6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Na Venezuela, Requião é repórter por um dia; assista ao vídeo

requiao_venezuelaO senador Roberto Requião (PMDB-PR), desde Caracas, ataca de repórter por um dia para a TV 15 e o Blog do Esmael. O parlamentar foi às ruas acompanhar o processo eleitoral da Venezuela.

Neste domingo (6), 19 milhões de cidadãos venezuelanos escolhem 167 deputados para a nova Assembleia Nacional — equivalente à Câmara Federal, no Brasil.

Segundo Requião, toda votação é eletrônica e voto é impresso. 54% das urnas são auditadas pelo Conselho Eleitoral, que é um poder autônomo naquele país.

Assista ao vídeo:

A eleição de hoje é a vigésima ocorrida na Revolução Bolivariana iniciada há 16 anos por Hugo Chávez.

Não houve incidente e a população compareceu em peso para votar neste domingo. A votação se encerra às 18 horas de Caracas (20h30 de Brasília).

Leia mais sobre as eleições na Venezuela: Leia mais

6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

PCdoB e PDT levantam as primeiras barricadas contra o golpe

do Brasil 247

O governador do Maranhão, Flávio Dino, e o ex-ministro Ciro Gomes fizeram história, neste domingo, ao lançarem, conjuntamente, o Movimento Golpe Nunca Mais. A frente foi lançada no Palácio dos Leões, sede do governo maranhense, em coletiva conduzida por Dino, Ciro e também pelo presidente do PDT, Carlos Lupi.

“Estamos diante de uma situação absurda, uma monstruosidade institucional. Não podemos aceitar passivamente que se rasgue a Constituição. Lutamos muito para conquistar a democracia. Nenhum interesse pode estar acima da democracia”, afirmou Flávio Dino. “O direito à oposição é legítimo, mas ele não está acima do País”, afirmou.

O governador, que é juiz, lembrou que a tese das ‘pedaladas em 2015’ raia o absurdo, uma vez que o Congresso acaba de aprovar a nova meta fiscal. “Se o próprio Congresso Nacional aprovou a mudança da meta fiscal no exercício financeiro vigente, os decretos deste ano de suplementação orçamentária estão validados”, afirmou (para entender por que proposta de impeachment é golpista leia artigo de Leonardo Attuch, editor do 247).

“Há um valor, que está acima de tudo, e que deve ser sempre respeitado: é a própria liberdade”, disse Ciro, que teve sua candidatura presidencial lançada por Lupi. Ciro afirmou ainda que não há nenhuma acusação de ilícito contra a presidente Dilma Rousseff. “É uma senhora honesta, decente, a quem não estão permitindo governar”, afirmou.

Leia mais

6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Gleisi cumprimenta Maduro pela 20ª eleição democrática na Venezuela

gleisi_maduro_requiaoA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), pelo telefone, cumprimentou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pela vigésima eleição democrática realizada pela revolução bolivariana iniciada em 1999.

“Cumprimentei-o e desejei sorte no processo eleitoral. Ele também perguntou como estava a presidenta Dilma e o PT”, relatou ao Blog do Esmael a senadora petista.

Maduro conferenciava com o senador Roberto Requião (PMDB-PR), que acompanha a eleição venezuelana pelo Senado, em Caracas, quando telefonaram para Gleisi. Leia mais

6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Homem de Michel Temer nega conspiração contra Dilma

O ex-deputado federal paranaense Rodrigo Rocha Loures, um dos principais homens de confiança do vice-presidente da República Michel Temer, do PMDB, assegurou ao Blog do Esmael neste domingo (6) que não há equipe de transição visando o cenário de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Não existe transição alguma. Há, sim, um açodamento muito grande da imprensa. Nós somos pela defesa da Constituição”, afirmou Rocha Loures, que no mercado de apostas aparece como virtual ministro-chefe da Casa Civil num eventual governo Temer.

“O ministro do governo Dilma chama-se Jaques Vagner. Estão intrigando o PT com o PMDB, nada mais do que isso”, disse o homem de confiança do vice-presidente da República.

Neste domingo, o jornal O Globo trouxe reportagem afirmando que os “aliados preparam ofensiva para levar PMDB ao comando do país”.

“Lamentavelmente, a intriga é filha da política. Muitos se alimentam disso para alimentar eventos negativos, que são contra o país”.

Para Rocha Loures, o pedido de impeachment é muito técnico e sofisticado e diz respeito às contas orçamentárias. Ele prevê que “isso demandará muito tempo” para serem checadas.

“Temos de esperar os desdobramentos na Câmara, quem serão os 65 membros da comissão especial. Há um rito e ainda não sabemos se o Congresso será chamado ao funcionamento durante o recesso”, explicou.

O Blog do Esmael perguntou a Rocha Loures se o vice-presidente da República estaria preparado caso do processo de impeachment avance na Câmara. “É muito ruim especular sobre o que ainda não aconteceu”, respondeu.

O homem de confiança de Michel Temer acredita que o pedido de impeachment também antecipa o debate nos municípios.

“As forças políticas municipais estão sendo chamadas a se posicionarem sobre de que lados estarão nessa contenda, se a favor ou contra o impedimento da presidente Dilma”, analisou.

Leia mais

6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

“Eleições na Venezuela são eficientes e democráticas”, diz embaixador brasileiro Samuel Pinheiro

O embaixador brasileiro Samuel Pinheiro, em entrevista à Telesur, neste domingo (6), afirmou que as eleições parlamentares na Venezuela estão acontecendo sob os signos da organização e eficiência.

Nas eleições de hoje, cerca de 19 milhões de venezuelanos vão às urnas para eleger 167 deputados à Assembleia Nacional. O voto ocorre em urnas eletrônicas, mas que imprimem o voto.

“É um processo democrático, diferente do que diz a imprensa mundial”, declarou Samuel Pinheiro, que está no país caribenho para acompanhar o processo eleitoral.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) também está na Venezuela acompanhando as eleições parlamentares deste domingo. Na tarde de ontem (5), o parlamentar brasileiro, juntamente com o embaixador Pinheiro, realizaram várias inserções ao vivo pela TV 15 com transmissão pelo Blog do Esmael.

A tendência é que o governo Nicolás Maduro conquiste a maioria das cadeiras na Assembleia Nacional, ou seja, mantenha a hegemonia no parlamento.

Sondagens de vários institutos de pesquisas são contraditórias entre si, mas mostram avanço dos chavistas na reta final.

Sobre as eleições parlamentares da Venezuela:

Estão em disputa 167 cadeiras na Assembleia Nacional. O eleitor escolhe um candidato em lista fechada do partido e outro nominal, de determinado distrito eleitoral.

São 87 circunscrições no país, o que, segundo a oposição, favorece os chavistas.

Do total, 113 serão eleitos pelo voto nominal e 51 por listas fechadas dos partidos.

Leia mais