Beto Richa utiliza ‘estrutura pública’ para corrida de 500 Milhas

richa_pms

Pior avaliado do país, segundo a Paraná Pesquisas, o governador Beto Richa não tem encontrado coragem para viajar em voos comerciais como fazer os mortais comuns; tucano voa pelas asas da Helisul, que atende ao Estado, inclusive quando participa de corridas como a das 500 Milhas de Londrina.

O governador Beto Richa (PSDB), mais uma vez, usou estrutura pública para participar da 24ª prova das 500 Milhas de Londrina. A informação é de Garganta Profunda de Londrina, principal X-9 do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu.

Entre quinta-feira (26) e ontem (28), entre o período de treinos e a corrida, propriamente ditos, centenas de policiais pagos pelo contribuinte estadual participaram de uma verdadeira “operação de guerra” visando garantir a segurança do tucano.

Garganta Profunda de Londrina foi ai fundo do baú e localizou uma foto, onde aparece PMs da Casa Militar carregando os “apetrechos” de corrida de Beto Richa — na edição passada das 500 Milhas.

“Naquela época”, diz o nosso Julian Assange das Araucárias, “o copiloto do governador Beto Richa era o então inspetor da Receita Estadual, Marcio Albuquerque Lima; o fotógrafo Marcelo ‘Tchelo’ Caramori ainda lhe prestava assessoria em Londrina; e Luiz Abi Antoun, seu primo, era mais influente no governo que o próprio governador”, anota o informante com acesso privilegiado à antessala do tucano.

Voltemos à questão do uso da ‘estrutura pública’ para fins particulares. O governador Beto Richa viajou à região Norte pelas asas da Helisul, empresa que atende o estado.

Com a reprovação de seu governo batendo a casa dos 90%, Richa não tem coragem de enfrentar aeroportos em voos comerciais como fazem os mortais comuns. O tucano é o pior avaliado do país, segundo a Paraná Pesquisas.

Comentários encerrados.