Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

3 de dezembro de 2015
por admin
34 Comentários

Nordeste em peso contra o golpe; Sul sobe no muro; que feio!

Os governadores do Nordeste contestaram de forma unânime a tese de impeachment acolhida por Eduardo Cunha, réu por corrupção e lavagem de dinheiro, com apoio do tucano Aécio Neves, derrotado nas últimas eleições.

Em nota, os governadores Rui Costa (PT–BA), Ricardo Coutinho (PSB–PB), Flávio Dino (PCdoB–MA), Paulo Câmara (PSB–PE), Robinson Farias (PSD–RN), Camilo Santana (PT–CE), Wellington Dias (PT–PI), Jackson Barreto (PMDB–SE) e Renan Filho (PMDB–AL) manifestam repúdio ao que chamam de “absurda tentativa de jogar a Nação em tumultos derivados de um indesejado retrocesso institucional”.

Já no Sul, os governadores de Santa Catarina (Raimundo Colombo PSD), do Paraná (Beto Richa, do PSDB) e do Rio Grande do Sul (José Ivo Sartori, do PMDB) ainda não se pronunciaram e estão em cima do muro.

Seria de se esperar que Beto Richa, pelo alinhamento e solidariedade a Aécio neves, também apoiasse o golpe do impeachment. Mas o Ministério Público de Contas do Paraná aponta irregularidades nas contas do governo estadual que são bem piores das que sustentam o pedido contra Dilma. Isso sem falar nas denúncias de corrupção cada vez mais perto do Palácio Iguaçu.

Raimundo Colombo (SC) tende a ser simpático a Dilma. Sartori (RS) deve ficar em cima do muro mesmo.

Em Curitiba, o prefeito Gustavo Fruet (PDT), que tem o PT na vice, da mesma forma ficou mudo e calado e assim deve se manter. Aliás, a omissão tem sido seu traço mais forte de personalidade desde que sentou na cadeira de prefeito.

Com informações do Brasil 247

3 de dezembro de 2015
por esmael
53 Comentários

Após apoio a golpe, vaza lista com virtuais ministros de Aécio Neves

com informações do Brasil 247

aecio_dem_ministerioO senador Aécio Neves (PSDB-MG) voltou a sonhar com a cadeira da presidente Dilma Rousseff (PT). Menos de 24 após declarar apoio ao golpe liderado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vazou uma lista com os virtuais ministros do tucano.

Nesta quinta-feira (3), em discurso na convenção dos Democratas (DEM), Aécio deixou escapar que vai governador “em breve” com o partido aliado.

“O calendário constitucional prevê eleições em 2018. Obviamente, isso pode ser de alguma forma antecipado. Mas seja quando for, o que eu quis dizer hoje na convenção do Democratas é que temos um projeto comum de país. Estivemos juntos na última eleição. Sou reconhecido ao papel que o Democratas desempenhou e espero que possamos (estar juntos) no momento em que o calendário constitucional definir quando serão as eleições”, discursou o senador tucano.

Leia a íntegra da lista vazada com “ministério” de Aécio:

3 de dezembro de 2015
por esmael
3 Comentários

No Recife, família Campos continua dando as cartas, diz Paraná Pesquisas

recife_pesquisaO prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB), do grupo político da família Campos, seria reeleito no cargo se a eleição de 2016 fosse hoje. A afirmação é da Paraná Pesquisas, que aponta a liderança do socialista com 31% das intenções de voto.

3 de dezembro de 2015
por esmael
12 Comentários

Requião divulga “nota técnica” contra impeachment da presidente Dilma

requiao_dilmaO senador Roberto Requião (PMDB-PR) e o consultor de Orçamento do Senado Federal Hipólito Gadelha Remígio, conjuntamente, elaboraram nesta quinta-feira (3) uma “nota técnica” que desmonta a tese do golpe contra o mandato da presidente Dilma Rousseff (PT).

O documento tem como base de análise a acusação e o pedido de impeachment formulado pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Jr. e Janaína Paschoal acerca das “pedaladas fiscais” supostamente cometidas pela presidente da República.

Abaixo, leia a íntegra da “nota técnica”:

3 de dezembro de 2015
por esmael
59 Comentários

O Brasil inteiro se levanta contra chantagem de Cunha e da oposição

Há consenso entre os juristas de cepa democrática que o pedido de impeachment aceito ontem (2) pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), carece de elementos que o justifique. Ou seja, o processo iniciou-se como produto de uma chantagem e é esta a percepção da sociedade brasileira. Portanto, não há crime cometido pela presidente Dilma Rousseff (PT).

O aceite de Cunha foi comemorado pelos deputados de oposição, principalmente os do PSDB e DEM, que de forma oportunista condenam Dilma, mas ‘momentaneamente’ absolvem o presidente da Câmara.

O diabo é que Dilma está sendo caçada – vítima de tentativa de cassação agora — desde o fim da eleição de 2014, quando Aécio Neves (PSDB-MG) voltou atrás do reconhecimento da derrota que sofreu nas urnas. Aí não teve mais trégua na campanha de desconstrução da imagem da petista.

O bando que se reuniu pela destituição é o salvo-conduto que protegerá o mandato da presidente Dilma Rousseff. Portanto, ela tem uma oportunidade de ouro para dar um “cavalo de pau” no governo e na economia, bem como isolar os golpistas de plantão.

Dilma tem mais sorte que juízo porque a oposição que defende o impeachment é muito desmoral

3 de dezembro de 2015
por admin
10 Comentários

“Richa envia para SP tropas da PM para ajudar Alckmin a lidar com escolas”

choqueA piada do Site Sensacionalista é muito boa. Isso prova que os brasileiros conseguem rir até das situações mais trágicas, pois o que os governos do PSDB estão fazendo com a educação pública é realmente uma tragédia. Os destaques no quesito crueldade são, com certeza, Geraldo Alckmin, em São Paulo, e Beto Richa, no Paraná.

A “notícia” segundo qual Beto Richa estaria mandando tropas da PM para ajudar Alckmin remete à maneira “carinhosa” com que o governador do Paraná tratou os professores e servidores na base da bala, bombas e cassetetes, no massacre de 29 de abril.

A matéria do Sensacionalista apresentou até uma declaração de Richa: “O Alckmin me ligou ontem, elogiou a forma como lidei com a manifestação de professores que ocorreu aqui no Paraná, e me pediu para enviar meus melhores policiais para conter os protestos em São Paulo. Fiquei lisonjeado com o pedido e enviei um batalhão de policias e dois canis de pitbulls para ele”.

3 de dezembro de 2015
por esmael
7 Comentários

‘Pelo fim dos privilégios para a máfia do transporte coletivo de Curitiba’

mafia_onibus_fruetNo último dia 30 de novembro, Urbs — empresa que gerencia o sistema de transporte público em Curitiba — antecipou R$ 5 milhões da receita para que as empresas de ônibus pagassem a primeira parcela do 13º salário de motoristas e cobradores.

As concessionárias ameaçavam demitir 2 mil motoristas e cobradores para arrancar o dinheiro da Urbs. Os funcionários das empresas de ônibus, por óbvio, fizeram uma espécie de “locaute” — uma greve para ajudar os patrões — e para que a gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) pudesse justificar publicamente tamanha benevolência.

Abro aqui um parêntese para falar da campanha da Prefeitura de Curitiba que pedia “fim dos privilégios para deficientes”. Ora, por que Fruet não desenvolve uma campanha similar — a arte já está pronta, virilizada nas redes sociais — pedindo o “fim dos privilégios para a máfia do transporte coletivo”. Fecho parêntese.

A gestão Gustavo Fruet, por meio da Urbs, deverá antecipar mais receitas dos movimentos diários às empresas de ônibus na próxima segunda-feira (7).

3 de dezembro de 2015
por admin
17 Comentários

Gaeco faz megaoperação contra corrupção no governo Beto Richa

publicanoO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) iniciou na manhã desta quinta-feira (3) a quarta fase da Operação Publicano, que investiga corrupção no governo Beto Richa (PSDB), cumprindo 47 mandados de prisão e 62 de condução coercitiva para depoimentos.

O Gaeco, que é o braço policial do Ministério Público do Paraná (MP), cumpre a incrível quantia de 109 mandados judiciais. Ou seja, a 4ª fase da Publicana pode ser considerada uma das maiores operações contra corrupção que esse país já viu.

Os mandados estão sendo cumpridos em Londrina, onde a operação é sediada, e em Curitiba, onde parece estar o centro nervoso do esquema. Há quem afirme que o comando da quadrilha fique mesmo dentro o Palácio Iguaçu.

3 de dezembro de 2015
por admin
17 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: A sanha arrecadatória estilo “biruta de aeroporto” de Beto Richa

Reinaldo Almeida César*

Depois de fazer de Curitiba a campeoníssima da inflação pela escorchante elevação de impostos, depois de raspar a ParanaPrevidência e de meter a mão grande no Fundo Especial de Segurança Pública do Estado do Paraná (FUNESP), o governo estadual agora anuncia um bingão de prêmios, a fim de manter o entusiasmo dos incautos consumidores que acreditaram no Programa Nota Paraná e que saíram, eufóricos, pedindo a inclusão do CPF ao tilintar das caixas registradoras.

O risco de frustração dos que aderiram é enorme. Os sedutores descontos antes acenados, agora são revelados com a frieza da realidade. Estão muito longe dos percentuais prometidos. O que se esperava ver se materializar em generosos reais de retorno, pode se tornar míseras moedas de  centavos.

Nesta sanha arrecadatória, o governo não teve freios inibitórios em colocar no balcão da feira, em oferta, dezenas de imóveis que pertencem ao patrimônio dos paranaenses.

Até mesmo a Granja do Canguiri — não fosse a boa intervenção do líder Romanelli (PMDB) — teria sido passada nos cobres.

Dizem alguns historiadores que foi o excesso de pudor e de caráter de Bento Munhoz da Rocha Netto que impediu a construção da ala residencial no Palácio Iguaçu, pelo constrangimento de ter sido governador já residente em imóvel próprio em Curitiba antes de assumir o cargo, ainda que parnanguara de nascimento.

O afoito gestor que pensou em se livrar do Canguiri, em troca de algum dinheiro, talvez não conheça nossa história.

Como neste desiderato de vender dezenas de imóveis o governo também manteve seu estilo “biruta de aeroporto”, modificando e reduzindo, em contramarcha, a relação inicial dos imóveis, permito-me fazer um apelo à reflexão.

Ao invés de se desfazer do terreno que abrigou a sede histórica da quase bicentenária Polícia Civil na Barão do Rio Branco, que tal o governo se debruçar na retomada dos estudos apresentados pelo Programa Paraná Seguro, para que as áreas centrais de Curitiba que pertencem à Polícia Civil — como o terreno que agora se pretende vender e a área do 1. DP — sejam permutadas por áreas construídas na Vila Izabel, onde seria edificada a sede própria da instituição, aproveitando-se o espaço da Delegacia de Furtos de Veículos e da Escola da Polícia Civil, implantando-se ali a “Cidade da Polícia”, ao la

3 de dezembro de 2015
por admin
9 Comentários

Coluna do Requião Filho: A farra da propaganda com o dinheiro público

Download

Requião Filho*

Está aberta a temporada da gastança, das campanhas do poder público, sem pé nem cabeça, criadas para chocar, emocionar, convencer a população a qualquer custo. Estamos a menos de um ano eleitoral, período em que aparentemente tudo ainda é permitido, gasto fácil com dinheiro do cidadão, sem a menor cerimônia.

Parece que virou moda criar factoides, inventar um número de contratações, estampar em letras garrafais num banner, num jornal de grande circulação e esconder a verdade debaixo do tapete. Como fez recentemente nosso governador quando disse que havia contratado dez mil policiais. Onde? Em que planeta ele vive? Mentira tem perna curta, pelo menos até que alguém tropece no canto da sala e toda sujeira venha à tona!

Ser inovador é realmente fazer por merecer. Mas há de se tomar cuidado!

Uma brincadeira bem intencionada pode causar diferentes reações sobre a mesma ideia. Foi o que se viu esta semana em Curitiba. Uma campanha que ultrapassou os limites do bom senso e, ao invés de chamar atenção para um problema tão sério como a equidade de oportunidades e acessibilidade aos deficientes físicos, levantou a indignação e a ira da população.

Um deslize grotesco, uma campanha arriscada de repercussão negativa, criada pela equipe “brilhante” de comunicação das capivaras de Gustavo Fruet. Se o objetivo era causar repulsa, desaprovação, ódio e arranhar a imagem da “PREFS”, parabéns, atingiu-se o objetivo de maneira genial!

Até a Comissão de Acessibilidade da OAB-PR repudiou a ação. Aliás, o sentimento neste momento é o mesmo em todos os cantos. Indignação. Brincadeira de mau gosto. Propaganda ruim. Dinheiro público jogado fora.

Poderiam ter investido estes recursos em fiscalização para multar de fato os pilantras que param em vagas para deficientes e não respeitam os acessos às pessoas com mobilidade reduzida. É fácil jogar uma propaganda que choca ao povo, do que realmente criar ações efetivas para denunciar e fiscalizar os infratores.

Este tipo de atitude precisa ter um fim. Propaganda institucional tem que ser clara e objetiva, sem levar na brincadeira assuntos tão sérios. Vamos defender sim os direitos das Pessoas com Deficiência e à Acessibilidade, mas não é com outdoors grosseiros