Olha o presente de Natal de Fruet: 17,5% de aumento no IPTU de Curitiba

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), além do reajustão de 17,5% no IPTU, também planeja aumentar a tarifa de ônibus durante o início de 2016, entre janeiro e fevereiro, quando boa parte das vivas almas ainda estará em férias.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), além do reajustão de 17,5% no IPTU, também planeja aumentar a tarifa de ônibus durante o início de 2016, entre janeiro e fevereiro, quando boa parte das vivas almas ainda estará em férias.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), é da mesma escola do governador Beto Richa (PSDB). Só pode.

Enquanto o tucano deu como presente de Natal 30 mil demissões de professores, o pedetista vai conceder aumento de 17,5% no IPTU — o imposto de imóveis.

Por conta desse aumentão no IPTU, o ex-prefeito Rafael Greca (PMN) apelidou o prefeito de “Fruetaxa”.

O diabo é que os preços dos imóveis caíram na capital paranaense, bem como o nível de emprego e renda dos trabalhadores.

Fruet não para por aí, assim também não Richa.

O prefeito de Curitiba planeja reajustar a tarifa de ônibus durante o início de 2016, entre janeiro e fevereiro, quando boa parte das vivas almas ainda estará em férias.

O governador do Paraná começará o ano guerreando novamente com educadores e alunos, pois almeja fechar escolas no ano letivo vindouro.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am beginner to blogging and site-building and certainly savored you’re blog site. Most likely I’m planning to bookmark your website . You absolutely come with superb stories. Cheers for sharing your website page.

  2. O aumento do IPTU é fichinha.
    Perdemos muito mais dinheiro com a imobilidade
    administrativa, e as medidas equivocadas e/ou
    inócuas do prefeito.
    Perda de tempo no trânsito quer dizer – dinheiro
    e + poluição.
    Metrô curitibano, prometido pela 4ª vez por Dilma,
    ao aliado Fruet, virou piada.
    O cara não tem “peso” político.

  3. O aumento de iptu de 17% será para terrenos sem edificações,
    E 14,5% para quem tem um imovel.
    14,5% já é um assalto, não precisava omitir da notícia

  4. Que belo presente de Natal este prefeito nos deu. Obrigado, vou retribuir em outubro de 2016.

  5. E asfaltar ruas nada né, poço de incompetência… Por que o Fruet tem tanto ódio de carros? Será que o Maurício não lhe deu um Fusca 69 quando ele completou 18 anos? Para que aumento de IPTU, as multas dos radares não são suficientes??? Fruet nunca mais, nem para síndico…

  6. Como se sempre repito nos meus comentários, este prefeitinho de m…. foi o pior prefeito que já tivemos. Este incompetente só sabe pintar caixinhas para bicicletas e instalar os radares caça níqueis pelas ruas. E pensar que votei neste sujeitinho… Qualquer um que ganhar as eleições ano que vêm tá bom, pois pior que tá não fica. Fora Fruet.

  7. Daí, chega 2016 e esse fdp anuncia, aos quatro ventos, que vai dar o fabuloso “aumento” de 4.5 ou 5 % para o funcionalismo.
    É PÁ CABÁ !!!

  8. IPTU é uma coisa engraçada. É uma das únicas formas da prefeitura arrecadar diretamente falando, outra é o ISSQN. Mas, é muito difícil de “ajustar” esse imposto. E porque? Deveria ser mais fácil. Explico: Minha casa, hoje, vale no mercado imobiliário, 600 mil reais. O valor venal é de 60 mil e, em cima desse valor, a prefeitura cobra o IPTU. Eu pago 300 reais … POR ANO. Pra se ter uma idéia, meu carro, um deles, ano 2006, veio 1.200 reais de imposto e vale o que, uns 30 mil reais. Pela lei, a prefeitura pode cobrar até 2,5% de IPTU de minha casa, isso daria mais de 10 mil reais por ano e eu teria que ficar quietinho, sem pestanejar porque estaria dentro da lei. Veja como percentuais é uma coisa fantástica e desvirtua a realidade, dependendo do ponto de vista do interlocutor. Aí, vem um aumento de, vamos por exemplo, colocar 20% no meu imposto. Vou pagar por ano 360 reais, de um imóvel que vale 600 mil reais. Mas meu carro que vale 30 mil, pago 1.200 reais. Daí a gritaria … mais que a inflação … mais que o cacete … mais que isso e aquilo … Se eu fosse prefeito de qualquer cidade, eu seria um prefeito de 4 anos, tão somente. Não me elegeria, depois disso, nem pra síndico de prédio. Mandaria metade dos funcionários da prefeitura embora, metade trabalha, a outra metade é tudo chupim. Dos funcionários que restassem, plano de carreira e aumento salarial. Faria um IPTU do jeito que tem que ser, arrecadaria mais, investiria em saúde e educação. Saneamento das verbas públicas, no que der, administração participativa, e a câmara, se quiser ajudar que ajude, se não, roubar é que também não vai. Cargo de confiança, somente os secretários, escolhidos a dedo, e o restante, nem phodendo. Possivelmente não terminaria o mandato, ou seria cassado, ou levaria um tiro. Mas que faria, isso eu faria sim. Todo ano esse nhém-nhém-nhém.

  9. Que burro..da nota zero pra ele!!!
    Ta querendo enganar quem mamoninha? Isso ja tava definido desde 2014 devidamente aprovado pela Camara Municipal de Curitiba pela atualizacao da planta da cidade. Nao tente bancar o engracadinho usando um texto fora do contexto pra arrumar um pretexto. Se quer vir em 2016, se prepare melhor!

  10. Idiota, ainda bem que só faltam 12 meses pra ele cair fora. Contagem regressiva!

  11. Vou revindicar ao meu patrão um aumento compatível ao dos impostos (50% de ICMS, 40% no IPVA, 17,5% de IPTU, etc…) na média de 30% de aumento na carga de tributos e vou ganhar 100% de PNB (Pé Na Bunda).

  12. Em tempos de crise o prefeito gustavo aumentar o iptu acima da inflação é um roubo e deboche na cara dos curitibanos, além de ser o pior prefeito o gustavo fruet é o mais mercenário e carrasco dos pobres que curitiba já teve