‘Bancada do Camburão’ barra fiscalização aos pedágios

pedagioA base de apoio ao governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia, a chamada ‘Bancada do Camburão’, rejeitou nesta terça-feira, por 27 votos a 19, o ‘pedagiômetro’ proposto pelo deputado Tercílio Turini (PPS).

A proposta de Turini instituía controle em tempo real do número de veículos e do total arrecadado nas praças de pedágio das rodovias do Paraná. Segundo o deputado, o governo do estado e a população não têm nenhum controle sobre quanto as concessionárias arrecadam. O governo se contenta com os números apresentados pelas próprias concessionárias.

Para disfarçar, o líder do governo na Alep, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), apresentou outro projeto para criação de um controle do fluxo de veículos nas praças de pedágio.

Mas o projeto governista não obriga a divulgação dos dados em tempo real nem a disponibilização dos números apurados para a sociedade. Ou seja, é para fazer de conta que vão fiscalizar.

Em entrevista ao jornal Folha de Londrina, O deputado Tercílio Turini lamentou a rejeição de sua emenda, mas já adiantou que vai sugerir alterações no projeto apresentado pela base do governo.

“Acho que nós perdemos uma oportunidade de aprovar a proposta. Em 18 anos de concessão nem o DER, nem a Agepar, tiveram a preocupação de fazer a contagem de veículos e do valor arrecadado.”

“Eu até estava construindo uma outra proposta e me surpreendi com o projeto que o Romanelli apresentou. Verifiquei pontos diferentes, por isso temos que discutir para podermos avançar”, completou Turini.

Com informações do Jornal Folha de Londrina.

Comentários encerrados.