Deputado Toninho deixa o PT. Ângelo Vanhoni entra no aquecimento

toninho_vanhoniO deputado federal Toninho Wandscheer, em nota oficial, anunciou nesta quarta-feira (18) que desfiliou-se do Partido dos Trabalhadores (PT).

No comunicado, Toninho não deixa claro qual será o seu destino partidário.

Especula-se que o ex-petista esteja embarcando na canoa do PROS, cuja sigla é controlada no Paraná pelo seu filho Tiago Henrique Wandscheer.

Pelo sim pelo não, o primeiro suplente do PT Ângelo Vanhoni entrou em aquecimento. O ex-deputado poderá requerer a vaga, caso o partido não o faça.

No entanto, Toninho Wandscheer pulou fora do barco petista amparado numa liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que restabeleceu 30 dias para a migração de parlamentares para novos partidos.

Como o PROS já não é partido novo, pois fora registrado em 2013, a Rede já tem “dono”, a legenda mais recente que recebeu chancela do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o Partido da Mulher Brasileira (PMB).

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de Toninho Wandscheer:

“O momento político brasileiro nos leva a uma reflexão.
É chegada a hora de tomar decisões.

Neste momento, escolho me desfiliar do Partido dos Trabalhadores. Saio do PT após seis anos, com a sensação de dever cumprido e com profunda gratidão aos militantes que me acolheram. Aprendi, participei, discuti e sempre contribui com o partido.

Deixo amigos e companheiros.

Que fique claro, que os motivos que me levaram a esta decisão não passam por qualquer tipo de problema com a militância do PT. Deixo o Partido, pela porta da frente e de cabeça erguida. Meu trabalho continua.

Começo o início de um novo projeto.
Uma escolha importante para minha vida pública.

Não me cansarei da luta política.
O meu modo de fazer política será sempre o mesmo.
À minha maneira. Com honestidade, seriedade e lealdade”.

Deputado Federal Toninho Wandscheer
Brasília, 18 de novembro de 2015.

Comentários encerrados.