Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: O receituário do Paraná

romanelli

Em sua coluna desta segunda-feira, o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) discorre sobre o crescimento do PIB do Paraná, que ultrapassou o Rio Grande do Sul assumindo a 4a colocação na economia nacional, além de ser o 2° estado mais competitivo do País. Para Romanelli, esse crescimento é resultado de uma série de fatores, dentre eles a lição de casa feita pelo governo do estado com programas de incentivos fiscais e investimentos. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download

“Somos o que fazemos, mas somos, principalmente,
o que fazemos para mudar o que somos”

Eduardo Galeano

Luiz Cláudio Romanelli*

Havia mais de uma década que esperávamos pela notícia: Paraná quarto PIB nacional, a sexta renda per capita brasileira e a avaliação de 64 indicadores, da infraestrutura ao capital humano, lhe garante o status do segundo Estado mais competitivo do país.

Estatísticas e números, em ambientes técnicos, parecem frios, comuns, não empolgam, e se misturam a dura realidade em que o país atravessa: desaceleração da atividade econômica, inflação alta, consumo baixo, eliminação de postos de trabalho e a redução de investimento público e privado.

É um quadro recessivo e exatamente por essas condições que o caso do Paraná merece uma atenção mais destacada em relação à economia de outros estados e sobre quais ambientes que o conjunto das forças produtivas criou para construir essa referência que comumente a imprensa aponta como “na contramão da crise”.

De antemão, é sempre bom que se repita: o Paraná não é uma ilha que está passando ao largo da crise. O estado está enfrentando seus percalços e deve tomar as medidas necessárias, neste atual momento, para proteger a sua economia e o emprego do paranaense. Esse é um ponto muito importante que vai nortear a minha atuação parlamentar nos próximos meses.

Agora, antes de detalhar percentuais de PIB, escalas de renda per capita brasileira e até as avaliações do The Economist que apontam o bom momento da vida do paranaense, trago outro bom exemplo: o Governo do Estado vai pagar R$ 3,9 bilhões nos próximos 30 dias de três folhas de pagamento (novembro, 13º e dezembro) dos servidores estaduais.

Aos salários somam-se já os 3,45%, pagos em outubro, de reajuste acordado com os servidores. Nos salários de janeiro serão mais 10% de aumento – ou valor integral do IPCA. Isso contando já o pagamento de progressões, promoções e outros reajustes acordados com categorias diversas do funcionalismo estadual, como a do ensino superior, da educação básica  e da saúde.

Há vários estados – do mesmo ou menor porte que o Paraná (caso do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro, Sergipe, entre outros) que atrasam, parcelam e escalonam os salários dos servidores e que ainda procuram soluções para o pagamento do 13º. O próprio governo federal decidiu adiar para agosto de 2016, o pagamento do reajuste dos servidores federais previsto para janeiro próximo. A justificativa é que a situação econômica do país piorou e não há dinheiro suficiente no orçamento de 2016 para cumprir com os reajustes dos servidores e convocar os aprovados em concurso.

Diga-se: o Paraná tomou as medidas que devia tomar e agora, acredito, está mais preparado que os outros estados para enfrentar a parte mais aguda da crise nacional.

Esse bom exemplo vem ao encontro dos bons números da economia do Estado. Como todos já sabem, o Paraná ultrapassou o Rio Grande do Sul e já é a quarta maior economia do País. Dados do IBGE adiantam que a economia paranaense respondeu por 6,3% de todas as riquezas geradas no País em 2013, atrás apenas de São Paulo (32,1%), Rio de Janeiro (11,8%), Minas Gerais (9,2%). O Rio Grande do Sul agora em quinto lugar ficou com 6,2%.

O crescimento do PIB, na casa dos R$ 332,8 bilhões, se deu pela força do agronegócio e da indústria de alimentos,  que teve como alavanca o apoio de um programa de governo: o Paraná Competitivo que levou emprego e renda para todo Estado. Desde 2011, o programa de incentivos fiscais já atraiu R$ 40,3 bilhões entre investimentos privados e de estatais, com a criação de 100 mil empregos diretos.

O Paraná também subiu uma posição no ranking de PIB per capita e passou a ocupar a sexta colocação. Em 2013, o Estado registrou uma renda de R$ 30.265 per capita, à frente do Rio Grande do Sul R$ (R$ 29.657), e atrás do Distrito Federal (R$ 62.859), São Paulo (R$ 39.122), Rio de Janeiro (R$ 38.262), Santa Catarina (R$ 32.290) e Espírito Santo (R$ 30.485). A média do Brasil foi de R$ 26.444.

O crescimento do PIB foi acompanhado também de redução da desigualdade social. O Paraná é o estado com maior sucesso no combate à pobreza e com a segunda menor desigualdade social do País, atrás apenas de Santa Catarina. Os dados são do Gini (índice da desigualdade social).Isso significa que o fortalecimento da economia também trouxe impacto social e ajudou a reduzir a pobreza no Estado.

Mas os bons números não param por ai. Nos primeiros cinco meses de 2015, o Paraná foi o estado que mais criou empregos com carteira assinada no país segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. Foram ofertadas 165,3 mil vagas no estado este ano, o que representa 14% do total nacional, colocando o Paraná atrás apenas de São Paulo bem à frente de outras unidades federativas maiores, como Rio de Janeiro e Minas Gerais (76,8 e 69,3 mil respectivamente)

Aos que adquiriram o vício de falar mal do nosso estado, esses dados causam desgosto. Isso porque apesar dos profetas do caos, o Paraná e sua gente mostram que estamos avançando.

O Paraná também é o segundo estado mais competitivo do país, de acordo com o ranking do grupo The Economist. O Paraná ultrapassou o Rio de Janeiro e ficou atrás apenas de São Paulo. O ranking analisa 64 indicadores para ambiente de negócios, entre eles, potencial de mercado, infraestrutura, capital humano, educação, sustentabilidade social, segurança pública, sustentabilidade fiscal, eficiência da máquina pública, inovação e sustentabilidade ambiental.

A pontuação é de 0 a 100 e, quanto maior, melhor posicionado o Estado. Na pontuação total, o Paraná ficou com uma nota 80,4, atrás de São Paulo, com 90,7 e à frente de Santa Catarina (77,8), Distrito Federal (70,9), Rio Grande do Sul (68,3) e Minas Gerais (68,1). O Paraná obteve maiores pontuações nas áreas de segurança pública (100), sustentabilidade fiscal (98), eficiência da máquina pública (95) e sustentabilidade social (86).

Como disse logo acima, são todos números, percentuais, estatísticas, índices e rankings que devem sair das pranchetas frias dos técnicos e se traduzir em qualidade de vida. Devem mostrar que o caminho escolhido é o mais correto e que contribuam para que o Estado continue com seu receituário próprio, acreditando na força e no trabalho de sua gente.

*Luiz Cláudio Romanelli, advogado e especialista em gestão urbana, ex-secretário da Habitação, ex-presidente da Cohapar, e ex-secretário do Trabalho, é deputado pelo PMDB e líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná. Escreve às segundas-feiras sobre Poder e Governo.

27 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Romanelli, você, como sempre, é uma piada!!! só que de extremo mal gosto!!!

  2. Leio hoje que todos os estados vão aumentar impostos. Para amenizar os furos em suas receitas provocadas pela recessão gestada pela incompetência federal e que Lula quer creditar à Oposição (coitada dela. E Lula sem querer valoriza uma Oposição inerte, desarticulada, frouxa, cagona).
    O Paraná, senhoras e senhores, queiram ou não, saiu na frente.

  3. E aí, seu Romanelli,
    Poderia ser melhor sem o maior pedágio do mundo e o MAIOR ICM do Brasil. Isto aprovado pelos senhores puxa-SACOS, inclusive você, DO BETO SALSICHA. QUE A PROCURA DE BENESSES NO GOVERNO CRIARAM A TAL DA ALEP-pra DO PARANÁ.
    Nei Cebola

  4. Tem razão deputado, somos o que fazemos, e nunca vamos esquecer o que o Senhor fez.

  5. Pessoal fui levantar os dados fornecidos pelo duas pontas Romanelli. Esses dados são de 2013. Ou seja, nada tem a ver com o desgoverno Richa. Ele colheu os frutos plantados por governos anteriores. Além de não considerar que melhora no PIB seja alguma coisa que governo pode fazer.
    2013 Romanelli, deixa de ser esperto. O gato é mais esperto que você. Olha o Google.

  6. Interessante a análise do deputado Romanelli pois é isso que estamos vendo. Enquanto os outros estados estão com dificuldades para pagar o 13º o Paraná está dando aumento para os servidores! VEJAM A SITUAÇÃO DO RIO GRANDE DO Sul governador nos últimos anos pelo PT!

  7. Bela escolha de Eduardo Galeano para iniciar seu texto da coluna de hoje.
    Para quem não conhece, Galeano foi um jornalista e escritor uruguaio. Autor de mais de quarenta livros, que já foram traduzidos em diversos idiomas, suas obras transcendem gêneros ortodoxos, combinando ficção, jornalismo, análise política e história.
    A obra mais conhecida de Galeano é, sem dúvida, “As Veias Abertas da América Latina”. Nela, analisa a História da América Latina como um todo desde o período colonial até a contemporaneidade, argumentando contra o que considera como exploração econômica e política do povo latino-americano, primeiro pela Europa, e depois pelos Estados Unidos. O livro tornou-se um clássico entre os membros da esquerda latino-americana.
    Galeano tem como principais falas pessoais a importância da solidariedade, do aprendizado de viver sem medo e da virtude de saber ganhar e perder.
    Parabéns, pois o autor tem toda ligação com a maravilhosa notícia anunciada essa semana.
    Há que se ter muita coragem para tomar medidas impopulares para garantia do bem estar de toda uma população.
    Me representa!!

  8. Boas notícias são sempre bem vindas! Não concordo com tudo o que o Governo faz, porém sou a favor do Paraná e de seu crescimento. Parabéns!

  9. Vamos por parte nobre Deputado Romanelli:

    – primeiro: a fonte. Deputado Romanelli, líder do governo na Assembléia… por aí já viu que musica a banda vai tocar… o mesmo que protocolou o “tratoraço”

    – segundo: o mesmo governo que bateu em professor e sacou o fundo previdenciário para tapar buracos de má gestão

    – terceiro: o governo Richa, aquele que aumentou de 12% para 18% ou 25% a alíquota do ICMS sobre até 95 mil itens de consumo popular, em 40% a alíquota do IPVA, em um ponto porcentual a do ICMS do álcool e da gasolina e autorizou o governo a fechar um empréstimo de US$ 300 milhões (R$ 770 milhões) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

    Dessa forma, podemos ver como o governo “trabalhou” para o sucesso do Paraná…. com os chamados acima “incentivos fiscais”

    Não tenho o vicio de falar mal do estado, mas tem que dar o crédito a quem realmente merece e não a quem quer somente o mérito…

    Se tem alguém que podemos creditar pelo sucesso do PR é o POVO deste estado e nunca este desgoverno

    Parabéns ao POVO DO PARANÁ

  10. Muitos comentaristas ai em riba, não atentam para o fato de que todos os estados passam por enormes apertos financeiros justamente pela péssima e falha distribuição dos recursos arrecados pelo erário federal devidos às unidades federativas, inclusive o RS e MG governados por aliados ao lulopetismo.
    Não quero creditar essa performance do quadro paranaense exclusivamente ao governador atual, detentor de relativo mérito, reconheça-se, mas considerá-la fruto de ações de governos anteriores e como todas as loas, hips e hurras ao agronegócio paranaense, ao nosso comércio e à nossa indústria que crescem em competitividade.

  11. “É só fazer assim….que eu volto”
    Luan Santana

    Deputado, você está ficando conhecido por sua capacidade pmdebista de ser governo sempre. É Requião, Richa, o que for, que você será governo. Porém, para nós eleitores, mais importante do que esta sua flexibilidade ideológica, é o que você tenha produzido como deputado. Acredito que pouco, mas, se você ler os comentários aqui postados, poderia nos esclarecer que leis foram criadas por iniciativa sua.

  12. PORQUE O ROMANELLI NÃO LÊ, ACIMA, SOBRE A OPERAÇÃO PUBLICANO. PORQUE O ROMANELLI NÃO DÁ ALGUMA INFORMAÇÃO SOBRE ESSA OPERAÇÃO, QUE VAI DAR MAIS DE UM BILHÃO DE PREJUIZOS PARA O ESTADO DO PARANÁ, E OS RESPONSÁVEIS AINDA ESTÃO SOLTOS, AFASTADOS DO SERVIÇO PÚBLICO E GANHANDO CADA UM MAIS DE R$ 30.000,00 POR MÊS, ESPERANDO QUE A COMISSÃO DO ESTADO APURE, OU NÃO VAI APURAR NADA E OS MALANDROS GANHANDO DOS COFRES DO ESTADO, PAGOS COM O NOSSO DINHEIRO SUADO DAS TARIFAS DE ISMS, LUZ E ÁGUA, GRAÇAS AOS PACOTAÇOS DESSE GOVERNADOR INCOMPETENTE. UM MILHÃO DE VEZES, FORA BETO RICHA, ANTES QUE VENDA O NOSSO QUERIDO ESTADO DO PARANÁ, CONSTRUÍDO PELOS GOVERNADORES ANTERIORES, INCLUSIVE O SEU PAI.

  13. Boas notícias devem ser comemoradas. E o fato do Paraná chegar aí quarto lugar no PIB é uma excelente notícia. Duro é ler os comentários de gente que defende o quanto pior, melhor. O governador fez o que devia, fez os ajustes necessários e o Estado começa a recuperar a capacidade de investimento. Qto ao funcionalismo , choram de barriga cheia. O governo já pagou todas as promoções e progressões. Aposentam- se com salário integral e não com o teto do INSS. Nós trabalhamos duro pra sustentar esses privilegiados servidores, isso sim.

    • José Carlos, só para lembrá-lo, o PIB de um estado é construído por empresas, trabalhadores, comércio, bancos… o governo não tem nada a ver com isso. Aliás, o governo cobra impostos e isso não ajuda a crescer o PIB. O dureza de entender.

    • Jose Carlos, Acho que você está mal informado, ou é comissionado do Beto pois tenho 23 anos de estado e até hoje não recebi meus onze meses de progressões atrasadas e nem a minha promoção por tempo de serviço, que tenho direito desde os 20 anos de serviço, graças as roubalheiras, incompetência e maldade desse que esta sendo o pior governador que o Paraná já teve em sua historia, e que também graças a você e mais 56% da população que votou nesse mentiroso, hoje todo mundo está pagando altos impostos e nós funcionários públicos sendo a cada dia mais desvalorizados e nossos salários sendo achatados, sem contar a perda do nosso dinheiro do Paraná previdência que foi dilapidado pela mafia desse governo, vou ter que me aposentar com 25 anos proporcionais sem promoção e sem nenhuma perspectiva de melhoria na carreira, graças ao excelentíssimo playboy das Araucárias.

    • Estuda para passar num concurso ó invejoso. Vai trabalhar e não ficar na internet o dia inteiro.

    • qual seu cargo mesmo , oo parentesco com comissionados que são pelegos do sistema e em nada contribuem ou produzem …………

  14. Caro Dep Romanelli sei que tua função é defender este governo, fazer o que ….. mas 2 coisa tem que ficar claras

    1º PIB tem haver unicamente com o setor produtivo e em 99% das vezes privado,

    2º se há receita positiva no estado de graças ao Fundo Previdenciário dos Funcionários (que além de meter a mão ainda o estado não deposita sua parte, apenas saca), à alta dos impostos que estão inviabilizando dezenas de negócios ….

    ….

  15. Deputado hoje posso dizer que estou confiante de que o Paraná irá superar todo momento difícil que já passou. Sei que muitas vezes precisamos fechar portas para poder abrir outras, tomar atitudes drásticas para poder equilibrar as finanças, e tenho a certeza de que é isso que está acontecendo aqui no nosso Estado. Parabéns pelo seu trabalho, pois se fosse outro em seu lugar já teria desistido e se bandeado para o outro lado.

    • Caro deputado Romanelli seu artigo fez o meu dia mais feliz! De tanta gargalhadas q eu dei, realmente sua cara-de-pau não tem limites, mais engraçado ainda é constatar q ainda há quem acredite q o mérito é do Governo do Estado!!!!! Blog do Esmael: o blog mais democrático/humorístico do Paraná!

    • Leila França, você é coxinha, comissionada e ainda por cima esposa do Romanelli. Sai fora.

    • Cara Leila, sobre bandear para o outro lado, só para te lembrar, ele É DO OUTRO LADO!!1 Ele é do PMDB e se bandeou para o PSDB e como praticamente inexiste justiça eleitoral e os partidos são fracos e coniventes, porque não gostam de abrir precedentes, não foi expulso e não perdeu o cargo. Na prática, já deveria ter perdido o cargo por infidelidade partidária.

  16. O PIB do Paraná cresceu graças ao povo paranaense que é trabalhador, não por causa desse governador incompetente e corrupto, que só sabe aumentar absurdamente os impostos, que prejudica muito as empresas e o povo.

  17. Olá Deputado,

    O senhor possui um assessor de citações? É que toda coluna possui uma; às vezes totalmente desnecessária e muito ruim. Pergunto só por curiosidade. (E se a resposta for sim, aí é dose hein…).

  18. Deputado Romanelli, é bom sempre lembrar que todo este mundo, de “faz de contas”, que o Sr. alega, só foi possível graças ao fundo previdenciário que este desgoverno apoderou-se com sua ajuda.
    Vá contar histórias da carochinha em outras querências. Quem sabe em algum outro estado alguém acredite em você e em seu patrão. Aqui, fechando escola e tomando o dinheiro dos outros, até ladrão vira empresário, deputado, governador…

    • O Romanelli acha que engana quem? que o povo é burro..todo mundo está pagando o pato… o funcionalismo principalmente..Acordaaaaa Romanelli vc não engabela nem mais os mais desinformados…