Diretor de Beto Richa acusado de espancar ex-mulher foge para não ser preso; assista ao vídeo

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu o governador Beto Richa (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública.

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu o governador Beto Richa (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública. Abaixo, assista ao vídeo com a reportagem nacional do Jornal da Record.

O primeiro suplente de deputado federal Osmar Bertoldi (DEM), diretor da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), está foragido da Justiça há 20 dias, depois de espancar a ex-mulher Tatiane Bitencourt.

Segundo relato da vítima, Bertoldi a agrediu após receber um “não” ao pedido de casamento. Abaixo, assista ao vídeo:

De acordo com reportagem do Jornal da Record, o agressor chegou a ficar em prisão domiciliar e com tornozeleira eletrônica, mas fugiu e não foi mais encontrado. A vítima está com medo.

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu Richa  (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública.

Comentários encerrados.