Dilma enfrenta locaute e põe fim a bloqueios nas estradas

locaute

A presidenta Dilma Rousseff (PT) agiu com firmeza nesta terça-feira (10) e fulminou o locaute golpista que tentava impor bloqueios nas estradas desde segunda-feira (9).

A decisão de enfrentar diretamente e debelar a dita “greve dos caminhoneiros” foi tomada pelo governo federal após ficar evidente que o movimento não buscava nenhuma negociação, não trazia nenhuma reivindicação. A única bandeira era a saída de Dilma Rousseff do cargo de presidenta da República.

Para enfrentar os bloqueios, a Advogacia Geral da União moveu uma ação de interdito proibitório e obteve liminar na 3ª Vara Federal de Curitiba. A decisão da juíza Ana Carolina Morozowski impõe multa de até R$ 5 mil por hora para cada caminhão que bloquear rodovia.

Dilma Roussef afirmou ontem no Rio de Janeiro que obstruir estradas é crime. “Reivindicação, no Brasil, há muito tempo não é crime. Nós construímos a democracia para não ser crime. Agora, esse país é um país responsável. Interditar estradas, comprometer a economia popular, desabastecendo caminhões ou combustíveis, isso tem componentes de crime”, acrescentou a presidenta.

Além da liminar, a Polícia Rodoviária Federal também agiu para romper os bloqueios fazendo comboios de caminhões e ordenando a abertura das estradas. Com isso, o movimento continuou perdendo força e deve ser encerrado hoje.

Com informações do Brasil 247.

Comentários encerrados.