Eduardo Cunha, líder dos coxinhas, fugiu para Cuba? E agora, que fazer?

Há quem cogite a hipótese de Cunha pedir asilo político ou pedir apoio de Raúl Castro, visando permanecer na Câmara; Gabi Cunha, filha do presidente da Câmara, postou nas redes sociais uma apontando o “dedo médio” e escreveu a seguinte frase: “see you in Cuba” (te vejo em Cuba).

Há quem cogite a hipótese de Cunha pedir asilo político ou pedir apoio de Raúl Castro, visando permanecer na Câmara; Gabi Cunha, filha do presidente da Câmara, postou nas redes sociais uma apontando o “dedo médio” e escreveu a seguinte frase: “see you in Cuba” (te vejo em Cuba).

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anticomunista até a medula, embarcou neste sábado (26) para Havana, Cuba, num voo que partiu do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. A informação é de Lauro Jardim, colunista d’O Globo.

Cunha é um dos heróis dos “coxinhas” que lutam pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

O presidente da Câmara acusa Dilma de comunista, mas, segundo Jardim, é ele quem desfruta os últimos anos de 2015 na ilha do comandante-em-chefe Fidel Castro.

Há quem cogite a hipótese de Cunha pedir asilo político ou pedir apoio de Raúl Castro, visando permanecer na Câmara.

Uma das filhas o presidente da Câmara, Gabi Cunha, postou nas redes sociais uma apontando o “dedo médio” e escreveu a seguinte frase: “see you in Cuba” ( te vejo em Cuba).

Eduardo Cunha, por sua vez, negou a viagem a Cuba. Pelo Twitter chamou o jornalista Lauro Jardim de “pilantra”.

“Esse pilantra tem um pilantrinha assistente que faz bullying em cima dos meus filhos o tempo todo,tentando confirmar mentiras toda semana”, tuitou Cunha, referindo-se ao colunista d’O Globo.

Post atualizado às 18h52 de 27/12/2015.

 

Comentários encerrados.