16 de dezembro de 2015
por esmael
11 Comentários

Mensalão tucano rende 20 anos de prisão a Eduardo Azeredo

da Agência Brasil

A Justiça condenou o ex-senador Eduardo Azeredo (PSDB) a 20 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A sentença foi dada em primeira instância, hoje (16), pela juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Melissa Pinheiro Costa Lage.

Azeredo foi condenado por crimes cometidos durante a campanha eleitoral pela sua reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998. Eduardo Azeredo foi condenado por sete crimes de peculato, ou seja, desvio de bens praticados contra a administração pública por servidor público, e seis crimes de lavagem de dinheiro. Foi também foi condenado ao pagamento de 1.904 dias-multa, cujo valor foi fixado em um salário mínimo vigente em 1998.

Pela sentença, a prisão será inicialmente em regime fechado. Ele ainda poderá recorrer da decisão. O processo contra Azeredo estava sob análise do Supremo Tribunal Federal (STF) até março do ano passado, quando a Corte decidiu que a Ação Penal 536, conhecido como o processo do mensalão mineiro, seria julgada pela Justiça de Minas Gerais.

Eduardo Azeredo renunciou ao mandato parlamentar em fevereiro do ano passado, após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar as alegações finais no processo, última fase antes do julgamento, pe

16 de dezembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Justiça censura WhatsApp no Brasil por 48 horas. Pode isso?

do Tecmundo

whatsapp_censura

A Justiça de São Paulo determinou que o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp seja bloqueado por todas as operadoras de telefonia brasileiras a partir das 0h00 desta quinta-feira, 17 de dezembro. Isso quer dizer que, assim que o dia de hoje acabar, o app terá que ser impedido de funcionar pelas prestadoras sob pena de multa. O app deve ficar bloqueado por 48 horas, dois dias inteiros.

16 de dezembro de 2015
por esmael
9 Comentários

PGR pede afastamento de Cunha no STF; se empurrar, agora cai…

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quarta-feira (16), pediu o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara. O pedido foi protocolado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato na corte.

“O Eduardo Cunha tem adotado, há muito, posicionamentos absolutamente incompatíveis com o devido processo legal, valendo-se de sua prerrogativa de Presidente da Câmara dos Deputados unicamente com o propósito de autoproteção mediante ações espúrias para evitar a apuração de sua condutas, tanto na esfera penal como na esfera política”, fundamentou Janot.

Para complicar a situação, veio à tona hoje à tarde que Cunha pediu propina de R$ 52 milhões para liberar dinheiro do FI-FGTS — um fundo constituído por recursos dos trabalhadores. O presidente da Câmara, segundo a Época, parcelou a propina em 36 vezes. Ou seja, criou a figura da propina no crediário.

16 de dezembro de 2015
por esmael
18 Comentários

Ao vivo: Manifestação pró-Dilma

Nota às 20h12: Se usarmos a mesma métrica da mídia velha, que contou 10 mil no domingo, hoje tem 15 mil nas ruas da capital paranaense contra o impeachment de Dilma.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo, desde Curitiba, manifestação contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e em defesa da democracia.

O movimento se concentra na Praça Santos Andrade (UFPR) e deverá marchar até a tradicional Boca Maldita, no centro da capital paranaense.

No decorrer desta semana, a presidente Dilma recebeu importante apoio do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que assinou manifesto, juntamente com outros 15 prefeitos de capitais, contra o impeachment.

Transmissão ao vivo encerrada às 19h40 (assista ao vídeo):

16 de dezembro de 2015
por esmael
Comentários desativados em Ao vivo: STF julga suspensão da comissão do impeachment de Dilma

Ao vivo: STF julga suspensão da comissão do impeachment de Dilma

OBS: caso caia a conexão, aperte a tecla F5 para atualizar o seu navegador.

16 de dezembro de 2015
por esmael
18 Comentários

Blog do Esmael transmite ao vivo manifestação pró-Dilma

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 17 horas, desta quarta-feira (16), vai transmitir ao vivo para o Brasil e o mundo a manifestação em Curitiba contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Além da transmissão direto da Praça Santos Andrade (UFPR), com reportagem de César Setti, o Blog do Esmael também vai cobrir o protesto pelo Facebook a partir das 16 horas. Para acompanhar em tempo real toda a movimentação de hoje, basta o leitor “curtir” a página clicando aqui.

A manifestação desta tarde conta com o apoio o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que esta semana assinou manifesto contra o impeachment de Dilma. O PT, partido da presidente, também espera a adesão do vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, presidente estado do PDT. Entretanto, um parecer da instituição financeira o impede de participar de atividades políticas.

No último domingo, dia 13, o Blog do Esmael, igualmente em parceria com a TV 15, mostrou para o país inteiro o retumbante fracasso da manifestação pelo impeachment. Em Curitiba, apenas 300 pessoas foram às ruas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e pelo golpe contra Dilma.

A marcha de hoje, pró-Dilma, é contra o ajuste fiscal do ministro Joaquim Levy e favorável ao “Fora Cunha”.

16 de dezembro de 2015
por esmael
13 Comentários

Marina lidera no Rio corrida para 2018, diz Paraná Pesquisas

marina_geraldo_lulaO instituto Paraná Pesquisas aponta liderança da ex-ministra Marina Silva (Rede) na corrida presidencial, no estado do Rio de Janeiro, com 28,8% das intenções de voto.

No levantamento realizado em 44 municípios, entre os dias 9 e 13 de dezembro, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), aparece em segundo lugar com 17,6% e em terceiro o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com 16%.

O deputado Jair Bolsonaro (PP), em quarto, tem 10,6%, e, em quinto,  Ciro Gomes (PDT) possui 6,9%. Na lanterna surge o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), com apenas 2%.

16 de dezembro de 2015
por esmael
14 Comentários

Gleisi Hoffmann: “A tendência é que Dilma mude os rumos da economia”

O Blog do Esmael entrevistou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) na noite da última segunda-feira (14), logo após ela ter participado de uma reunião da bancada. A parlamentar, que é cotada para assumir a liderança do partido no Senado, avaliava que a direita golpista perdera força nas ruas.

A senadora concordou que a presidente terá oportunidade de iniciar seu “terceiro” mandato, ou seja, poderá ganhar uma nova chance dos brasileiros para recomeçar o segundo governo que ainda não começou.

Perguntada se Dilma entendeu o recado das ruas e das forças vivas da sociedade, Gleisi Hoffmann disse que a tendência é que “se inaugure um novo tempo mais à esquerda, inclusive na economia, com queda de juros e retomada de um programa de desenvolvimento nacional”.

Para a senadora, o que faz com que as contas públicas tenham descontrole é a perversidade da taxa de juros e a política de câmbio adotada pelo país.

“Não é justo reduzir programas sociais e minorar os investimentos de saúde, de educação, não ter indexação do salário mínimo à inflação, cortar o Bolsa Família e manter o pagamento de uma alta taxa de juros”, discursa.

Pois bem, nesta quarta-feira, dia 16, haverá dois eventos importantes para a recente história democrática do Brasil.

O primeiro diz respeito à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que, no início desta tarde, definirá os ritos da comissão especial que analisará o pedido de impeachment de Dilma na Câmara.

O segundo tem a ver, propriamente dito, com o redesenho da correlação de forças das ruas, isto, diante do fracasso retumbante dos golpistas no domingo 13, hoje é o “Dia D” para a defesa da democracia em todo o país.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir ao vivo para o Brasil e o mundo a manifestação desta quarta-feira em defesa da democracia e pelo “Fora Cunha”, a partir das 17 horas, deste Curitiba.

16 de dezembro de 2015
por admin
17 Comentários

Coluna do Rafael Greca: As alianças do casamento Fruet-PT foram compradas na joalheria OAS?

Download áudio Rafael Greca

Rafael Greca*

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) está uma onça com sede. Mas não com sede de água. Uma onça com sede de outras onças. Das onças que ornamentam a nota de 50 reais.

Na contramão da economia popular, sem justificativa técnica, a toque de caixa, sem a devida audiência pública, Fruet criou e aprovou na Câmara dos vereadores mais nove novas taxas na cidade: 1.Taxa de Bloqueio de Estacionamento para Obras e Mudanças; 2.Taxa de Bloqueio Parcial de Calçada; 3. Taxa de Bloqueio em Faixa de Via Pública; 4. Taxa de Trânsito Especial; 5.Taxa de Caçamba; 6.Taxa Valet Park; 7. Taxa Operação Escola; 8. Taxa de Operação de Igreja; 9. Taxa de Eventos.

E, como se já não bastasse, no dia de fúria arrecadadora Fruet aumentou em 18% a Taxa de Iluminação Pública, no segundo aumento deste ano. Voracidade espantosa.

Taxas e multas de R$47,65, R$ 68,73, de R$ 68,73, R$ 99,23, de R$ 120,31, de R$ 164,80, de R$ 193,89, multiplicadas por Vagas de Estar que se cancelam temporáriamente, ou por horas trabalhadas de agentes públicos.

Taxas e multas que dificultarão a congregação religiosa; levantarão barreiras burocráticas contra a participação social; e encarecerão o preço dos serviços de logística, do embarque e desembarque, e que assim vão impactar no já combalido bolso dos consumidores, no seu bolso, por consequência.

Da taxa de eventos, nem procissão escapa. Seja Corpus Christi, seja Marcha para Jesus, seja Lavagem do Rosário em dia de Consciência Negra.

Pelo visto, lido e escutado, Fruet ainda não pensou na criação da Taxa para Ocupação de Calçadas e Marquises e Estações-tubo do morador abandonado pela abandonada F.A.S. fechada; nem a Taxa para Traficante de Crack e Drogas Sintéticas nas dezenas de centenas territórios liberados entregues ao descaso; nem a Taxa do Churrasquinho e das Batas Fritas nas Praças que enc

16 de dezembro de 2015
por admin
26 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: Manifestações foram um “esquenta” impeachment

Download áudio

Alvaro Dias*

Os brasileiros voltaram às ruas no último domingo para protestar contra o governo e exigir o impeachment da presidente da República. As manifestações devem ser valorizadas, independentemente do número de pessoas que participaram. Foi um protesto espontâneo, improvisado, uma espécie de “esquenta” impeachment.

É um equívoco desvalorizar os protestos usando o argumento de que o número de pessoas diminuiu em relação a manifestações passadas. O ato não contou com apoio dos governos federal, estaduais, e não teve o apoio de estruturas administrativas e entidades, como sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais. A voz das ruas foi genuína, espontânea e veio de uma parte lúcida da população que quer o impeachment imediato da presidente Dilma Rousseff.

A população brasileira é inteligente e tem muita noção de timing; por isso sabe exatamente qual é o momento para o enfrentamento nas ruas. E eu acredito que, assim que avançarmos no processo de impeachment — quando estivermos mais próximos da decisão — a manifestação será gigantesca nas ruas do País.

O governo tenta reduzir os protestos pró-impeachment a uma queda de braço entre o presidente da Câmara e a presidente da República, mas não é isso que movimenta a opinião pública brasileira. Apesar do desrespeito flagrante ao povo brasileiro com os procedimentos inusitados adotados na Câmara, o conjunto da obra é que leva a população a desejar o impeachment

Os brasileiros, na sua maioria como atestam as pesquisas de opinião, têm pressa em mudar. A paciência se esgotou, e a população não quer esperar 2018 para fazer as mudanças. Mais do que substituir quem preside o País, as ruas querem substituir esse modelo promíscuo, corrupto e incompetente de governança.

A redução do número de pessoas nas ruas não diminuiu o tamanho da indignação. O movimento pode ter sido menor, mas foi afirmativo, pacífico e importante para dar a largada a novas manifestações populares que ocorrerão no País.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética