PT aprova Veneri à Prefeitura de Curitiba; “questões humanitárias” evita rompimento com Fruet

Encontro do Partido dos Trabalhadores aprovou neste sábado (28), com 90% dos votos, candidatura própria do deputado Tadeu Veneri à Prefeitura de Curitiba; entretanto, partido optou em não romper com a gestão do aliado Gustavo Fruet (PDT); legenda da estrela alegou "questões humanitárias” e "compaixão" pelos comissionados petistas agasalhados na gestão gustavista.

Encontro do Partido dos Trabalhadores aprovou neste sábado (28), com 90% dos votos, candidatura própria à Prefeitura de Curitiba; nome do deputado Tadeu Veneri é o mais provável, entretanto, partido optou em não romper com a gestão do aliado Gustavo Fruet (PDT) — que faz barba, cabelo e bigode; legenda da estrela alegou “questões humanitárias” e “compaixão” pelos comissionados petistas agasalhados na gestão gustavista.

Cerca de 90% dos filiados presentes ao encontro municipal do PT, neste sábado (28), votaram pela candidatura própria à Prefeitura de Curitiba.

O deputado estadual Tadeu Veneri, líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, foi o ungido para a tarefa em 2016. A decisão ainda precisa passar pela crivo da convenção de março de 2016.

“Surpreendente, com mais de 50 intervenções, o mais animado dos últimos tempos”, disse Veneri, ao comentar a aprovação da candidatura própria no PT.

Embora a candidatura própria tenha sido aprovada com 90%, como tática principal na eleição municipal, o PT “afrouxou a tanga” para o prefeito Gustavo Fruet ao não romper formalmente com o pedetista.

Alegando “questões humanitárias” e “compaixão” pelos comissionados petistas na Prefeitura Municipal de Curitiba, partido atuará como uma espécie de “sparring” de Fruet… assim caminha o PT.

“A fórmula evita a divisão do partido, mas, na segunda-feira, o próprio prefeito olhará para os comissionados e perguntará: ‘o que vocês fazem aqui, não lançaram candidatura própria?'”, analisou um dirigente petista empolgado com a candidatura própria de Tadeu Veneri.

Comentários encerrados.