Coluna do Requião Filho: Fim do romance de Beto Richa com o Judiciário do Paraná

O deputado estadual Requião Filho (PMDB) trata na sua coluna desta quinta-feira do "fim do romance" entre o governador Beto Richa (PSDB) e o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O motivo do "rompimento" seria o corte de R$ 100 milhões no orçamento do TJPR. Segundo o deputado, mesmo após todos os calotes e maldades aplicadas contra os servidores e a população, o governador está sem dinheiro para bancar as promessas e benesses para os aliados. Leia, ouça, comente e compartilhe.

O deputado estadual Requião Filho (PMDB) trata na sua coluna desta quinta-feira do “fim do romance” entre o governador Beto Richa (PSDB) e o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O motivo do “rompimento” seria o corte de R$ 100 milhões no orçamento do TJPR. Segundo o deputado, mesmo após todos os calotes e maldades aplicadas contra os servidores e a população, o governador está sem dinheiro para bancar as promessas e benesses para os aliados. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Requião Filho*

Parece que acabou o romance entre executivo e judiciário no Paraná. Óh céus, Óh vida! O que poderia ter acontecido ora tantas tricas de acusações. Sobra dinheiro aqui, falta ali, investe acolá! Quem teria razão nesta briga? O porvir nos contará.

Interessa é que os governistas tem dito a torta e a direita que depois de tantas medidas pra ferrar com o povo, Richa teria caixa no ano que vem e poderia ajudar seus aliados em 2016. Parece que esta não é a verdade.

Parece que enganaram todos mais uma vez. Não tem dinheiro e agora, depois de saquear a previdência, estuprar a data-base, aumentar tarifas e taxas e sangrar os paranaenses o governador continua sem dinheiro.

Quem caiu neste conto deve estar assustado. E o pior(!) quem acreditou nessa historia foram políticos que colocaram suas carreiras em cheque. Gente que deveria ser escolada. Vão colocar a culpa em quem?

A culpa é de um governo desunido e sem diretrizes. Governo envolvido em milhares de escândalos e com uma rejeição histórica. Não há retóricas e propagandas que salvem este povo. Impossível defender o indefensável, desculpar o indesculpável.

Mais um ano de trapalhadas e maldades do governador que encolheu. O seu capital político hoje é inexistente. Que venha o ano que vem!

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB, vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

Comentários encerrados.