Agência de risco Fitch Ratings descobre só agora que Richa é ‘mau pagador’ e retira selo de tucano; assista

Se a agência de risco Fitch Ratings lesse com frequência o Blog do Esmael teria índice maiores de acerto em suas previsões políticas e econômicas (#FicaAdica); organismo financeiro demorou cinco anos para descobrir que governador Beto Richa é mau pagador; tucano ganhou até “musiquinha” depois do 3º calote consecutivo em professores e servidores públicos; abaixo, assista ao vídeo.

Se a agência de risco Fitch Ratings lesse com frequência o Blog do Esmael teria índice maiores de acerto em suas previsões políticas e econômicas (#FicaAdica); organismo financeiro demorou cinco anos para descobrir que governador Beto Richa é mau pagador; tucano ganhou até “musiquinha” depois do 3º calote consecutivo em professores e servidores públicos; abaixo, assista ao vídeo.

Essas agências de classificação de risco não servem para absolutamente nada. Veja se eu não tenho razão, caro leitor.

A Fitch Ratings rebaixou nesta ontem (22) a nota de crédito do estado do Paraná de “BBB-” para “BB+”.

A agência de risco levou cinco anos para descobrir que o governador Beto Richa (PSDB) é caloteiro.

O tucano até ganhou “musiquinha” no começo deste ano, depois que deu três calotes seguidos nos professores e servidores públicos (clique aqui para relembrar).

Assista ao vídeo:

Além do Paraná, a agência de risco também rebaixou São Paulo e Santa Catarina.

Como eu disse antes, essas agências de classificação de risco não servem para absolutamente nada. Se alguém dependesse delas para não levar calote estaria, na altura do campeonato, literalmente desgraçado.

Se a Fitch Ratings lesse com frequência o Blog do Esmael teria índice maiores de acerto em suas previsões políticas e econômicas. #FicaAdica.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O betão rixa garganteou que o Paraná “ultrapassou” o
    Rio Grande do Sul, e galgou o 4º posto na economia
    Brasileira.
    Na verdade a economia gaúcha foi quebrada pelo Tarso
    Genro, governador petista, cujo partido patrocinou
    uma avalanche de acusações e calúnias contra a então
    governadora, Yeda Crussius, que tinha conseguido
    tornar o RG do Sul, um estado equilibrado e sem
    déficit em 2009.
    E o Tarso, que pegou o bonde andando, conseguiu
    entregá-lo a Sartori com a roda quadrada e a ponta
    de eixo quebrada.
    Daí foi fácil para o Paraná “ultrapassar” o RG do
    Sul, e assumir o 4º posto na economia nacional.
    Foi como se a transmissão do Michael Schumacher
    quebrasse, e o Rubinho o ultrapassasse.
    Essa retirada de sele do Paraná, atesta isso.
    Mas, betão rixa continua deitando falação.

  2. Estas arapucas operam a serviço do capitalismo vadio, dos especuladores inescrupulosos! Em 2008 surgiu a tal “bolha imobiliária” nos EUA e as agências de risco nada detectaram! São uma quadrilha da pior espécie, vagabundos a serviços dos trustes do capitalismo selvagem!

  3. E por falar em mal pagador, veja essa: a diária de um policial (civil, militar, delegado etcc..) destacado para OPERAÇÃO VERÃO alcança a cifra de 70,00 reais. Já para juizes, promotores, defensores públicos etcc, superam 1.000,00 MIL REAIS.
    Fica uma pergunta: onde estão esses pelegos, sindicatos e dirigentes dessas policias? Eles, obviamente bem! ridículo.

    • Devem estar ganhando medalhas. O PR virou o país dos Mutleys.
      O Richa já foi identificado com o Dick Vigarista. Agora, quando a coisa aperta para o lado dele, grita: “Mutley, faça alguma coisa!”. E os Mutleys de plantão respondem: “Medalha, medalha, medalha!”.

  4. Essa figura não tem cura, e eu aqui “dando milho aos pombos”. Ainda me faltam 13 anos para a aposentadoria e o secretário dele fala em vender ações da Copel. Mama Mia.

  5. Beto richa vai mau , até agencias de fundo de quintal ta rebaixando o Parana, rsrsrsrs

  6. se até essas agências mandrakes estão rebaixando o desgoverno é porque a verdade não mais como esconder.