeta do Povo, e ignorado pelo resto da velha mídia. “Será que os próximos seis meses continuarão assim, mel na chupeta para o prefeito?”, questiona.

O ex-secretário de Comunicação completou o raciocínio: “Beto Richa teve contra a RPC, Luciano Ducci teve no seu encalço a Rede Massa”, comparou.

De fato há empate técnico dentro da margem de erro quando o cenário é de confronto direito no segundo turno, conforme as simulações da Paraná Pesquisas: Fruet 41,6% x 37,1% Greca; Fruet 42,1 x 35,9% Ducci; e Fruet 41,9% x 37,3% Requião Filho.

“As únicas duas coisas sólidas [nas sondagens da Paraná Pesquisas e do Ibope] são a posição de Requião Filho e o crescimento de Greca em cima do eleitor coração curitibano”, finalizou Marcelo Cattani.

A seguir leia a íntegra do relatório da Paraná Pesquisas:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/20203759/PRpesquisas_dez2015.pdf

Comentários encerrados.