Coluna do Jorge Bernardi: Richa e Alckmin querem fechar escolas. Suspensão no Paraná. Até quando?

escolas

Em sua coluna deste sábado, Jorge Bernardi (REDE) fala do “modo tucano” de governar nos estado do Paraná e de São Paulo, que é fechando escolas. Bernardi mostra que os governadores também têm em comum a violência contra os professores e o descaso pela educação. Se há evasão no ensino, os governos deveriam combater as causas e não agir para que ela aumente. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download

Jorge Bernardi*

O que há em comum, além de pertencerem ao mesmo partido, PSDB, entre os governadores Beto Richa, do Paraná, e Geraldo Alckmin, de São Paulo?

Ambos maltrataram os professores estaduais nos últimos anos, enfrentaram greves, e agora querem fechar escolas em seus respectivos estados.

Richa, pretende desativar 150 escolas, e Alckmin outras 155. Depois de bater em professores, apropriar-se do fundo de aposentadoria dos servidores estaduais, o governo Beto Richa presenteia os paranaenses com mais esta maldade.

Em São Paulo, o governo daquele estado classifica como otimização e reorganização administrativa das escolas. A medida, mantida em segredo a sete chaves, proposta por Alckmin vai prejudicar cerca de 1 milhão de estudantes paulistas.

No Paraná, a questão já chegou a Assembleia Legislativa gerando protesto de deputados, professores, estudantes e familiares. Em Curitiba colégios tradicionais podem ser fechados pelo governo Beto Richa como: Barão do Rio Branco, Dom Pedro II, Xavier da Silva, Tiradentes, Pio Lanteri, Dom Orione, entre outros.

Outra escola, N. S. de Fátima, no Tarumã, com 54 anos, chegou a ter 1.100 alunos e, desde que Richa assumiu, não pode abrir novas turmas. Com mais de 600 alunos, prédio alugado do Santuário N. S. de Fátima, deverá ser fechada. O argumento para fechá-la é risível o alto custo do aluguel: R$ 10 mil reais por mês, menos do que ganha um funcionário comissionado do governo estadual.

O censo educacional do MEC indica que, nos últimos anos, o número de alunos do ensino médio tem diminuído quase 1 % ao ano (0,7% de 2012 a 2013, passando de 8,312 para 8,250 milhões de estudantes). Enquanto há queda no número de matriculas no ensino médio, a educação superior cresceu mais de 3%, no período, saindo de 7 milhões de matriculas para 7,3 milhões, se aproximando do número de alunos do ensino médio.

Constitucionalmente os estados são responsáveis pelo ensino médio (antigo 2º. Grau) embora possuam ainda escolas de ensino fundamental. Diante da repercussão negativa, Beto Richa, na sexta-feira, mandou suspender os estudos para fechamento de escolas em 2016. E depois?

Em vez de fechar escolas, uma medida razoável dos governos estaduais do Paraná e São Paulo, seria descobrir as causas da evasão no ensino médio e realizar companhas para atrair novamente os alunos para as salas de aula. A impressão que se tem é de vingança dos governadores e de desprezo deles com a educação!

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba, é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. JORGE, DE ENTRADA EM UM PEDIDO PARA A URBS OU EMPRESAS DO TRANSPORTE COLETIVO, PARA ESTICAR EM TODAS AS LINHAS DE CURITIBA MAIS CINCO MINUTOS, PARA QUE OS MOTORISTAS DOS ONIBUS, CUMPRAM SEUS TRAJETOS TRANQUILOS, SEM PRECISAR DE ALTAS VELOCIDADES INCLUSIVE ULTRAPASSANDO SINALEIROS NO VERMELHO.

  2. Transparência de gestão, e uma equipe extremamente qualificada é o que poderá tirar o ESTADO DO PARANÁ, desse sufoco.
    Fizeram uma analise bem detalhada das condições do ensino do Estado?
    Fizeram um levantamento de quantas pessoas precisam de escolas, e aí uma distribuição delas,
    pelos bairros e cidades?
    Poderiam fazer é uma restruturação, com otimização oferecendo mais vagas e horários diferenciados, mas não tirar o que já existe.

  3. o que será das universidades?

    por que não gerenciam tudo no estado, com gestores qualificados, e fazem uma boa organização de tudo, ao invés de sair fechando as escolas?

    diminuem os CCs para uns 10% o mínimo do mínimo, visitam, escolas, as e universidades, e conversem com os alunos, sobre o ensino, as aulas, com quem nos diversos setores,
    faz levantamento de lugares, que tem profs de mais e outros de menos, gente em disfunção e por aí vai,

    é só ter uma reestruturação geral, que com certeza o dinheiro do Estado dá para pagar e talvez até aumentar o numero de escolas.

  4. Cadê os COXINHAS não vão cobrar do desgovernador? Lembramos que durante o “Não vai ter copa” os mesmos andavam com cartazes “Quero Educação padrão FIFA”. Imaginem se a Dilma fechasse alguma Escola Técnica qual seria a reação destes imbecis.

  5. Até quando?
    Ô Bernardi, essa é fácil.
    Até o beto rixa de eleger senador em 2018.
    Daí pra frente será por conta do próximo governador.
    Essa manada de eleitores bucéfalos que tenha juízo,
    e escolha bem os próximos governador e senador.
    Votar em ratazanas nem pensar.

  6. NINGUÉM AGUENTA MAIS!!

    SE A POPULAÇÃO SÓ CRESCE, A ARRECADAÇÃO SÓ AUMENTA,
    QUAL É A JUSTIFICATIVA, ( SE É QUE EXISTE ALGUMA) ESTÃO ALEGANDO?

    QUE NÃO HÁ NECESSIDADE DE ESCOLAS, OU QUE A POPULAÇÃO NÃO PRECISA?

    ELEGERAM UM DITADOR, E A GRANDE MAIORIA DA POPULAÇÃO SERÁ QUE ESTÁ CAINDO NA REAL?

  7. Ao que parece estão escondendo os números
    pois na Região de S.Jose dos Campos planejam fechar 60 escolas. O numero de fechamentos no estado deve ser maior. Para fechar o rombo nas contas fecham se escolas.

  8. O negócio é seguir a receita de Alckmin, idiotizar estudantes fechando escolas e distribuindo revista Veja para eles.

  9. se o povo do paraná e o gaeco acordar o corrupto beto playboy é que será suspenso e expulso do palácio iguaçu.

  10. Fora do contexto.
    Pelo corriculo acima afirma que o nobre colunista ‘e vereador em Curitiba, desta forma deveria se preucupar com os problemas da fraquissima administracao do prefeito Gustavo Fruet do seu partido PDT ate a poucos dias. Ache a vidraca certa para atirar suas pedras. Voce nao foi eleito pra falar e cuidar do estado e sim da prefeitura. Cada macaco no seu galho. Isso tambem setve para o colunista Enio Verri que prefere ficar falando mal do governador em vez de evitar a roubalheira de seus companheiros em Brasilia.

    • Você já ouviu falar em liberdade de expressão? Quer impor a lei da mordaça do carniceiro do centro cívico aos vereadores também? A coluna é dele e ele fala sobre o que quiser.

    • E vc deve ser mais um comissionado que quer defender o indefensável. Te catá, cidadão de quinta. Por enquanto, ainda existe liberdade de expressão neste país.

    • Fora do contexto e sem nexo (no popular diz-se ‘sem noção’) este comentário do Ali Babá. Nenhuma justificativa razoável para tentar explicar o porquê os governos tucanos são tão incompetentes quando se trata de gestão, seja dos recursos hídricos, seja da educação ou seja lá do que for. Ao invés disso, desviar o foco para a agressão gratuita. Puxa vida! mesmo entre os próceres e seus acólitos prevalece a mais completa falta de educação. Que lástima!

    • A colocação do Jorge tá certíssima.
      Teo Lima

  11. OS GOVERNADORES DO PSDB TEM EM COMUM UM JEITO DE GOVERNAR. O ALCKMIN SP, TAMBÉM VAI FECHAR ESCOLAS. ESSE CARA DEVE TER ALGUMA COISA ESTRANHA NA CABEÇA, É DOIDO. ELE GUARDOU EM UM COFRE FECHADO, PROGRAMADO PARA SER ABERTO DENTRO DE 25 ANOS, DOCUMENTOS QUE ELE DIZ SER SIGILOSOS, SOBRE ‘O METRÔ DE SP., TRANSPORTE, ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SEGURANÇA PÚBLICA, SABESP(CIA DE SANEAMENTO) E OUTROS. QUANTO CHEGAR O MOMENTO DA ABERTURA DOS DOCUMENTOS, NÓS NÃO ESTAREMOS MAIS NESTE MUNDO”. O QUE SERÁ QUE TEM ESSES DOCUMENTOS PARA SEREM TÃO SECRETOS? SERÁ QUE O BETO RICHA TAMBÉM VAI ENTERRAR ALGUM TESOURO, OU ESCONDER ALGUNS DOCUMENTOS PARA SEREM CONHECIDOS SOMENTE DAQUI HÁ 10, 20 OU MAIS ANOS?