Por Esmael Morais

Coluna do Marcelo Araújo: Omissíssimo Prefeito Gustavo Fruet

Publicado em 13/10/2015

Decorrente de tal encerramento a prefeitura fez a contratação emergencial de um terreno em região comercial nobre, na Marechal Floriano 4127, que se estende até a Rua Aluízio Finzetto (logo após o viaduto no sentido bairro centro), pela bagatela de R$ 60 mil reais mensais simplesmente para guardar momentaneamente os 1.200 veículos que atualmente se encontram no pátio da Salgado Filho.

Para realizar essa remoção de um pátio para outro onde serão temporariamente guardados serão gastos (emergencialmente também) outros R$ 300 mil, serviço que deve consumir pelo menos um mês. Como a empresa que prestava o serviço alertou por diversas vezes o que estava por acontecer, ela também quer ser indenizada pelo período de permanência indevido dos veículos em sua dependência, até porque não teria mais o dever de guarda e conservação dos veículos.

Para coroar de vez, agentes de trânsito que poderiam estar nas ruas precisarão ser usados nessa operação de vistoria e guarda, responsabilidade que as empresas mencionadas não se dispõe a assumir, por óbvio.

Várias formas haveria de abordar esse tema, mas não optei nem pela ironia nem agressividade nas palavras. Realmente eu gostaria de saber quais seriam os argumentos de defesa que justificassem a permanência de pessoas que reiteradamente praticam atos inadmissíveis e que ainda têm a capacidade de acusar de difamador aquele que mostra e prova tais impropriedades.

A forma superlativa da OMISSO representa bem o perfil do nosso prefeito, até por se tratar de um palíndromo, ou seja pode ser lida da direita para esquerda e vice-versa, como nosso prefeito que é omisso indo e vindo: OMISSÍSSIMO!!!

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas terças-feiras para o Blog do Esmael.