10 de novembro de 2015
por esmael
3 Comentários

Justiça impõe multa de R$ 5 mil/h para caminhão que bloquear rodovia

locaute_fora_dilmaA juíza Ana Carolina Morozowski, da 3ª Vara Federal de Curitiba, concedeu liminar na noite desta terça-feira (10), à Advocacia-Geral da União (AGU), que impõe multa de até R$ 5 mil por hora para caminhão que bloquear rodovia. Leia mais

10 de novembro de 2015
por esmael
2 Comentários

Que isso dona ONU, que coisa feia!

Por Renata Mielli*

No exercício de sua liberdade de expressão, ativistas de organizações da sociedade civil brasileira fizeram um protesto silencioso e pacífico durante a sessão de abertura do 10º Fórum de Governança da Internet (IGF2015), evento promovido pela ONU e pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.Br), em João Pessoa, capital da Paraíba.

Os participantes do IGF levantaram meia dúzia de cartazes e uma faixa para chamar a atenção para a defesa da neutralidade de rede e os riscos que este princípio para o livre fluxo de informações pela Internet vem sofrendo no Brasil e no mundo. Também uma faixa protestando contra o projeto financiado pelo Facebook, o Internet.org.

O protesto foi reprimido pelos seguranças da ONU, alguns usando até de força física. Em seguida, os ativistas foram filmados, fotografados, alguns foram pressionados a mostrarem seus celulares e foram vigiados durante toda a sessão, numa explícita intimidação e violação da privacidade. Além disso, também tiveram seus crachás fotografados e retidos pela segurança, e foram impedidos de participar do IGF.

Tal repressão é incompatível com um evento que está, justamente, debatendo como proteger a liberdade de expressão na internet e como garantir a privacidade de quem usa a rede mundial de computadores.

Exigimos que os crachás sejam devolvidos e que o direito de cada um e cada uma em se expressar democraticamente seja preservado em um evento das Nações Unidas. Esperamos que as autoridades brasileiras se manifestem rapidamente para garantir que o acesso das organizações e ativistas não seja impedido.

João Pessoa, 10 de novembro de 2015

*Renata Mielli, jornalista, é do Instituto Barão de Itararé.

10 de novembro de 2015
por esmael
15 Comentários

Envergonhada, Folha também assume que errou acerca de Lulinha

O Globo pedir desculpas na primeira página para Fábio Luís Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente Lula, o jornal Folha de S. Paulo publicou uma “errata” sobre o tema no rodapé da edição de desta terça-feira (10).

No dia 12 de outubro, a Folha destacou que o filho de Lula fora citado em delação premiada pelo lobista Fernando Baiano. O mesmo registro havia feito O Globo, no mesmo período, na estreia do colunista Lauro Jardim.

“Diferentemente do informado na chamada “Delator diz que pagou despesas de filho de Lula” e na reportagem “Lobista do PMDB diz que pagou despesas para filho de Lula”, o lobista Fernando Soares, o Baiano, afirmou que o empresário José Carlos Bumlai pediu dinheiro para pagar uma dívida de uma nora do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não despesas de um dos seus filhos”, diz o texto no rodapé da Folha.

Para os meios políticos e jornalísticos, embora a reparação seja tímida, o reconhecimento dos erros já seria um reflexo da Lei Requião, que garante o direito de resposta ao ofendido. Os dois jornalões estariam se antecipando à nova legislação aprovada este mês pelo Congresso Nacional.

Diferente de O Globo, a Folha não pediu desculpas às vítimas de suas mentiras.

10 de novembro de 2015
por esmael
15 Comentários

Requião Filho: ‘Fruet está sendo ingrato com o Partido dos Trabalhadores’

requiao_fruetO deputado Requião Filho (PMDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (10), para solidarizar-se com o Partido dos Trabalhadores (PT) que, segundo ele, foi escanteado pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) na corrida pela Prefeitura de Curitiba em 2016. Leia mais

10 de novembro de 2015
por esmael
24 Comentários

Quiproquó na CCJ da Alep, que cassa título cidadão honrário de José Dirceu

fellipe_dirceu_periclesO k-suco ferveu no início da tarde desta terça-feira (10) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

A indigitada comissão cassou o título de cidadão honorário concedido ao ex-ministro José Dirceu, quando ainda todos lhe puxavam o saco por volta de 2003.

A autoria do projeto é do deputado Francischini Kid (SD), filho do deputado federal e ex-secretário Fernando Francischini (SD).

10 de novembro de 2015
por admin
16 Comentários

‘A moda pegou’: agora é Gustavo Fruet que quer meter a mão na aposentaria dos servidores de Curitiba

ipmc1Os sindicatos de servidores de Curitiba (Sismac, Sismuc, Afisc e Sigmuc) estão se mobilizando para tentar barrar a tentativa do prefeito Gustavo Fruet (PDT) de se apropriar do dinheiro das aposentadorias.

O prefeito apresentou em outubro uma proposta para reduzir o valor do repasse mensal feito ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC). Pelos cálculos dos sindicatos, o prefeito quer cortar R$ 10 milhões do repasse mensal ao IPMC.

Para embasar a proposta, a Prefeitura afirma que IPMC é superavitário. Mas os sindicatos questionam que o Instituto ainda não pagou os novos planos de carreira para aposentados e pensionistas por falta de recursos. Com o corte no aporte municipal, os servidores temem que todas as aposentadorias futuras sejam inviabilizadas.

A proposta da Prefeitura de Curitiba é similar ao confisco protagonizado pelo governador Beto Richa (PSDB), que meteu a mão na aposentadoria dos servidores estaduais para engordar o caixa do governo estadual. Na ocasião, a mobilização dos servidores foi debelada de forma criminosa pelo governo através da PM no evento que ficou conhecido como o massacre de 29 de abril.

10 de novembro de 2015
por admin
27 Comentários

No segundo dia, fracasso na “greve” de caminhoneiros continua no país; agora com violência de golpistas

bloqueiosOs bloqueios nas estradas organizados pelo Comando Nacional do Transporte não são uma greve. Não existe nenhuma decisão por parte dos caminhoneiros de paralisar as atividades. Muito pelo contrário, os sindicatos e federações de caminhoneiros são contra os bloqueios. Não existe uma pauta de reivindicações dos caminhoneiros. Eles só querem derrubar a presidenta Dilma Rousseff (PT).

Ou seja, a tal “greve dos caminhoneiros” é só mais um capítulo da dor de cotovelo sem fim do PSDB e aliados, que depois de um ano, ainda não se conformaram com mais uma derrota nas eleições presidenciais de 2014. Eles apostam no caos e não se importam com quem sairá prejudicado.

O resultado disso tudo é que o movimento está enfraquecido pois não tem a simpatia nem a adesão da grande maioria dos caminhoneiros, sejam autônomos ou contratados. É um movimento de empresário. É locaute.

Um dos líderes do Comando Nacional do Transporte, Ivar Schmidt, é tucano declarado e não esconde que o atual movimento foi convocado em apoio aos grupos da direita conservadora como Movimento Brasil Livre, o Vem Pra Rua e o Revoltados On Line.

Mas até aí, existe a liberdade de expressão. O problema é que na prática, os caminhoneiros que estão simplesmente trabalhando, são obrigados a parar nos bloqueios e a participar do movimento. Os que se recusam tem seus veículos depredados e sofrem ameaças. Já houve denúncias de cárcere privado nos bloqueios.

10 de novembro de 2015
por admin
25 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: O que é ‘curatela parlamentarista’?

Download

Marcelo Araújo*

Para entender melhor como a cidade de Curitiba é administrada se faz necessário entender alguns institutos jurídicos e formas de governo.

A ‘curatela’ é um encargo atribuído ao ‘curador’ para gerir, proteger, administrar os interesses de um adulto considerado incapaz para os atos da vida civil, ou de compreender a amplitude e consequências de seus atos.

A diferença de ‘tutela’ é que o ‘tutor’ assume esse o encargo em favor de criança ou adolescente por sua incapacidade civil decorrente da menoridade.

Como formas de governo, temos o parlamentarismo no qual o Chefe de Estado tem apenas um papel simbólico, mais cerimonial, enquanto o Chefe de Governo, intitulado ‘primeiro-ministro’, é quem efetivamente governa, ainda que sem mandato. No presidencialismo a mesma pessoa exerce os dois papéis.

A conclusão é que atualmente Curitiba criou um sistema peculiar o qual poderíamos chamar de ‘Curatela Parlamentarista’, pois tem um mandatário incapaz, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) e um chefe de Governo (ou Secretário de Governo) que efetivamente exerce o mandato.

É o caso Sr. Ricardo Mac Donald, que tem sua prodigalidade contida pela irmã do ‘curatelado’, Sra. Eleonora, a qual tem a chave do cofre, sempre pronta a assumir a ‘curatela’ do mano mas com concorrentes de peso, como Vilmar Machado e Marcia no encargo matrimonial.

Claudio Fruet, voz coerente que procura preservar o nome do pai, o irmão que não identifica eco em seus brados.

Se na infância dos irmãos Mac Donald houve alguma aposta de quem seria o governante de uma cidade podemos dizer que houve empate técnico nos currículos, referindo-se a Foz do Iguaçu e Curitiba, cada uma sob sua forma de governo.

Muitos podem achar que este texto tem conotação crítica, mas apenas transcreve uma situação de fato, que é notória no meio.

Não é o caso de lamentar, mas creio que de agradecer por termos um ‘Curador’ maduro e responsável, que enfrenta as adversidades com mais sobriedade e tranquilidade que o mandatário, pois se alguns julgam que está ruim, nas mãos de um mandatário incapaz estaria muito pior.

Creio que ta

10 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Coluna do Enio Verri: Amigos de Richa também voam às custas do Paraná?

Enio Verri*

No domingo, a Folha de S. Paulo publicou reportagem que escancarou a farra de viagens aéreas do atual senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, quando era governador de Minas Gerais.

Entre 2003 e 2010, o tucano cedeu aviões do governo do Estado para deslocamento de amigos, entre celebridades, políticos, empresários e outras pessoas fora da administração pública. Segundo o jornalão, foram quase 200 viagens sem a presença de algum membro do governo a bordo, todas patrocinadas pelos cofres públicos mineiros.

Voaram de graça nos aviões de Minas Gerais, em nome da amizade com Aécio, o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck; os cantores Sandy e Junior; o ex-homem forte da Rede Globo, José Bonifácio Sobrinho, o Boni; o ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira e Roberto Civita, o falecido dono da Editora Abril, proprietária da revista Veja.

No Paraná, o governador Beto Richa é frequentemente flagrado confundindo o público e o privado quando o assunto é o uso de aeronaves do governo.

Em 2013, por exemplo, Richa usou o avião oficial para ir ao Rio de Janeiro assistir à final da Copa das Confederações. Mais grave, foi acusado neste ano de ceder o helicóptero da governadoria para a repressão aos professores no Centro Cívico. Segundo relatos, o aparelho de uso pessoal do governador despejou bombas de efeito moral e ouras munições nos professores e trabalhadores da educação que protestavam contra as mudanças na previdência.

Richa ainda foi condenado a reembolsar o governo estadual em R$ 2 milhões pela contratação emergencial de aeronaves em 2011. Segundo a Justiça, a irregularidade aconteceu na ausência de licitação na contratação dos aviões junto a empresa Helisul, que também prestou serviços para a campanha a governador do tucano.

O governador paranaense nunca escondeu a admiração pelas práticas políticas do candidato à presidência derrotado em 2014. A pergunta obrigatória dos paranaenses neste momento é: os “amigos” do governador Beto Richa também voam de graça, às custas do erário, nas aeronaves do governo do Paraná?

*Enio Verri é deputado federal, presidente do PT do Paraná e professor li