4 de novembro de 2015
por admin
5 Comentários

Exclusivo: Ministro Edinho Silva confirma adiamento do prazo para Simples Doméstico; assista ao vídeo

O Ministro da Secretaria da Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Edinho Silva, em entrevista exclusiva para o Blog do Esmael, nesta quarta-feira (4), confirmou a prorrogação do prazo para emissão e quitação do Simples Doméstico sem multa até o dia 30 de novembro.

O ministro Edinho Silva atendeu a um pedido do deputado federal João Arruda (PMDB-PR), que horas antes havia realizado um pronunciamento na Câmara sobre o tema (abaixo, assista ao vídeo).

O prazo para pagamento venceria  na sexta-feira (6). O documento está disponível desde domingo (1°) no site do eSocial, mas a geração apresentou problemas por isso o governo resolveu adiar o vencimento.

Assista ao vídeo com o discurso de João Arruda: Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
36 Comentários

Lula vai à justiça contra capa “grotesca” da revista Veja

via Brasil 247.

O ex-presidente Lula (PT) foi à Justiça contra a revista Veja nesta terça-feira (3), após a publicação, no último fim de semana, de uma capa ofensiva que trazia o petista com roupa de presidiário. Em nota, a assessoria de imprensa do Instituto Lula definiu a capa como “uma montagem mentirosa, ofensiva e grotesca” do ex-presidente.

A capa que mostrou a perda da compostura de Veja em seu ataque sem pudor a Lula gerou polêmica. Para o cientista social Robson Sávio Reis Souza, a publicação de Veja deixou de ser fascista para virar nazista. No entendimento do jornalista Fernando Brito, do Tijolaço, a revista deveria ser apreendida pela Justiça.

Leia abaixo a íntegra da nota. E acesse aqui a ação apresentada pelos advogados do ex-presidente.

Nota à Imprensa: VEJA calunia Lula mais uma vez e ex-presidente vai à Justiça

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolaram, nesta terça-feira (3), primeiro dia útil após o fim-de-semana, ação de reparação por danos morais contra a editora Abril, responsável pela revista Veja, no Foro Regional de Pinheiros. A edição de nº 2450 da publicação, que foi às bancas na última semana, exibe na capa uma montagem mentirosa, ofensiva e grotesca do rosto de Lula sobre corpo vestido com uniforme de presidiário estampado com nomes de envolvidos em investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

Não há nenhuma ação penal em curso no país contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao contrário do que a capa faz parecer. Já a revista Veja sofre inúmeros processos pelas mentiras publicadas contra diversos pessoas e organizações, não apenas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Recentemente, por exemplo, o senador Romário (PSB-RJ) anunciou processo contra o semanário.

“A imagem que a capa da revista VEJA pretendeu sugerir aos seus leitores e à sociedade em geral, portanto, não possui qualquer lastro na realidade fática ou jurídica. Independentemente das afirmações e críticas contidas no interior da própria revista — sempre com evidente manipulação e falta de critério jornalístico —, não poderia ela estampar em uma capa uma imagem falsa e ofensiva, como se verifica no vertente caso”, diz o texto da ação, que classifica de “sórdida mentira” a reportagem de ca Leia mais

4 de novembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Senador Roberto Requião diz que FUG apresenta ‘uma ponte para o inferno’

requiao_ulyssesO senador Roberto Requião (PMDB-PR), em artigo divulgado nesta quarta-feira (4), disse que um documento apócrifo, sem assinatura, atribuído à Fundação Ulysses Guimarães (FUG), braço político do partido, propõe ‘uma ponte para o inferno’.

Nas vésperas do congresso nacional do PMDB, previsto para o próximo dia 17 de novembro, Requião afirma que o “tratado” requenta o modelo neoliberal ao sugerir a retirada de direitos dos trabalhadores previstos na Constituição de 1988.

“Ora, o documento defende acabar com a Constituição Cidadã, construída sob a batuta e liderança do verdadeiro Dr. Ulysses”, critica Requião, para quem os autores do documento da FUG pretendem retornar ao regime de privatizações, sobretudo na área do petróleo, e atacar a ideia de um Estado do bem-estar social para beneficiar a banca.

“Ulysses morreu. Querem agora enterrar suas ideias”, brada o senador paranaense. A seguir, leia a íntegra do artigo: Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Pesquisa em Paranaguá aponta André Pioli com 44% das intenções de voto

pguaO Instituto Paraná Pesquisas realizou uma sondagem das intenções de voto para a prefeitura de Paranaguá e o jornalista André Pioli (PSC) aparece disparado na frente com 44%, contra 15% de Marcelo Roque (SD). Já o atual prefeito Edison Kersten (PMDB) ficou em terceiro com 11% e o vereador Arnaldo Maranhão (PSB) em quarto com 7%. ... 

Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
6 Comentários

Manifestação contra a impunidade no caso da menina Rachel Genofre

rachelHá sete anos a menina Rachel Genofre, de 9 anos, foi violentada, brutalmente assassinada e teve seu corpo largado dentro de uma mala, num corredor da Rodoviária de Curitiba. Após uma série de investigações que se mostraram insuficientes, a família ainda convive com a dor da perda e com a impunidade.

Para marcar a data e cobrar uma solução para o caso, os movimentos feministas do Paraná organizam uma manifestação nesta quinta-feira (5), com concentração às 16h na Praça Rui Barbosa seguida de uma caminhada até a Rodoferroviária, com um ato marcado para as 18 horas. Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Lei da Mordaça contra professores patina na Assembleia Legislativa

mordacaO Projeto de Lei n° 748/2015 que proíbe os professores do Paraná de falarem sobre política, religião ou sexualidade nas salas de aula está patinando na Assembleia Legislativa (Alep). ... 

Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
12 Comentários

Paranaense Camila Lanes deverá ser a próxima presidenta da UBES

camilaPela primeira vez na história, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) deverá ser presidida por uma estudante paranaense. A atual presidente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), Camila Lanes, foi escolhida pelo movimento “A Rua é Nossa” como candidata a presidenta da UBES para a próxima gestão.

A UBES, que é a maior entidade de estudantes do ensino fundamental e médio do País, realizará seu 41º Congresso entre os dias 12 a 15 de novembro, em Brasília (DF).

Camila Lanes é militante da União da Juventude Socialista (UJS), entidade ligada ao PCdoB. Presidindo a UPES desde 2013, tornou-se uma das maiores referências estudantis da greve dos professores do Paraná contra o governador Beto Richa (PSDB).

Antes de presidir a UPES, Camila foi presidenta do Grêmio Estudantil da Escola Estadual Silveira da Motta, na cidade de São José dos Pinhais. Ela também é colaboradora do Blog do Esmael. Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
4 Comentários

Frente Povo Sem Medo será lançada nesta quarta-feira em Curitiba

unnamedSerá lançada nesta quarta-feira (4), em uma plenária de entidades sindicais e populares, a Frente Povo Sem Medo em Curitiba. A plenária será às 17h, na sede do Sindicato dos Engenheiros (Senge).

A frente, lançada nacionalmente em outubro, reúne centrais sindicais (CUT, CTB, Intersindical), entidades estudantis (UNE, UBES, ANPG, Fenet) e diversas entidades dos movimentos sociais (MTST, Unegro, UJS, UBM, etc.).

As entidades defendem um programa de reformas estruturais, além do combate ao ajuste fiscal do governo Dilma/Levy; ou como os militantes afirmam: “uma saída popular para a crise”. Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
19 Comentários

Coluna do Rafael Greca: Curitiba merece tranquilidade e saúde

Download

Rafael Greca*

O drama da atual precariedade de atendimento básico de Saúde ao Povo Brasileiro também lança suas sombras – de medo e morte – sobre nossa Grande Curitiba.

Informa a Associação Médica Brasileira que nos últimos 7 anos, no Brasil, foram fechados 70 mil leitos de SUS.

Esta retração no sistema de saúde pública também aconteceu na Curitiba metropolitana: fecharam leitos no Hospital de Clínicas, no Hospital Evangélico, na Santa Casa. O Hospital Nossa Senhora das Graças deixou de atender o SUS, com perda de 300 leitos.

Fecharam definitivamente suas portas os hospitais do Carmo – no Boqueirão, São Carlos – no Jardim das Américas, Erasmo de Roterdam – na rua Mateus Leme.

Para piorar a atual Prefeitura de Curitiba ainda está em débito com os Hospitais. Atrasa pagamentos de serviços realizados. Só ao Hospital Pequeno Príncipe, R$ 10 milhões. No Erasto Gaertner arrastam-se obras de ampliação, ainda que a qualidade do serviço permaneça humanitária.

A conta negativa não foi zerada pela abertura do Hospital do Idoso, do Hospital Rocio em Campo Largo, ou por ampliação do Angelina Caron, em Campina Grande do Sul.

Outros hospitais – bandeira de promessas eleitorais de Fruet, Ducci, Ratinho – tipo Hospital da Mulher, Hospital do Homem, Hospital da Zona Norte, não passam de névoas do nada.

O Centro de Especialidades Médicas previsto para o terreno anexo à Arena do Atlético chafurda no fiasco, sepultado na lama da última Copa do Mundo.

Também endereços tradicionais de solícito atendimento psiquiátrico desapareceram ou encolheram. Em 2005 tínhamos 542 leitos de SUS para psiquiatria em Curitiba.

Nas eras Ducci e Fruet o quadro piorou: no final de 2013, foram descredenciados 182 leitos. Apenas 67 vagas foram criadas.

Perdemos o Hospital Bom Retiro para a especulação imobiliária. Encolheu Hospital N. S. da Luz, por ordens do Ministério da Saúde, cumprindo a Lei de Reforma Psiquiátrica. Seus substitutivos, os CAPS – Centros de Atendimento Psicosocial, ligados à F.A.S., deixam a desejar.

O ponto mais crítico é que os doentes Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
17 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: A falta de rigor com os gastos públicos

Download

Alvaro Dias*

O governo fez, ao longo dos anos, um grande esforço para ocultar o tamanho do rombo nas contas públicas. Mas é impossível esconder o quanto a incompetência de gerenciamento custou caro ao povo brasileiro.

A dificuldade de caixa do governo ficou ainda mais evidente depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou as pedaladas fiscais e a concessão de suplementação de verbas sem a devida autorização legislativa.

O governo identificou um buraco no Orçamento desse ano de mais de R$ 50 bilhões, mas o próprio Tesouro Nacional admite que esse valor pode dobrar. A causa desse monumental deficit nas contas públicas é a irresponsabilidade na condução dos gastos. O governo não teve criatividade e ousadia para fazer as reformas e não estabeleceu nenhum mecanismo rigoroso de controle das contas, gastando muito mais do que poderia.

Outra causa é a impotência do governo em relação ao crescimento da dívida pública. Em vez de frear o endividamento, o governo alimentou a gastança com medidas de facilitação a estados, municípios e empresas estatais.

Com essa irresponsabilidade na administração da dívida, ela se transformou em um monstro que consome sete por cento do PIB e metade da receita pública só com juros e serviços de rolagem

O ajuste fiscal anunciado com pompa pela equipe econômica vem se mostrando tímido diante da grandeza do endividamento público. É um ajuste que apenas cuida de arrecadar mais e sacrificar o contribuinte; o que é uma contradição porque aumentar impostos significa aumentar as dificuldades já existentes, como inflação, desemprego, e baixo crescimento do País. É um ajuste de com contas do governo com a sociedade.

O governo se acostumou com a manipulação dos números e a falsificação da realidade, ocultando a verdade sobre as contas públicas do País há muito tempo. Com isso, preparou uma bomba relógio de efeito retardado que agora explode no colo dos brasileiros.

Nós sempre fomos defensores das reformas de profundidade, porque só elas têm potencial de tirar o País do buraco.

A reforma administrativa anunciada foi uma encenação que não reduziu gastos. Sem as reformas, a crise vai se agravando com um cenário de economia empacada.

O governo não pode continuar a Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo