Coluna do Jorge Bernardi: Governo Richa é “melhor” quando nada faz

Jorge Bernardi, em sua coluna deste sábado, afirma que desgoverno de Beto Richa não tem programa nem projeto para o Paraná, age no improviso, causando prejuízos a todos; colunista observa que tucano não tem coração, pois colocou à venda até a sede do Instituto Paranaense dos Cegos, em Curitiba, e um abrigo para crianças,  em Balsa Nova, na região metropolitana; “foram verdadeiras  maldades” de Richa, que se somaram ao confisco da previdência, tarifaços, etc. “Isto é o resultado de um governador que não estava preparado para o cargo”, sentencia Bernardi; leia, ouça, comente e compartilhe o texto.

Jorge Bernardi, em sua coluna deste sábado, afirma que desgoverno de Beto Richa não tem programa nem projeto para o Paraná, age no improviso, causando prejuízos a todos; colunista observa que tucano não tem coração, pois colocou à venda até a sede do Instituto Paranaense dos Cegos, em Curitiba, e um abrigo para crianças, em Balsa Nova, na região metropolitana; “foram verdadeiras maldades” de Richa, que se somaram ao confisco da previdência, tarifaços, etc. “Isto é o resultado de um governador que não estava preparado para o cargo”, sentencia Bernardi; leia, ouça, comente e compartilhe o texto.

Download

Jorge Bernardi*

A que ponto chegou o governo do Paraná. Os paranaenses só dormem tranquilos quando o governo não está fazendo nada. Isto é o resultado de um governador que não estava preparado para o cargo, que não tinha projeto para governar o estado.

Mesmo a arrecadação do Paraná tendo aumentado quase 60% no período de quatro anos, em números absolutos, mais de R$ 10 bilhões de reais, o governador gastou, como o filho pródigo da parábola bíblica e, no final do primeiro mandato, literalmente, arruinou as finanças públicas.

Com o estado quebrado, o governo não tinha recursos para pagar fornecedores, o combustível das viaturas policiais, chegando a comprometer o salário dos servidores. Beto Richa promoveu um dos maiores arrochos fiscais de todos os tempos aumentando o ICMS da energia elétrica, e de 95 mil produtos, inclusive da cesta básica. Isto fez com que Curitiba e o Paraná tivesse a maior inflação do país, quase 2% pontos percentuais acima da média nacional.

Algumas das ações do governo Beto Richa foram verdadeiras maldades contra os paranaenses que pagam a conta. Primeiro apropriou-se do fundo de aposentadoria dos servidores públicos e ainda colocou a polícia para bater nos professores. Para especialistas, este fundo, um dos mais sólidos do Brasil, corre o risco de desaparecer no prazo de 6 a 8 anos.

Depois, tentou aprovar na Assembleia Legislativa, lei que pudesse vender o controle acionário das empresas do estado, sem autorização dos deputados. O objetivo era vender Copel e a Sanepar, que atuam em áreas estratégicas de energia e saneamento. Não conseguiu mas, de quebra, apropriou-se de R$ 350 milhões do fundo da Infância e do Adolescente, gerando protestos, inclusive do Ministério Público.

Recentemente o governo Beto Richa propôs a venda de imóveis do estado para arrecadar R$ 100 milhões de reais. Entre os bens colocados à venda, está a sede do Instituto Paranaense dos Cegos, uma creche em Balsa Nova, armazéns de cereais em Ponta Grossa, além de uma granja em Quatro Barras.

Estes são exemplos do desgoverno Beto Richa que, sem programa e projeto para o Paraná, age no improviso, causando prejuízos a todos. Os paranaenses esperam para daqui a três anos ir às urnas eleger um governo que seja “do povo, pelo povo e para o povo”, como ensinou Abraham Lincoln. Enquanto isso o povo dorme preocupado na expectativa de mais uma maldade de seu governo.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba (Rede), é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Torna-se imperioso, que este ladravaz seja afastado o mais rápido possível da chefia do Executivo Estadual, sob pena de quebrar o Estado do PR que é um dos mais ricos do BR!

  2. Esse é o projeto neoliberal, responsável pela revogação quem sabe da própria Lei Áurea, fechando escolas, se apropriando do dinheiro público.
    Teo