Coluna do Reinaldo de Almeida César: Não há corruptos no Paraná?

reinaldo

Em sua coluna semanal, Reinaldo de Almeida César fala das qualidades do Estado do Paraná e dos paranaenses. Ele cita o mosaico cultural que se formou nestas terras e das vantagens de se unir tantas culturas distintas. Reinaldo também comenta o inquérito da Polícia Militar sobre o massacre de 29 de abril delimitando sua competência ao âmbito militar, lembrando que não cabe à PM investigar quem ordenou as ações da PM naquele dia, pois isso já está no âmbito civil, dos gestores públicos. E para encerrar, comenta uma entrevista do Procurador Deltan Dallagnol no programa do Jô Soares que mostrou a quase inexistência de condenados por corrupção no Paraná. Leia, comente e compartilhe.

Reinaldo de Almeida César*

O Paraná é um estado maravilhoso.

É indisfarçável nosso orgulho de sermos paranaenses, mesmo nestes tempos tristes e bicudos de agressão a professores e fechamento de escolas públicas.

Ao lado dos seus belíssimos recursos naturais, do seu recorte com abundantes bacias hidrográficas e de generosos relevo e clima, o Paraná é um mosaico de diversidade étnica e cultural, o que explica, na perspectiva histórica, muito da nossa admirada organização social.

Cada região tem suas características próprias, fruto de seu processo de colonização.

Todo o norte do Paraná – em especial, Londrina – tem como traço característico abrigar gente boa, honesta, trabalhadora e, sobretudo, uma comunidade muito informada e politizada.

Não sem razão, grandes lideranças políticas e democráticas ocuparam o cenário nacional, dando os primeiros passos em Londrina, a exemplo de Olivir Gabardo, Helio Duque, Alvaro Dias, Oswaldo Macedo, Leite Chaves, José Tavares, além do sempre lembrado Richa, pai.

Na semana que passou, esta mesma sociedade londrinense, crítica e atuante, resgatou seus melhores valores cívicos e, com muito espírito crítico, fez um verdadeiro emparedamento do governo, cobrando soluções na área da segurança pública.

Nada menos que 75 entidades da sociedade civil organizada, na sequência de numerosa reunião ocorrida na Câmara de Vereadores, assinaram uma Carta Aberta onde desnudam a precariedade do governo no setor, naquela importante região.

É de bom tom, ao se receber uma missiva, respondê-la. Com a palavra, pois, o governo.

***

Já que falamos no magistério estadual, tão agredido fisicamente e que continua sendo vilipendiado de todas as formas na via moral, já com profundas cicatrizes no corpo e na alma, registro a conclusão, pela Polícia Militar, do inquérito policial militar que apurou a tragédia do 29 de abril.

Eu já havia defendido, aqui no Blog do Esmael, que nada havia de errado com o adiamento da entrega do relatório final, contrastando com a desconfiança de muitos.

Conforta-me saber, agora, que o IPM foi muito bem conduzido técnica e juridicamente.

A PM tem razão em torná-lo sigiloso, pois assim determina o Código de Processo Penal Militar.

Importa ressaltar, no entanto, que a apuração dos fatos neste IPM se dá apenas e tão somente sob o enfoque da eventual ocorrência de crimes militares próprios, afastando, assim, as condutas de ação e omissão praticadas por civis.

Assim sendo, para todos, civis e militares envolvidos no triste episódio, restará a defesa na ação de improbidade que tramita na 5a. Vara da Fazenda Pública, proposta com muita consistência e robustez de provas pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública do Paraná.

Ainda mais agora, quando o STJ, tendo como relator o Ministro Luis Felipe Salomão, decretou que não existe foro privilegiado para crimes de improbidade administrativa.

Ou seja, os que esperavam invocar, por prerrogativa de função, julgamento em tribunal superior, mais distante do calor dos fatos, agora deverão avistar-se com o promotor de justiça e com o juiz singular, na primeira instância, sentando-se no mesmo banco reservado ao cidadão comum denunciado em ação judicial.

Ótima oportunidade para todos nós sabermos de fato o que ocorreu naquela fatídica tarde de 29 de abril, que ficou cravada para todo sempre na história do Paraná.

***

Na semana que passou, em tom certo, com muita inteligência, clareza de exposição e apurada didática, o Procurador da República e coordenador da força tarefa do MP na Lava Jato, Deltan Dallagnol, explicou no Programa do Jô a necessidade da mudança de postura da sociedade brasileira, frente ao fenômeno da corrupção que permeia a vida pública e privada neste triste Brasil.

O dado curioso, foi quando o ilustre procurador revelou ter feito pesquisa, restando perplexo ao constatar que – sem contar, como é óbvio, presos do sistema federal, incluindo-se os da Lava Jato – só há 53 presos por corrupção na justiça estadual do Paraná, dos quais 51 estão presos pelo tráfico de drogas, furto ou roubo e também por terem tentado corromper policiais ao serem presos. Além destes, há ainda “uma louca” e um oficial de justiça flagrado na corrupção ao cumprir ou deixar de cumprir mandados judiciais.

Foi o único momento na entrevista em que se ouviu apupos e sinais de reprovação na atenta platéia que, ao final, fato inédito no programa, aplaudiu em pé a eloquência e o idealismo de Deltan Dallagnol.

Vale a pena rever a entrevista de programa inteiro no Jô e vale mais ainda refletir sobre a estrutura de investigação, processamento e julgamento de crimes de corrupção no Paraná.

Ou, desde logo, vamos combinar, estamos nos descobrindo paranaenses nórdicos, não há corruptos por aqui.

*Reinaldo Almeida César é delegado da Polícia Federal. Foi secretário da Segurança Pública do Paraná. Chefiou a Divisão de Cooperação Policial Internacional (Interpol). Escreve nas quartas-feiras sobre “Segurança e Cidadania”.

19 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Parece que o caro colunista está ganhando destaque na mídia… http://www.brasil247.com/pt/blog/terezacruvinel/203076/Sinais-de-jabuti-na-Zelotes.htm
    Pena que fazendo bobagem!!!

  2. Se prender alguém da Globo…..NÃO sai na globo !! Simples assim..

  3. E quando a PF vai prender os acusados de pagar e receber quase R$ 12 milhões de propina e dar um calote de mais de R$ 100 milhões na Receita Federal? Será que tem juiz e delegado querendo fazer sucesso na Globo?

    • Campos, a cifra é BILHÕES. Estima-se em mais de 30 bilhões. Mas, não interessa nem a mídia, porque ela está lá dentro, nem a ninguém porque os grandes são os maiores investidores nas campanhas políticas. A soma deixa o caso da lava jato como “pequenas causas”. É vergonhoso ninguém se interessar por isso. Aliás, sonegação no Brasil é coisa que ninguém se interessa, mesmo que isso chegue a 500 bilhões por ano. Dinheiro vazando pelo ladrão. Ou ladrões.

  4. Esse pessoal tem uma inveja do Reinaldinho.Pelas barbas do profeta.

  5. Pois é, dr. Reinaldo, a juíza quer saber e nós também: o que o sr. foi conversar com um investigado na casa de outro investigado? Quanto ao dr. Delton “D’Artagnan”, essa história de que o Brasil precisa de leis mais duras pra combater a corrupção não é totalmente verdade. Com a atual legislação, o dr. Moro já condenou rapidinho petistas e ligados a petistas. Por que o mesmo não acontece em São Paulo? Ou em Minas? O Ministério Público de lá até achou legalíssimo o aeroporto construído pelo Aécio nas terras de titio. A gente não precisa mudar a lei, precisa mudar juízes e promotores do MP… E mudar delegados federais que investigam uns mas protegem outros. Nem na época da ditadura a gente era idiota…

    • Amigo, tem um PeTista, que é o Vaccari e só foi condenado porque o juiz acha, e os delegados que votaram no aécio também acham que qualquer doação de campanha, ao PT, que fique bem claro, é propina. O outro é tão burro, mas tão burro, que pede carona no jatinho, era vice-presidente da câmara, pediu pra sair e cassaram seu mandato. Esse merece ser preso por burrice. Do resto, é pmdb e pp. O Youssef até falou no alvaro, no aécio, mas esses, pelo jeito, não interessa ao juiz justiceiro e nem ao d´artagnan (Deus está vendo viu o procurador? Não adianta orar, tem que fazer o que é certo também).

  6. Pois é paulinho II, vc coloca muito bem as origens da corrupçao no paraná… luiz antonio de sousa, Luiz abi antum e tantos outros envolvidos em corrupçao, agrande maioria é de LONDRINA… Né PaulinhoII…? Fatos, concretos,de corrupção, q envergonham os Paranaenses , mas para o procurador ,me parece q ele, o PROMOTOR, ñ sabe q londrina ,esta dentro do estado do paraná…kkkkkkkkkkk, acho q ele pensa q londrina é no PARAGUAY, eta promotor!!! Alô promotor DELTON DALAGNOM!!?? LONDRINA FICA NO PARANÁ PROMOTOR!!!

  7. “O mais importante é ostentar, receber prêmio e ser considerado um herói. O restante que morram de fome…”

  8. Tem uma coisa que me chama a atenção neste momento sombrio em que vivemos.
    A maior parte do que envolve hoje os fatos desagradáveis que sabemos tem por origem a cidade de Londrina.
    Tenho amigos nesta cidade e sei que ela é uma das mais desenvolvidas do estado mas tem algo que chama atenção constante:
    1)O Yuossef tem sua base de atividades nesta cidade.
    2)O José Janene, embora já falecido, que pelo que se noticia é o grande personagem no que se investiga no lava-jato e no que foi investigado no mensalão atuava na região.
    2) Tanto o ex-deputado Vargas como o senado Dias já voaram em aviões cujas viagens foram pagas pelas “organizações” Youssef e são de Londrina.
    3) Nosso governador tem suas raízes na cidade.
    4) A maior parte dos investigados na Receita Estadual do Paraná e nas oficinas mecânicas são ou atuam na cidade;
    5) A denúncia comprovada de que o dinheiro ilegal na campanha do Richa foi utilizada na cidade.
    6) É uma das cidades que mais tiveram problemas com seus prefeitos havendo necessidade da troca de vários.
    7) O primo do Richa é de Londrina.

    Pode parecer coincidência (ou não) mas quase tudo aquilo que denigre a imagem do Paraná tem alguma coisa que leva diretamente a cidade.
    Peço desculpas aos cidadãos de bem que são a grande maioria da cidade mas tem algo cheirando mal por aí.

    E sobre a matéria acho que o ex-secretário não ouviu ainda os problemas da receita estadual, da construção das escolas já pagas e não entregues, do caso Olvepar, do Banestado entre tantos outros.

    • Vou acrescentar algumas coisinhas:

      a) Maringá é do lado de Londrina;
      b) Os cheques que pagaram as viagens de Alvaro Dias, saíram da prefeitura de Maringá;
      c) Ricardo Barros é de Maringá e do PP;
      d) O Janene era o caixa do PP, morreu e passou a ser o RB;
      e) RB é marido da aparecida, viche governadora, do beto;
      f) Tem dinheiro do PP na campanha, óbvio, senão não entraria como viche;
      g) Tem 30 (trinta) políticos do PP envolvidos no caso de corrupção da Petrobrás;

      E ninguém investiga nada??? Estranho também.

  9. Pois bem DPF Reinaldo de Almeida Cezar,cá estamos novamente a comentar sua coluna semanal.Não sem antes sugerir a você e seus leitores,que leiam aquilo que a Gazeta do Povo,do dia 13 de abril de 2012,publicou a respeito de sua defenestração da pasta da segurança.Você,ao deixar a SESP,ainda aceitou de Richa,ocupar a Corregedoria e Ouvidoria do Estado,de lá saindo,apenas porque seu tempo de disponibilidade havia se exaurido.Para criticar Richa,até,em alguns momentos,somos concordes.Não,quando insisto em dizer aqui e em outras redes,que você foi perverso com alguns Delegados de Polícia,a quem você conhecia e bem,reconhecidos como honestos e competentes,apenas para atender interesses de Beto Richa e Luiz Abi e tantos outros que nem vale a pena aqui referir.Profissionais de larga experiência,que poderiam ajudar você nos seus projetos,inclusive no que dizia respeito à moralização das polícias.Entretanto,preferiu “importar alguns incompetentes e ridículos personagens.Faço aqui,uma honrosa exceção ao seu chefe de inteligência,que era pessoa de bem e experiente profissional,mas que não teve tempo para nada,pois você teve lá curta permanência.Seus homens de confiança nas polícias foram todos defenestrados,não por iniciativa sua ou de Beto,mas por ações do Ministério Público.Para finalizar e também não cansar seus leitores,apenas acrescento,que você também é responsável pelo caos hoje verificado no desgoverno de Richa.Até a próxima semana,se sua coluna merecer um comentário.

  10. Jô Soares já teve dias e programas melhores.
    Entrevistar Dallagnol para que ele contar vantagem?
    “Pelamor” de Deus!
    Quanto ao nº “reduzido” de condenados por corrupção
    no Paraná, se explica pela promiscuidade entre os 3
    poderes.
    Mal comparando:
    Já pensaram se o cafetão, a mocinha do “trottoir”,
    e a “tia” dona do quarto, resolvessem todos fazer
    queixa uns dos outros na delegacia?
    Como isso é raro acontecer, todos vivem em paz, e
    e o cliente satisfeito e feliz paga a conta.
    Benesses como auxílio moradia, auxílio paletó, e
    cartões de crédito funcionais ou corporativos,
    mantém todo mundo de boca fechada, e… absolvidos
    de toda a culpa.
    E “pracabar”: ô Reinaldo, que materiazinha mais
    vaselina, hein?

  11. se há coruptos do pt no paraná, o psdb, dem, pps , psc, pp ….só tem santinhos.

  12. Qual é sua atuação dentro da guinada e fuga do objeto da Operação Zelotes, delegado?

  13. Psicopatas e loucos ocupando cargos públicos. O nazi-fascismo e lama correm solto. Desde quando processo de colonização é bom? É brutal.

  14. Será que o juiz Moro vai mandar prender os dois filhos do deputado federal Nelson Meurer? Eles não têm foro privilegiado…