Coluna do Alvaro Dias: 2015, ano de mudança e renovação

2016

Em sua última coluna do ano, o senador Alvaro Dias (PSDB) fala dos acontecimentos de 2015 que fizeram deste ano um período importante para o País. Segundo o senador, foi um período de renascimento da indignação com a corrupção e também de fortalecimento das instituições como Ministério Público, Polícia Federal e Justiça Federal. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Alvaro Dias*

Dois mil e quinze pode se consagrar como o ano em que se iniciou uma grande mudança no País. Multidões foram às ruas para demostrar o renascimento da indignação e da luta por uma cidadania mais digna.

Do outro lado, houve a presença forte de instituições importantes que se consolidaram, como a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça Federal, ressuscitando esperanças, até então sepultadas, em razão da prevalência da impunidade sobre a justiça.

Enfim, 2015 foi o ano em que se estabeleceu o marco de um novo rumo, com uma nova justiça e instituições mais sólidas.

No Senado, apesar da crise, a produtividade foi alta. Não deixamos de votar, e avançamos em temas importantes como a reforma política. Apesar de ainda não termos um sistema político compatível com as aspirações da sociedade, o balanço numérico de votações sobre o tema foi expressivo.

Também avançamos em alguns projetos na área de combate a corrupção, como o que transforma a corrupção em crime hediondo. Projeto que tive a honra de relatar e torná-lo ainda mais rigoroso, incluindo os crimes de concussão e peculato.

Relatei ainda, entre outros, o projeto que cria uma vara federal de competência criminal em Cascavel (PR); a proposta que transforma o transporte público em direito constitucional; e o projeto do senador Aécio Neves que procura reduzir o número de cargos comissionados, estabelecendo a meritocracia como porta de entrada para a serviço público.

Projetos da Agenda Brasil também foram votados, mas nem sempre a Câmara dos Deputados responde na velocidade exigida pela sociedade, relutando em dar celeridade às propostas que têm o Senado como origem.

Para 2016, as perspectivas não são otimistas no cenário político, com a continuidade da Operação Lava Jato e a votação do processo de impeachment contra a presidente da República. O ano, ao que tudo indica, será de nervosismo político e de ajustes no cenário econômico.

Esperamos que, apesar da crise, consigamos avançar de forma propositiva, aprovando as reformas que ofereçam ao País um cenário de esperança e estabilidade.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Assistimos hoje nas redes sociais as pessoas se expressarem criticando sem perceber ou sem ter o conhecimento do estão dizendo. Eu acredito sim, em políticos como foi Jayme Canet Jr. e Paulo Cruz Pimentel, como contínuo acreditando em Alvaro Dias. Temos que analisar o conteúdo da história e dela colher bons frutos para o presente, porque sem passado não existe o presente. Claro que todos temos nossos ideais e isso é ótimo, pois é sinal de que alguma coisa está funcionando, mas vamos aproveitar o que é bom para a construção de novos dias.

  2. 2016 será o ano em que as boas intenções e os bem intencionados serão fortalecidos, enquanto que os mal intencionados e suas má ações serão enfraquecidos. Portanto, para o senador será um ano ruim.

  3. Quando o Senador fala em mudanças, ele está incluído.

  4. com o sepultamento do mal fadado golpe, quer queiram ou não os coxinhas, teremos OITO ANOS com LULA-LÁ….

  5. Senador Álvaro, parei de ler o seu blablablá, no
    ponto em que o sr. diz que a produtividade do
    Senado foi alta, e que avançamos com a “reforma
    política”…
    Feliz 2016, e blablablá pro sr. também.

  6. É verdade senador, multidões foram as ruas pedir NÃO ao golpe, e a favor da democracia. Apesar da globo, o Brasil vai começando a tomar rumo diferente do traçado pelos golpistas de seu partido, a exemplo Aécio 300 mil, Gilmar Mentes (psdb-MT) e Paulinho da força, junto com Cunha (e você torcendo a favor do golpe). O Judiciário, através do STF detonou o golpe e devolveu aos golpistas novas regras para tirar presidente legitimamente eleito com maioria de votos pelos brasileiros, gostando a direita ou não. Da operação lava-jato, não espero mais nada pois já cumpriu o objetivo de transformar o maior partido do Brasil, o PT, em partido bandido, contudo, não conseguiu e, agora, com declarações comprometendo o Aécio, entre outros medalhões da política nacional, arautos da ética na política, a exemplo até de vossa senhoria e o jatinho do Youssef pra lá e pra cá, mais os 10 milhões divididos com o morto do PSDB, Sérgio Guerra, acredito que a lava-jato morreu. No entanto, Dilma e sua Polícia Federal continuarão pegando bandido, doa a quem doer. Com a lei que ela (a Dilma) promulgou, a da delação premiada, muitos políticos serão presos, inclusive o CUnha, em março/2016. Espero que com provas contundentes e não com ilações, a exemplo o Zé Dirceu que nem político ainda é mas mesmo assim não pode trabalhar porque qualquer dinheiro recebido, é propina. De Juiz e procurador, podemos esperar qualquer coisa, igual bunda de nenê, não é nobre senador? Os empresários, estão se descolando da política e o Brasil dá sinais de melhora, apesar da globo, e começam a trabalhar porque se depender de vocês políticos, quebram o Brasil. Dona Dilma, sempre ela, está editando MP no sentido de que as empresas envolvidas em (supostas) corrupção não parem suas atividades. Que se punam as pessoas físicas, mas que as pessoas jurídicas continuem prestando serviços e gerando emprego e renda. Então, nobre senador, 2016 será muito melhor, apesar de vocês e da globo. “Apesar de vocês, amanhã há de ser outro dia” … (Chico Buarque – PT).

  7. Caro Alvaro o que tens a dizer sobre ; “Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio ?

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/12/1724257-delator-afirma-que-diretor-de-empresa-levou-r-300-mil-a-aecio.shtml

  8. As coisas andam invertidas, um esquerda mais que direita e um direita de esquerda radical, o que está acontecendo, seria uma falta de meio termo. Será que vamos abrir os olhos e aprender com o passado, iremos repetir será. Basta olhar os históricos, seus feitos, as mudanças de comportamento, NÃO OLHEMOS SOMENTE A MUDANÇA DE SIGLAS, ELAS SÃO COMPOSTAS POR PESSOAS LEMBREMOS DISSO.

    • Não se iluda. Às vezes, a esquerda “parece” direita, mas isso deve-se ao fato que vivemos num país predominantemente capitalista. Mas a direita, nunca será esquerda. Lembre-se do período de 1986 até 2002.

  9. A renovação e começar com as velharias,que tal o grande jaime Canet ou Paulo Pimentel voltar,não é essa a renovação kkkkk

  10. O povo também espera que no ano de 2016 principalmente nas eleições que vem aí que pessoas honestas sejam eleitas …Que o povo saiba escolher seus representantes de verdade e não elejam somente aqueles interesseiros do dinheiro público como vem acontecendo ao longo desses anos.Que nesse ano de 2016 o povo acorde amadurecimento suficiente para começa mudar esse cenário que aí está, fruto da falta de respeito pelo nosso país.

  11. “Multidões foram às ruas”

    Foram para as ruas um bando de coxinhas mal educados com camisas da CBF mandar a Dilma TNC!

    • Doidos para dar o golpe do judiciário, igual do paraguaio, que o senador Alvaro Dias tanto apoiou.
      Está no DNA da direita brasileira ser golpista.

      O partido do senador que tinha a fama de entreguista, agora acrescenta a fama de golpista.

      Sejamos legalistas, senador,

      Espero que o senhor exija que o MPF e o PGR façam justiça cega e não seletiva, protegendo seus correlegionários, como o senador Aécio Neves.