6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
49 Comentários

“Alvaro Dias é a pessoa que o Brasil precisa na Presidência”, lança senador Romário Faria

alvaro_romarioO senador Romário Faria (PSB-RJ), nesta sexta-feira (6), no município de Ponta Grossa, no Paraná, lançou o colega de parlamento Álvaro Dias (PSDB-PR) à Presidência da República. O tucano está em transição entre o ninho e o PV. ... 

Leia mais

6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

“Beto Richa sabia da corrupção na Receita Estadual”, diz amigo do governador do Paraná

Richa_Abi_GarciaO empresário Tony Garcia, em entrevista ao Blog do Esmael, reafirmou na tarde desta sexta-feira (6) tudo que escreveu na “carta aberta” endereçada a seu melhor amigo, o governador Beto Richa (PSDB).

“O Beto [Richa] sabia, há mais de 3 anos, que tinha corrupção na Receita Estadual”, declarou Garcia. “Eu avisei que Luiz Abi estava achacando empresários, mas ele não dava ouvidos. Dizia que era mentira”, completou, referindo-se ao primo não muito distante do tucano.

Abi é réu em ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço policial do Ministério Público do Paraná, e o inquérito da corrupção na Receita Estadual, contra o governador, chegou à Procuradoria Geral da República (PGR) no final de outubro (clique aqui para ler sobre isso).

Tony Garcia disse ainda ao Blog do Esmael que o governador paranaense se cercou de más companhias que filtram informações que chegam até ele. “O Beto não lê jornais e não pode sair às ruas por causa da rejeição. Então, aí, os puxa-sacos filtram as notícias”. Leia mais

6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Professor Picler jura que não fez ‘acordo secreto’ com Requião Filho

requiaofilho_piclerO Professor Wilson Picler, ex-candidato a prefeito pelo PEN, nesta sexta-feira (6), ao Blog do Esmael, jurou de pés juntos que não realizou nenhum ‘acordo secreto’ com o deputado Requião Filho, o candidato do PMDB à Prefeitura de Curitiba.

Pelo boato que corre na praça, Picler teria desistido de concorrer como cabeça de chapa mas acalentaria ser vice de Requião Filho.

“Acho o senador Roberto Requião uma grande liderança e seu filho, o Requiãozinho, tem potencial para chegar lá, mas não é verdade que eu tenha feito um acordo secreto com eles visando 2016”, jurou Picler.

“Eu nem estava por aí. Estou focado nos negócios particulares”, despistou, ao referir-se ao grupo Uninter do qual é sócio-proprietário.

Segundo Professor Picler, qualquer decisão sobre 2016 será uma decisão coletiva do PEN. O partido, de acordo com ele, vai concorrer às eleições municipais em 141 municípios do estado.

Embora negue a intenção de marchar rumo ao Palácio 29 de Março, a sede do executivo curitibano, Wilson Picler realizou uma ampla e completa pesquisa de opinião sobre a corrida eleitoral do ano que vem na capital paranaense.

Na sondagem do DataPicler, prefeito Gustavo Fruet (PDT), Requião Filho e o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) aparecem embolados na disputa. O também ex-prefeito Rafael Greca (PMN) também surge bem posicionado.

A seguir, leia a íntegra da pesquisa DataPicler Leia mais

6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

Pesquisa: Marina lidera com 24%; Alckmin tem 23%; Lula 18%

marina_alckmin_lulaO instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta sexta-feira (6) nova rodada nacional sobre a disputa presidencial de 2018.

De acordo com o levantamento, a ex-senadora Marina Silva (Rede) lidera a corrida com 24%. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), aparece tecnicamente empatado com 23%.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que ontem afirmou que pode concorrer, está em terceiro lugar com 18%.

Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PP) também aparecem empatados com 6%. Michel Temer (PMDB) tem 2% e Ronaldo Caiado (DEM) obteve 1%.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.085 eleitores maiores de 16 anos, entre os dias 28 de outubro e 2 de novembro, 175 municípios em 23 estados. A margem de erro é de 2%.

A seguir, leia a íntegra do relatório da pesquisa: Leia mais

6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Norte Pioneiro perde, aos 84 anos, ex-deputado Santinho Furtado

“Era uma das maiores lideranças políticas do PMDB, uma lenda, projetada a partir do Norte Pioneiro”, disse o deputado federal João Arruda (PMDB), nesta sexta-feira (6), ao lamentar a morte do vereador platinense e ex-deputado federal Santinho Furtado.

O senador Roberto Requião (PMDB) também registrou a perda em seu Twitter: “Único e inigualável amigo e companheiro do PMDB”.

De acordo o site NPDIÁRIO, de Santo Antônio da Platina, o peemedebista, que tinha 84 anos, foi vitimado por um infarto hoje pela manhã. O corpo dele será enterrado neste sábado (7) no cemitério São João Batista, naquele município.

“Foi deputado federal por dois mandatos, inclusive durante o período de elaboração da chamada ‘Constituição Cidadã’, de 1988, junto com Ulysses Guimarães”, recorda Arruda.

A seguir, a reportagem completa do NPDIÁRIO:

O vereador Sebastião Vitral dos Santos Filho (PMDB) morreu hoje de manhã de infarto. O corpo do político foi encontrado por funcionários na residência porque ele iria para uma das fazendas, em Santo Antônio da Platina, não atendia os telefonemas e a residência teve que ser “invadida”. Santinho Furtado, como sempre foi chamado, tinha dificuldades de locomoção por conta de problemas no quadril e pernas.

Peemedebista histórico, ex-deputado federal constituinte, cumpriu dois mandatos na Câmara em Brasília, conhecido em todo o país, o folclórico político, de rara inteligência, era amigo pessoal do atual governador Beto Richa (PSDB) e do senador Roberto Requião (PMDB), sendo que ambos o reverenciavam quando visitavam o Norte Pioneiro.

Tinha 84 anos, deixa a viúva, as duas filhas, Simone e Ana, e a neta, Juliana, advogada em Curitiba.

Nasceu em Santo Antônio da Platina no dia 27 de abril de 1931, filho de João Furtado dos Santos e Philomena Vitral dos Santos.

O suplente Fábio Galhardi assume a cadeira no legislativo p Leia mais

6 de novembro de 2015
por admin
23 Comentários

Agonia continua: usinas da Copel irão à privatização no fim de novembro

usinasO Ministério de Minas e Energia (MME) resolveu adiar o leilão que estava marcado para esta sexta-feira (6) em que seriam vendidas duas usinas da Companhia Paranaense de Energia (Copel) — Parigot de Souza e Mourão I. O certame de privatização foi remarcado para o próximo dia 25 de novembro.

As concessões venceram há dois anos e o governador Beto Richa (PSDB) cochilou ao não manifestar interesse em mantê-las como patrimônio dos paranaenses.

A decisão pelo adiamento foi para dar mais tempo para que os possíveis interessados se organizem. Bem que o governo poderia aproveitar a deixa e manifestar interesse em continuar com as usinas. Leia mais

6 de novembro de 2015
por Esmael Morais
31 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Olha que o ‘melhor amigo’ diz sobre Richa

Richa_Carta_TonyGarganta Profunda de Londrina, o principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, recebeu em primeira mão uma “carta aberta” do empresário Antônio Celso Garcia, o Tony Garcia, desancando o governador Beto Richa (PSDB) e seu primo não muito distante Luiz Abi Antoun (aquele mesmo!).

“Muitos foram seus amigos, entre eles eu, que o alertaram de suas novas (ou antigas) companhias”, dispara o missivista.

Tony Garcia e Beto Richa foram deputados juntos, amigos de infância e de kart, frequentavam as mesmas rodadas de poker.

A carta aberta tem significado porque traça o perfil do tucano por alguém que o conhece melhor até que dona Fernanda Richa, a primeira-dama e secretária da Família.

Muitos ex-amigos de Beto Richa se viram na missiva de Garcia.

Quais os motivos que levaram Tony Garcia a romper publicamente, via Facebook, com amigo tão distinto? Garganta Profunda de Londrina arrisca sem titubear: “desacerto de bandidos”; segundo o informante com acesso fácil à antessala do governador, tem a ver com compromisso não cumprido entre as partes… promessa de campanha não cumprida com empreiteiro de São Paulo. Portanto, assuntos nada republicanos.

Voltemos à carta. No documento, Tony Garcia destila adjetivos ao ex-colega Beto Richa. Dentre os mais amenos está governador com maior rejeição do país devido à “falta de autoridade” que o cargo requer.

De acordo com o autor da carta, Richa diante da dificuldade “usa a negação do inegável como forma de defesa” e faz um governo claudicante, leniente com a corrupção, além de estuprar a transparência.

“Ficar trancado nas opiniões e informações que seus amigos de palácios lhe passam é limitante, fantasioso e muito perigoso”, aconselha Garcia.

A seguir, leia a íntegra da carta aberta de Tony Garcia ao governador Beto Richa: Leia mais

6 de novembro de 2015
por admin
6 Comentários

Coluna do Bruno Meirinho: Terra para quem precisa dela para viver

Download

Bruno Meirinho*

“Erradicar o monopólio territorial” era uma das palavras de ordem do Panfleto nº 1 da Confederação Abolicionista, documento de divulgação do movimento pela abolição da escravidão em 1883 redigido por André Rebouças.

Para os melhores abolicionistas, a libertação dos escravos deveria ser acompanhada da “destruição do monopólio territorial”, como o movimento dizia o movimento para enfrentar a concentração de latifúndios nas mãos de poucos afortunados. Em síntese: o movimento reivindicava uma reforma agrária.

Até porque a escravidão e o latifúndio são duas faces da mesma moeda: o poder da elite rural. Sem enfrentar o poder dos grandes proprietários de terras, os efeitos da abolição da escravidão seriam reduzidos.

Como se sabe, a abolição da escravidão foi decretada sem ser acompanhada de uma reforma agrária. E mais de 100 anos depois da palavra de ordem dos abolicionistas, a reforma agrária não avançou quase nada, apesar das inúmeras reivindicações dos diversos movimentos que enfrentam essa realidade.

Com efeito, em 2015, segundo o “Altas da Terra Brasil 2015”, a concentração de terras no Brasil aumentou entre os anos de 2010 e 2014. Segundo os dados, 130 mil propriedades – quase nada perto dos mais de 5 milhões de imóveis rurais no Brasil – ocupam uma área de 318 milhões de hectares, que corresponde a quase 50% de toda a área cadastrada no INCRA, ou à soma dos Estados do Amazonas, Pará, Tocantins e Rondônia.

Além disso, metade das grandes propriedades é improdutiva, ou seja, não cumprem a função social. Mas a concentração de terras nas mãos de poucos grandes proprietários não representa apenas um problema social: é também um problema de soberania.

A mesma questão afeta área urbana. Com uma estrutura fundiária superconcentrada, as cidades brasileiras se destacam entre as mais desiguais do mundo, como foi noticiado no relatório elaborado pela ONU, “O Estado das Cidades do Mundo 2010/2011: Unindo o Urbano Dividido”.

O resultado são as favelas e o alto déficit habitacional. No Brasil, pelo menos 2 milhões de famílias pobres pagam mais de 30% de sua renda familiar com aluguel, fruto de um mercado imobiliário concentrado, um Leia mais