28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

DataPicler: 60% rejeitam Fruet

gustavo_fruetO empresário Professor Wilson Picler, dono do poderoso grupo educacional Uninter, desistiu de concorrer à Prefeitura de Curitiba, mas não perdeu a majestade.  ... 

Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Ataque a escolas reacende “Fora Beto Richa” no Paraná; assista ao vídeo

dom_orione“Quem fecha uma escola, abre uma prisões”. É assim que a comunidade está reagindo à tentativa do governador Beto Richa (PSDB) fechar 150 escolas da rede pública no Paraná.

O Paraná inteiro vai se levantando, uníssono, contra esse ataque à educação e ao futuro do estado.

Na tarde desta quarta-feira (28), centenas de pais, aluno, professores e funcionários deram um abraço simbólico no Colégio Estadual Dom Orione, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

Alunos gritavam “Fora Beto Richa” em protesto contra a extinção do estabelecimento do ensino, reacendendo o movimento que havia “adormecido”.

Assista ao vídeo:

“Aqui é Quitéria, aqui não vai fechar merda nenhuma. A comunidade escolar, diretores, professores, alunos e funcionários do Colégio Dom Orione não permitirão que essa aberração se concretize!!”, postou no Facebook um vizinho da escola. Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
9 Comentários

Paraná inteiro se levanta contra o fechamento de escolas por Beto Richa

manifestos

A iniciativa do governador Beto Richa (PSDB) de fechar mais de uma centena de escolas por todo o Paraná, além de ser um tiro no pé do governo, pode se tornar o maior “mico” dessa gestão.

Isso porque durante as greves, no episódio do confisco da previdência, da sonegação à data-base e nos outros calotes, o tucano estava mexendo só com os servidores. Ao fechar uma escola, o governo abala toda uma comunidade.

Essa é a aposta da APP-Sindicato e das comunidades atingidas pela “otimização” planejada por Richa e pela Secretaria de Estado da Educação (SEED).

Nesta quinta-feira (29) a comunidade escolar da Escola Nossa Senhora de Fátima, no bairro Tarumã, em Curitiba, realizará um protesto na Avenida Vítor Ferreira do Amaral. O ato será às 7h15 da manhã. E o motivo é a ameaça de fechamento da escola que funciona desde 1961. Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Fechamento de escolas gera bate-boca na Assembleia Legislativa do PR

bakri_requiaoO deputado Hussein Bakri (PSC), que nesta quarta-feira (28), exercia o papel de líder do governo Beto Richa (PSDB), utilizou a tribuna para ler uma carta do servidor comissionado Luiz Antônio Gatti. ... 

Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Bruxo Chik Jeitoso faz macumba contra fechamento de escola de 102 anos

chik_cletoOs educadores paranaenses ganharam um reforço do “além” e do “aquém” nesta quarta-feira (28) contra o fechamento de 150 escolas da rede pública do estado. O bruxo e tarólogo Chik Jeitoso, o mais famoso do Hemisfério, fez uma macumba em frente ao Colégio Professor Cleto, em Curitiba, que tem 102 anos de existência. ... 

Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
12 Comentários

Censura na rede? Link de discurso de Requião Filho “some” do Facebook

censuraO deputado estadual Requião Filho (PMDB) está denunciando que uma publicação feita nesta terça-feira (27) teria sumido de sua página no Facebook. A postagem continha o vídeo de um discurso na Assembleia Legislativa.

No discurso, o deputado fala da confusão entre professores e convidados de um jantar promovido pelo governador Beto Richa (PSDB). Requião Filho faz referência a um vídeo feito na entrada do restaurante no qual um assessor do governo chama os professores de “mortos de fome” e “comedores de mortadela”.

A resposta no discurso do deputado foi: “Se os professores são mortos de fome é porque o governador, do SEU partido, não lhes pagou a data-base que era devida. É porque o seu governo não paga as horas-aula devidas, não acerta o salário dos professores. Se são mortos de fome, a culpa é do governador”.

Ele ainda desafiou o assessor a pedir desculpas ou demissão. “Quem chama professor de morto de fome não tem moral, nem merece o cargo que tem”, completou.

Confira o vídeo “censurado” com o discurso de Requião Filho: Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

70 mil gritam ‘Fora Beto Richa’ em evento da UGT; assista ao vídeo

Ugt_cidaA vice-governadora Cida Borghetti (PROS) na semana que esteve interina no cargo foi a grande estrela, domingo (25), em Curitiba, do evento comemorativo do “Outubro Rosa” promovido pela União Geral dos Trabalhadores (UGT), seção Paraná.

A entidade presidida pelo sindicalista Paulo Rossi aceitou o desafio de transformar a vice-governadora na nova “Evita Perón das Araucárias”, ou seja, a “Mãe dos Pobres”. Para isso, Cida distribuiu até carro zero km na festividade de combate ao câncer.

O diabo é que o evento da UGT causou ciumeira danada no Palácio Iguaçu. Principalmente quando 70 mil pessoas entoaram “Fora Beto Richa”, em plena Boca Maldita, no exato momento em que Cida Borghetti era chamada ao palco.

Para azedar ainda mais o leite, sabe-se que a primeira-dama Fernanda Richa, secretária da Família, promoverá corte de R$ 12 milhões — ou 40% do orçamento — destinado ao combate à pobreza em 150 municípios do estado no ano de 2016. Tudo para fazer caixa para o maridão Beto Richa (PSDB).

Fernanda Richa era a “queridinha” na UGT, mas, pelo jeito, perdeu a vez para Cida Borghetti – a nova “musa dos trabalhadores”.

Para os palacianos, em apenas 4 dias de interinidade no governo do estado, a vice-governadora fez “muito mais” que Beto Richa em quatro anos (quase cinco) de governo.

Assista ao vídeo: Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
15 Comentários

Richa fecha escolas: Robin Hood ao contrário em busca de propinas?

escolasA recente notícia da intenção de governador Beto Richa (PSDB) de fechar mais de uma centena de escolas a partir do ano que vem foi mais um motivo de revolta para os educadores, estudantes e comunidades escolares de todo o Paraná.

As justificativas fornecidas pelo governo de “otimização” e “economia” são perversas e mentirosas. A real intenção de Beto Richa é enfraquecer a educação pública e humilhar os professores. Afinal, é nos educadores que o tucano encontra a mais forte oposição aos seus desmandos.

Só mesmo um pateta acharia que o desmonte se encerraria no fechamento dessas escolas públicas no estado, pois o projeto é mais diabólico e visa acabar com a carreira no magistério.

Mas não é só isso. Vejamos… Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Presidente do Ibope diz que Aécio teve apenas 15% dos votos em 2014

do Brasil 247

ibope_aecioEm reação a críticas do senador Aécio Neves (PSDB-MG) contra o Ibope, o presidente do instituto, Carlos Augusto Montenegro, disse que o tucano não obteve 48% dos votos dos eleitores em 2014, quando se candidatou à presidência e perdeu para a presidente Dilma Rousseff.

Segundo ele, apenas 15% dos brasileiros votaram no tucano, enquanto 33% eram eleitores anti-PT, que votariam em outros candidatos. A informação é da coluna de Ilimar Franco, do Globo, desta quarta-feira 48. A afirmação de Montenegro, segundo o colunista, veio após um bate-boca entre Aécio e Lindbergh Farias (PT-RJ) no Senado. Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
13 Comentários

Coluna do Rafael Greca: De água parada só se espera o veneno

Download

Rafael Greca*

Tenho pensado em trocar o nome desta coluna para “Desinteligência Urbana”. Quase tudo que vemos na atual Curitiba são erros de urbanismo somados a erros de administração.

Erros por cima de erros, que a atual prefeitura tenta esconder através um marketing governamental inútil, debochado, mentiroso e dispendioso para os contribuintes. Marketing este tripudiado, na semana que passou, pela prefeitura de São Paulo, para vergonha nossa.

Enquanto tenta tapar o sol, de suas más apostas políticas, com a peneira, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) permanece imóvel. Infrutífero,em sua privilegiada zona de conforto, assistindo como rei de camarote,a deterioração da nossa Cidade de Curitiba, sem esboçar reação em favor dos contribuintes.

Autoridade vem de “augere”, do latim, agir. De um prefeito exige-se ação.

Na última quinta, 22 de outubro, uma chuva de 53 mm quase nocauteou Curitiba. Foram poucas as ruas que não alagaram devido os bueiros entupidos. As construtoras estão livres para amontoar areia, cimento e brita sobre os passeios, em cima dos drenos, ajudando o seu entupimento. Falta ação fiscalizadora.

As velhas galerias estão entulhadas de lixo, e até por cobertores e pertences dos moradores de rua, quando não são suas próprias “moradias”. Falta ação social. Não existe uma política de drenagem e saneamento.

Se tivéssemos implantado os drenos acumuladores de vazão, os bueiros 5 x 1, nos pontos críticos de cheia, uma proposta concreta que fiz na campanha de 2012, Curitiba não teria passado por mais este apuro.

“De água parada só se espera o veneno”, diria William Blake. Por isso, os ratos saem da toca, como aconteceu no CMEI do Ganchinho, creche fechada pelo sindicato por insalubridade e ameaça de leptospirose.

Desde quando creches em Curitiba deixaram de ser endereços saudáveis? Culpa da crise? Tudo é culpa de Brasília agora?

Enquanto ratos vazam nas creches, outro tipo de ratazana invade o outrora seguro transporte coletivo de Curitiba.

Nos últimos dias, três ocorrências graves. A primeira, no último domingo, 25, na boca da noite; um arrastão no Terminal do Portão assaltou os curitibanos que lá estavam.

A segunda, ontem, no final da manhã, na estação-tubo onde a rua Westphalem encontra a André de Barros, um jovem curitibano foi espancado até cair no chão, por dois marginais que pretendiam roubar-lhe o celular.

A terceira, um bandido de arma niquelada se apos Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
32 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: Acordo de preservação não pode parar o País

Download

Alvaro Dias*

A sociedade brasileira reclama a mudança imediata e propõe o impeachment da Presidente da República diante de fatos escabrosos que estão sendo investigados na operação Lava Jato, na Justiça Eleitoral do País e no Tribunal de Contas da União.

Há um fato posto. Há um pleito popular, mas há também indefinição por parte das autoridades que têm o poder de decidir, nesse caso o presidente da Câmara dos Deputados.

Existem razões de natureza jurídica que consubstanciariam um pedido de impeachment. Seria mais adequado para o nosso País a definição desse impasse. Se o presidente da Câmara acolhesse o pedido, os deputados teriam que votar. Dois terços dos votos seriam necessários para a aceitação do processo. Teremos o impeachment ou não teremos o impeachment? Só deliberando a respeito. A indefinição é o pior dos mundos.

Causa-me surpresa o comportamento do presidente da Câmara, que tem prerrogativas constitucionais para acolher ou negar o pedido, mas vem protelando decisões. Eduardo Cunha (PMDB) mantém sobre a mesa pedidos de impeachment sem decidir sobre o destino deles. E esse vácuo paralisa o País.

O que fica visível – creio ter o direito de concluir dessa forma – é que há um acordo de procedimentos entre o governo, a presidência da República e a presidência da Câmara dos Deputados. Um acordo cuja estratégia é ganhar tempo, de um lado e do outro, em razão das denúncias que atingem o presidente da Câmara, e também a recíproca em relação àquilo que atinge à presidência da República e pode culminar com a instauração de um processo de impeachment.

Fica claro que medidas são adotadas para adiar a decisão e tornar o assunto cansativo. Essa morosidade trabalha contra a eficiência, e isso só atende ao interesse dos que são alcançados pelas irregularidades denunciadas, mas não atende ao interesse do País, que é sair da crise e caminhar para o desenvolvimento econômico.

A oposição vem, nos últimos 13 anos, denunciando esse governo, e não pode agora se aliar aos dissidentes, mesmo que seja como parte de uma estratégia política. Sou defensor da tese que o presidente da Câmara e a presidente da República estejam de um lado do balcão, e a oposição do outro.

Cabe à oposição, neste momento, cobrar das autoridades a rapidez na investigação das denúncias e o fim da Leia mais

28 de outubro de 2015
por admin
Comentários desativados em O que diz a velha mídia nesta quarta

O que diz a velha mídia nesta quarta

20151028_MetroCuritiba_capaJornais do Paraná ... 

Leia mais