Coluna do Marcelo Belinati: Contra a gana arrecadatória dos governos

impostos

Em sua coluna semanal, o deputado federal Marcelo Belinati (PP) fala de seu Projeto de Lei que proíbe aumentos abusivos nas tarifas públicas, especialmente nas contas de luz e água. Segundo Marcelo, o Projeto visa proteger a população da gana arrecadatória dos governos. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Marcelo Belinati*

Gostaria de chamar a atenção para o projeto (PL 3178/2015) que apresentei proibindo aumentos abusivos nas tarifas públicas, especialmente nas contas de luz e água.

Fim de ano em Londrina e o prefeito já anunciou 3 aumentos de uma única vez: 121% de aumento da taxa de iluminação pública, aumento do IPTU e aumento da tarifa de transporte coletivo, que ainda não teve índice divulgado.

É uma tendência de quase todos os governos, quando a coisa aperta, joga a conta no colo da população.

Visando coibir aumentos abusivos e proteger a população dessa gana arrecadatória dos governos, apresentei projeto que, além de beneficiar a população de um modo geral, caso seja aprovado e vire lei, vai beneficiar o setor produtivo (indústria e agricultura), o comércio e também o setor de prestação de serviços.

Aliás, essa iniciativa é fruto muitas reuniões de trabalho que tive com representantes da indústria e agricultura, do comércio, do setor de prestação de serviços, entidades de classe, com a sociedade civil organizada, associações de bairros e também com pessoas da população.

Os governos de modo geral, com uma visão distorcida da realidade, têm a tendência, de quando as coisas não vão tão bem, de jogar a conta no colo da população aumentando impostos e tarifas públicas.

Isso desaquece a economia, gera desemprego, quebra empresas, atinge em cheio o cidadão (que muitas vezes não tem sequer condições de pagar a conta), prejudica a sociedade como um todo e, como que num círculo vicioso, a longo prazo prejudica também o próprio governo.

Pra acabar com esse verdadeiro abuso, apresentei projeto de lei para que as concessionárias nunca possam aumentar a conta de luz/água em índices maiores que o inflacionário medido pelo INPC/IBGE.

Precisamos de eficiência da coisa pública. Precisamos dar condições para o país andar. Aí o empresário investe, gera emprego, movimenta a economia e a sociedade como um todo só tem a ganhar.

Se os governos não podem ou não querem ajudar, que pelo menos não atrapalhem e deixem que a população brasileira faça a sua parte. Dessa maneira, com toda certeza, nosso país avança, cresce e se desenvolve.

*Marcelo Belinati, médico e advogado londrinense, é deputado federal pelo PP do Paraná. Escreve nas sextas-feiras sobre “Política Sem Corrupção”.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Mas o deputado silencia quanto à “gana gastatória” do seu presidente da Câmara com as pautas-bomba.

    • Oi Carlos, também não silencio nao. O que você chama de pauta bomba eram projetos que garantiam reposição salarial de perdas inflacionárias dos servidores públicos, também o ajuste fiscal que retirava direitos históricos de trabalhadores, viúvas e aposentados. Em ambas as situações votei a favor dos trabalhadores, dos aposentados e das viúvas. Porque ao invés de quererem mexer com as categorias citadas não tentaram mexer com os banqueiros? Pois é…

  2. Deputado Belinati em Brasilia o sr é um Leão ruiva, agita contra os aumentos de impostos e aqui no Paraná é …….pois apoio os aumentos Abusivos do desgoverno Beto lerner, alías o desgoverno começou quando a sra Emília Belinatti fazia parte do governo Lerner. Hoje vocês apoiaram e apoiam o Beto Richa que alias faz muito + que o governo federal em aumento de impostos e você e seus familiares nunca constes taram. Está na hora do sr rever seus conceitos.

    • Oi Marlon, com todo respeito a sua opinião, mas eu não tenho que rever meus conceitos não. Desde que fui vereador, e também h oje como deputado, sempre me posicionei e votei contra aumento de impostos, de taxas e contra retirada de direitos trabalhistas. Tenho visão desenvolvimentista, com o crescimento da economia não se faz necessário essa Gana arrecadatória dos governos. Caso tenha alguma dúvida, pesquise e vai ver o quão injusto foi em suas palavras. E para finalizar, engraçado que quando tentam me criticar é sempre por tabela né. Porque não criticam uma postura minha? Que eu tenha tomado? Provavelmente porque não encontram o que criticar né… Tente refletir sobre isso. Um grande abraço
      Marcelo Belinati

  3. Muito bom pra nós os pagadores da conta que os “Betos Rinchas” da vida nos empurra goela abaixo quando falta grana no caixa. Pena que projetos desse tipo não alcancem votos suficientes para sua aprovação. Ainda assim, se aprovado pelo Congresso, seria barrado pelo Executivo.