16 de novembro de 2015
por esmael
5 Comentários

OAB-PR elege Noronha presidente

Noronha_OAB_EleitoO advogado José Augusto Araújo de Noronha, especialista em Direito Civil, foi eleito nesta segunda-feira (16) como novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, pela chapa XI de Agosto. Leia mais

16 de novembro de 2015
por esmael
19 Comentários

Richa põe o Paraná à venda

O governador Beto Richa (PSDB) resolveu pôr o Paraná à venda, literalmente.

Segundo o repórter Euclides Lucas Garcia, do jornal Gazeta do Povo, o tucano quer alienar (privatizar) 61 imóveis pertencentes ao governo do estado.

Richa quer amealhar para o Caixa Único (CU) R$ 100 milhões no ano de 2016, diz projeto governamental encaminhado à Assembleia Legislativa.

Os imóveis que serão privatizados envolvem terrenos, salas comerciais e casas residenciais e estão espalhados por 25 municípios do estado.

16 de novembro de 2015
por esmael
10 Comentários

Requião lidera dissidência a projeto neoliberal em congresso do PMDB

O senador Roberto Requião vai comandar nesta terça-feira (17), em Brasília, uma dissidência nacional no congresso da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), que é um braço político do PMDB.

Provocado pelo secretário-geral do partido no Paraná, deputado federal João Arruda, o senador aprovou as linhas da atuação da bancada estadual no congresso de amanhã.

“A minha proposta é que a gente fecha questão contrário a isso de forma absoluta, porque é o fim do PMDB. Nós estaremos muito a direita do PSDB”, disparou Requião, durante a “escolinha” partidária transmitida ao vivo pela internet (clique aqui para assistir ao vídeo).

“A antiga Arena não chega aos pés da barbaridade proposta”, atacou.

O deputado estadual Requião Filho chamou a pré-tese denominada “Salto para o Futuro” de documento “apócrifo”. Ele também ressaltou que o congresso da FUG não ter poder de decisão, ou seja, não delibera nada.

Mas o senador Requião vê importância político no evento porque, segundo ele, “eles propõem revogar todo o capítulo social da Constituição, desvinculação do salário mínimo, a possibilidade de redução no salário mínimo, corte nas verbas da saúde, da educação, fim das alianças do Brasil com os países latino-americanos, fim da aliança com os BRICS e enquadramento na velha ALCA que já foi rejeitada pelo mundo”.

Para Requião, o líder da dissidência, esse projeto que será apresentado na convenção amanhã significa a revogação do antigo PMDB. “Nem o PSDB teve coragem de propor barbaridades iguais as propostas pelo comando da Fundação Ulisses Guimarães”, repetiu.

Assista ao vídeo:

16 de novembro de 2015
por admin
24 Comentários

“Escola sem Partido” bate na trave e não avança na Assembleia Legislativa

mordacaO Projeto de Lei n° 748/2015, que proíbe os professores do Paraná de falarem sobre política, religião ou sexualidade nas salas de aula não deverá avançar na Assembleia Legislativa do Paraná.

O projeto que é de autoria do deputado Gilson de Souza (PSC), em coautoria com mais doze parlamentares evangélicos ou conservadores, causou forte revolta nos professores do estado. Diversos deputados da oposição, e até o líder do governo, deputado Luiz Cláudio Romaneli (PSDB), já se manifestaram contrários ao projeto.

O PL ainda não foi apresentado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O relator, Alexandre Curi (PMDB), poderá fazê-lo na reunião desta terça-feira (17), mas o autor do projeto já fez requerimento para que a apreciação da matéria seja adiada por duas semanas.

16 de novembro de 2015
por esmael
8 Comentários

Relator antecipa parecer pela cassação de Cunha; quem salvará o presidente da Câmara?

do Brasil 247

pinato_cunhaO deputado Fausto Pinato (PRB-SP), relator do processo que pede a cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), protocolou na manhã desta segunda-feira, 16, seu parecer no Conselho de Ética. Ele tinha prazo para apresentar seu parecer até quinta-feira, 19. Com a antecipação, o processo já pode começar a ser discutido nesta terça-feira, 17.

16 de novembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Presidente do TCE perde outra vez ação contra Blog do Esmael

bonilhaO conselheiro Ivan Bonilha, presidente do Tribunal Faz de Contas do Paraná (TCE), perdeu mais vez uma ação contra o Blog do Esmael.

Em janeiro deste ano, o juiz César Ghizoni, do 15º Juizado Especial Criminal de Curitiba, extinguiu a punibilidade a este titular do Blog do Esmael porque Bonilha havia “perdido o prazo” para recolher as custas processuais.

Não satisfeito com a decisão, o presidente do TCE recorreu da decisão mas não logrou êxito (abaixo, leia a íntegra da decisão).

O Ministério Público do Paraná opinou pela extinção da punibilidade por se tratar “de ação penal privada, na qual não houve o recolhimento das custas iniciais no período decadencial”.

A sentença da juíza Fernanda de Quadros Jorgensen Geronasso, no início deste mês, negou “provimento” a Bonilha, que perdeu mais uma para o Blog do Esmael.

O conselheiro Ivan Bonilha não perdeu para o Blog do Esmael, pelo contrário, perdeu prazo, perdeu para ele mesmo. Eis o nível do Tribunal Faz de Contas do Paraná! Dá para levar aquilo a sério?

A seguir a decisão judicial favorável ao Blog do Esmael:

16 de novembro de 2015
por esmael
3 Comentários

Escolinha do Requião ao vivo

O Blog do Esmael, em parceira com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo a inauguração da “escolinha” do Requião.

Trata-se de publicização das atividades do PMDB do Paraná, que terá todas as reuniões semanais transmitidas ao vivo pela TV 15.

O senador Roberto Requião copia a fórmula que adotou em sua terceira gestão no governo do estado, entre 2007 e 2010, quando transmitia as polêmicas reuniões com o secretariado pela TV Educativa.

Transmissão encerrada às 11h.

Veja como foi a escolinha do Requião:

16 de novembro de 2015
por esmael
2 Comentários

Requião inaugura “escolinha” do PMDB do Paraná; assista ao vivo

O senador Roberto Requião, a partir desta segunda-feira (16), promete transmitir ao vivo todas as reuniões semanais da executiva estadual do PMDB do Paraná. Será uma espécie de “escolinha cover”, parecidas com aquelas da época em que ele governou o estado pela terceira vez (2007-2010).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 10 horas, transmite o evento ao vivo para o Brasil e mundo.

Requião pretende com a escolinha “transparência total” com a coisa coletiva e o envolvimento das seções municipais e regionais da agremiação com as decisões tomadas pela instância estadual, bem como atualizar o partido com informações nacionais.

Após a escolinha de hoje, uma delegação paranaense seguirá para Brasília onde participará amanhã (17) de encontro nacional promovido pela Fundação Ulysses Guimarães (FUG) — o braço político da direção nacional do PMDB.

A delegação comandada por Requião deverá contrapor-se à cartilha neoliberal da FUG, que, segundo o senador paranaense, é um tratado para implementar as mesmas políticas econômicas de Joaquim Levy.

“O encontro de amanhã será importante para sabermos de lado cada qual está e para sabermos com quem podemos contar para um verdadeiro projeto de nação”, antecipou Requião ao Blog do Esmael.

A presença de Requião no jogo nacional do PMDB é uma das esperanças do governo Dilma Rousseff (PT) para segurar a nova onda golpista, que agora deslocou-se do PSDB de Aécio Neves (MG) para o vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer.

16 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: As tragédias de cada dia, as dores de todos nós

Gleisi Hoffmann*

Momentos difíceis mostram o nível de evolução da humanidade. A empatia, possibilidade de nos colocarmos no lugar do outro, é o que nos faz sentir dor, repulsa, indignação pelas injustiças, covardias e tragédias. Recentemente nos afetaram o acidente irresponsável de Mariana, Minas Gerais, e os atentados em Paris.

Mariana chocou o Brasil. Como pode uma empresa nacional que aufere lucros tão altos pela exploração de minérios, tratar com tanto desdém a vida da população e a segurança do Meio Ambiente?! Ter um mar de lama varrendo vidas e comprometendo o futuro?!

O terrorismo em Paris chocou o mundo. Por que pessoas inocentes têm de morrer pela luta insana de ideias, crenças e territórios?!

Também foi impactante a foto do garoto sírio morto numa praia da Europa, e a migração de refugiados da guerra na Síria que tentam salvar suas vidas, arriscando tudo para chegar a um lugar de paz. Também causa repulsa a falta de solidariedade de países, que por medo, limitações ou xenofobia, repelem a entrada de seres humanos em seu território.

A guerra na Ucrânia, no Líbano, os conflitos na África, igualmente nos atingem. Assim como as chacinas e violência em nosso país. Toda empatia tem seu grau regulado pela proximidade do acontecimento, do grupo ou população envolvida, pelas responsabilidades elencadas e intensidade de divulgação nas mídias. De qualquer forma todas, em maior ou menor grau, causam-nos dor.

Não tenho dúvidas de que os momentos de tragédias que vivemos também são consequências da passividade que temos com o preconceito, indiferença, intolerância, vontade de vingança. Se somos condescendentes com as pequenas injustiças e transgressões, estamos contribuindo para que as grandes aconteçam. Nenhuma violência se justifica. Ela é, e sempre será, uma demonstração de fracasso.

O que mais me amedronta é que ações pós-tragédias, principalmente as terroristas  como a de Paris, costumam recair sobre o lado mais fraco de partes envolvidas.

Os noticiários já dão conta da maior ênfase dos dirigentes europeus em propostas radicais para combater o terrorismo, o que certamente aumentará a xenofobia, e vai agravar a situação da população que procura abrigo em território europeu.

Que tudo isso, além de nos indignar e causar dor à maioria das pessoas, faça com que vivamos em nosso cotidiano o ensinamento de Gandhi – devemos ser a mudança que queremos ver no mundo!

*Gleisi Hoffmann é senadora da República pelo Paraná. Foi ministra-chefe da Casa Civil e diretora financeira da Itaipu Binacional. Escreve no Blog do Esmael às segundas-feiras.

16 de novembro de 2015
por admin
15 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: Conhecimento e libertação

Download

Luiz Cláudio Romanelli*

“Navegar é preciso, viver não é preciso”
Fernando Pessoa

Li e recomendo o artigo “Parabéns, atingimos a burrice máxima”, da jornalista e escritora Eliane Brum no El País do último dia 12 (leia aqui).

E “pensar” é mercadoria em falta no Brasil. No caso dos sofismas conservadores contra Simone de Beauvoir, Eliane Brum prova o ridículo de seus detratores e conclui: “o confronto atual não é entre direita e esquerda, mas entre os que pensam e os que não pensam”.

Acredito como ensinou o educador e filósofo Paulo Freire, que a educação liberta e transforma e que se “a educação sozinha não muda a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda”.

Ensinar a pensar, a compreender, a conscientizar, a questionar é tarefa da escola. Universalizar o acesso à educação, em todos os níveis, mas especialmente no ensino médio e superior, mais do que necessário e urgente, é o instrumento para reverter o vazio de pensamento.

O Paraná tem feito um grande esforço para democratizar o conhecimento. É o Estado com maior número de instituições de ensino superior estaduais em todo o país e investe mais de R$ 2 bilhões por ano.

O sistema de ensino superior público do Paraná é formado por sete universidades estaduais com 8 mil professores, cerca de 9 mil agentes universitários e 104 mil estudantes nos cursos presenciais e a distância.

Juntas as universidades ofertam 341 cursos de graduação (presenciais e a distância), 291 de especialização (presencial e a distância), 162 mestrados e 67 doutorados. As escolas apostam na qualidade da formação. Nos últimos cinco anos houve um aumento de cerca de 70% na oferta de novos cursos de pós-graduação. Em 2010 eram 110 cursos de mestrado, número que passou para 162 em 2015. Já os de doutorado eram 41 e hoje são 67.

O Governo do Paraná é o que, proporcionalmente, mais investe no ensino superior. O estado, digo e repito, é o único no país que mantém sete universidades com recursos do Tesouro do Estado e que se destacam entre as melhores do país nas avaliações do MEC.

É um investimento  elevado demais, ainda mais se levarmos em conta que cabe a União a competência pelo investimento e custeio do ensino superior no país.

Minas Gerais, por exemplo, tem 15 universidades federa