Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Requião inaugura “escolinha” do PMDB do Paraná; assista ao vivo

Requião revive os tempos de "escolinha" no governo (2007-2010); senador peemedebista, na condição de presidente do PMDB do Paraná, transmitirá reuniões semanais da legenda no estado; acompanhe ao vivo a primeira, a partir das 10 horas, aqui no Blog do Esmael em parceria com a TV 15.

Requião revive os tempos de “escolinha” no governo (2007-2010); senador peemedebista, na condição de presidente do PMDB do Paraná, transmitirá reuniões semanais da legenda no estado; acompanhe ao vivo a primeira, a partir das 10 horas, aqui no Blog do Esmael em parceria com a TV 15.

O senador Roberto Requião, a partir desta segunda-feira (16), promete transmitir ao vivo todas as reuniões semanais da executiva estadual do PMDB do Paraná. Será uma espécie de “escolinha cover”, parecidas com aquelas da época em que ele governou o estado pela terceira vez (2007-2010).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 10 horas, transmite o evento ao vivo para o Brasil e mundo.

Requião pretende com a escolinha “transparência total” com a coisa coletiva e o envolvimento das seções municipais e regionais da agremiação com as decisões tomadas pela instância estadual, bem como atualizar o partido com informações nacionais.

Após a escolinha de hoje, uma delegação paranaense seguirá para Brasília onde participará amanhã (17) de encontro nacional promovido pela Fundação Ulysses Guimarães (FUG) — o braço político da direção nacional do PMDB.

A delegação comandada por Requião deverá contrapor-se à cartilha neoliberal da FUG, que, segundo o senador paranaense, é um tratado para implementar as mesmas políticas econômicas de Joaquim Levy.

“O encontro de amanhã será importante para sabermos de lado cada qual está e para sabermos com quem podemos contar para um verdadeiro projeto de nação”, antecipou Requião ao Blog do Esmael.

A presença de Requião no jogo nacional do PMDB é uma das esperanças do governo Dilma Rousseff (PT) para segurar a nova onda golpista, que agora deslocou-se do PSDB de Aécio Neves (MG) para o vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer.

 

Comentários desativados.