Coluna da Gleisi Hoffmann: O direito de comer pode ser negociado para “recuperar” a economia?

bolsa

Em sua coluna desta segunda-feira, a senadora Glaisi Hoffmann (PT) fala do programa Bolsa Família, da sua importância para o Brasil e dos ataques que ele sofre. Ela critica a intenção do relator do orçamento, Ricardo Barros (PP), de cortar R$ 10 bilhões do programa para “equilibrar” o orçamento. Cita também o corte no Programa Família Paranaense anunciado pela equipe do governador Beto RIcha (PSDB). Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download

Gleisi Hoffmann*

Não é de hoje que o programa Bolsa Família sofre ataques. Quando foi lançado dizia-se que era o bolsa esmola e incentivo para a vagabundagem; as críticas mais à esquerda diziam que era paternalismo, programa compensatório.

No auge do governo Lula, quando ele tinha quase 90% de popularidade, o Bolsa Família foi politicamente disputado a tapas. O PSDB jurava que a iniciativa era sua, da gestão FHC, que tinha iniciado o projeto piloto. Os radicais de esquerda começaram a defendê-lo como um grande feito social, que minimamente combatia a desigualdade.

Agora, com as necessidades de ajustes ao orçamento, o programa sofre novos ataques. Desta feita, o relator geral do Orçamento da União, deputado Ricardo Barros, do PP do nosso Estado, propõe cortar R$ 10 bilhões do programa com a desculpa de equilíbrio fiscal e de que “todos” têm de dar sua contribuição. Mas o relator não propõe cortar as emendas parlamentares, ou o Fundo Partidário. Muito pelo contrário, neste caso ele propõe aumento.

Setores mais conservadores, inclusive do nosso Paraná, aplaudem a iniciativa. Ato contínuo, o governador Beto Richa, que nunca tem posicionamento firme e convicto sobre qualquer assunto, anunciou que cortaria pela metade o Programa Família Paranaense, ação da qual se gabava por complementar o Bolsa Família no Estado em “expressivos” R$ 10,00.  Vamos lembrar que este “programa” do Paraná foi uma das vitrines de sua campanha à reeleição! Será que mantém o intento ou recua, por medo de pressão, como fez no caso de fechamento de escolas?

Descompromisso do governo paranaense à parte, o fato é que o Bolsa Família, um dos programas mais bem sucedidos no mundo para o enfrentamento à pobreza no curto prazo, está na mira daqueles que nunca passaram necessidade na vida, que acham que o direito a comer pode ser negociado para recuperar a economia!

O Brasil só saiu do mapa da miséria e da fome, e pela primeira vez forma uma geração sem fome no Brasil, porque um homem pobre, sofrido pela fome, operário metalúrgico, assumiu o comando do país. Só quem sentiu a dor da fome, como Lula, tem sensibilidade para garantir um programa de renda mínima, que assegure ao menos três refeições ao dia. Isso é o mínimo que um desenvolvimento econômico decente pode pretender.

Só no Paraná, um Estado considerado com boa renda percapita, se o Bolsa Família sofrer este corte, 1.078.611 pessoas deixarão de ser beneficiadas. 223.418 pessoas entrarão na pobreza extrema e, dessas, 114.487 têm até 17 anos de idade. Nosso Estado deixará de receber R$ 683.676.120,00. Não são pequenas as consequências dessa proposta.

Pela dimensão que tem, o Bolsa Família é um programa barato. Comparado a contas de juros, então, é quase uma ninharia. Será que temos de fazer um ajuste em cima dos mais pobres, dos mais sofridos. Se isso era comum no Brasil antes de Lula e Dilma, agora não é mais. Vamos resistir, apesar de todo preconceito e visão distorcida que tem parcela da população e o relator geral do Orçamento.

Sou descendente de alemães, parte de meus ascendentes veio da Alemanha pós-guerra. Trabalharam muito aqui, sofreram, alguns morreram antes de realizar seu propósito. Acredito que se tivessem uma oportunidade mínima não teriam deixado seu país. Sei que a guerra é devastadora, mas a fome e a miséria também são. Falo isso porque avalio que setores da sociedade paranaense que se colocam contra o Bolsa Família, não têm esse direito, em nome de seus antepassados, que poderiam ter tido uma vida melhor, com mais oportunidade!

*Gleisi Hoffmann é senadora da República pelo Paraná. Foi ministra-chefe da Casa Civil e diretora financeira da Itaipu Binacional. Escreve no Blog do Esmael às segundas-feiras.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to say I’m new to blogs and seriously savored this blog site. Likely I’m want to bookmark your website . You actually have outstanding stories. Thanks for sharing with us your web page.

  2. Pode sim Senhora Senadora. Pode porque o Governo Dilma “abriu a porteira” quando enviou aquelas MPs nas quais retirava direitos dos trabalhadores; pode sim basta ver a votação da PEC 395/2014, e ver que muita gente do PT votou a favor. Por essas, e por outras, há pessoas que acham que o ajuste fiscal vem antes de tudo, como esse senhor relator do orçamento. Triste verdade, mas quando se abre uma porteira, por lá passa boi e passa boiada.

  3. “O LEITÂO VESGO”, opera nas duas pontes, morde recursos federais e no Estado é contra o povo paranaense! Gente, jah passou da hora de tomarmos vergonha na cara e deixar de eleger figuras escatológicas como betorelincha, e similares!

  4. A familia Barros ‘e mercenaria. Estao sempre onde tem o poder tipo o PMDB. O marido apoia a Presidanta Dilma. A esposa ‘e vice do PSDB. A filha ‘e da base do governador. O irmao idem tambem. Nao sao gente serias. Nao valem o que falam.

  5. ABSURDO!
    TROCAR BOLSA FAMÍLIA, POR DINHEIRO A PARTIDOS POLÍTICOS.
    ONDE ESTAMOS!

  6. O amigo do ex-presidente FHC recebeu mais 100 milhoes de reais do BNDES mesmo estando com falencia decretada. Como esse partido que esta mo governo da qual a senadora e seu marido faz parte chama isso? Logo a lava jato chega ao ex presidente.

  7. Senadora o Pina falou de forma abrangente, no governo não se pode ter meio termo, não há como haver uma coalizão de pessoas que querem a mesma coisa, não importa se esta bem ou não, simplesmente querem, acho que está na hora de colocar os pingos nos iiiii, esses programas eles não podem ter o cunho assistencialista, tem que haver inicio meio e fim, o povo não pode viver as custas dos estado ou seja dos contribuintes economicamente ativos, esse povo tem que despertar e buscar o seu lugar ao sol, ainda dá, mas devem haver posturas firmes de mudança para TODOS, ou ficamos em luta de classes tão somente.

  8. O Capo di tutti Capi da famiglia da Ditadura Fascista do Paraná se manifesta com típicas ideias mafiosas.
    Mais do mesmo.

  9. Senadora Gleisi Hoffmann.
    Pode sim! para quem nasceu e viveu em berços de ouro, com a família mamando e metendo a mão no erário, pode tomar o pão e o leite das crianças na cara dura, afinal esse povo não tem o minimo de escrúpulo e vergonha na cara, e a sociedade sempre iludida com as informações mentirosas e paga na mídia, são esses canalhas que querem o retrocesso e a escravidão no pais, nesse ponto eu me dirijo a critica a Senhora e a seu marido Paulo Bernardo, que estiveram o tempo todo no governo de mudanças e esperança para os Brasileiros, e brincaram em serviço, sendo complacente com a mídia Brasileira, dando verbas polpudas para essa gente, para que? para alimentarem um projeto de ódio contra nós mesmo da esquerda, agora vivemos as dificuldades e o risco de perder todos os avanços, a Senhora mesmo esta pagando caro, sendo injustiçada pelas cobras que vocês alimentaram, se falou lá atrás no primeiro governo do Presidente Lula da criação de uma grande emissoras de TV estatal para divulgar as obras do governo, divulgar a nossa cultura de norte a sul, leste ao oeste, sem distinção,sem proteção, a mente do nosso povo e lavada pelo lixo que é produzido no eixo Rio e São Paulo, mas alguém do nosso governo preferiu fazer o jogo dessa mídia rasteira e canalha, sepultaram a ideia, hoje eu não sei se choro ou dou risada, dou risada do desastre que vocês causaram, a acreditar nessa gente, choro por mim, e pelos Brasileiros que como eu tem que continuar voluntariamente nas redes sociais, defendendo o Governo Dilma e a senhora que é a representante do meu estado, pois sou o seu eleitor, na politica se perde ou se ganha no jogo da informação, nós estamos perdendo, apesar de ter feito muito pelo pais, os Brasileiros não conhecem as obras do nosso governo, mais grave do que isso, alguns gatunos se apoderam do trabalho do Governo Federal, como é o caso do Parana, para enfrentar o inimigo em qualquer campo é necessário ter no minimo as mesmas armas.
    COISAS QUE OS BRASILEIROS NÃO CONHECEM!
    A quem interessar saber a verdade que eu escrevi aqui acesse esse link.
    https://www.flickr.com/photos/pacgov

    • O Lula ficou deitado em berço esplêndido e não fez o controle da mídia.Agora apanha das três revistas semanais que depois a globo repete tudo.E o próprio Lula já disse que vai seguir apanhando mais três anos vai gostar de apanhar assim la na china.Eu acho que as três revistas estão preparando o caminho para a PF chegar e colocar algemas.Ele não deve nada,mas num ambiente de golpe isso de não dever nada,eles inventam.Lula diz que vai sobreviver,ele tem é que viver.Na cadeia também sobrevive.É bom abrir o olho eles não iam inventar todo esse rito para no fim o Lula ir para 2018 nos braços do povo.Dizem que gato tem sete vidas,mas já vi pessoas colocar gato num saco e matar de pancadas.O lula que não fique esperto,a turba está enfurecida.Fui.

  10. GLEISI, PORQUE A DILMA NÃO PEDIU PARA O PP, O AFASTAMENTO E SUBSTITUIÇÃO DO RICARDO BARROS DO CARGO DE VICE-LIDER DO GOVERNO, POIS ALÉM DELE ESTAR RESPONDENDO PROCESSOS DE CORRUPÇÃO, NÃO TEM CONDIÇÕES DE OCUPAR O CARGO DE UM GOVERNO QUE SE PREOCUPA COM A POBREZA. E ELE JOGA DOS DOIS LADOS. TEM CARGO NO GOVERNO FEDERAL E NO ESTADO DO PARANÁ FAZ PARTE DO GOVERNO QUE É CONTRA A DILMA.

  11. O que se esperar do pai da Maria Vitória Camburão?