7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
26 Comentários

Por 29 votos a 14, ‘Bancada do Camburão’ acaba com o resto de democracia das escolas do Paraná

alepCom voto contra da bancada de oposição, a Assembleia Legislativa aprovou hoje (7), com 29 votos favoráveis e 14 contrários, o projeto de lei do governador Beto Richa (PSDB) que altera as eleições e os mandatos dos diretores das escolas públicas do Estado.

Para os deputados de oposição, a nova lei representa um retrocesso uma vez que o governo institui mecanismos para aumentar o controle político na gestão das instituições de ensino e nas eleições de diretores.

O deputado Tadeu Veneri (PT), líder da oposição, criticou a falta de diálogo do governo com a comunidade escolar na elaboração do projeto. Ele destacou o caráter revanchista das propostas. Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Golpe paraguaio: TCU recomenda rejeição das contas de Dilma

via Brasil 247.

images-cms-image-000460263

Por unanimidade, os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) votaram nesta quarta-feira (7) pela rejeição das contas do governo da presidente Dilma Rousseff do ano de 2014. O parecer pela reprovação não significa que as contas foram reprovadas. Elas ainda precisam ser julgadas pelo Poder Legislativo.

Os oito ministros que votaram pela reprovação das contas do governo Dilma de 2014 foram: Augusto Nardes (relator do processo), Walton Alencar, Benjamin Zymler, Raimundo Carreiro, José Múcio Monteiro, Ana Arraes, Bruno Dantas e Vital do Rego. Só o presidente da Corte, Aroldo Cedraz, não votou. Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Golpe paraguaio: TCU rejeita afastar relator das contas do governo Dilma

augusto_nardesO Tribunal de Contas da União (TCU), por unanimidade, acompanhou o relatório do ministro Raimundo Carreira, pela rejeição do afastamento do ministro Augusto Nardes, relator das contas do governo Dilma Rousseff (PT) no exercício de 2014. ... 

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Indiciamento de Beto Richa por corrupção e viagem do tucano para Rússia geram bate-boca na Assembleia

requiao_richa_bakri ... 

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
1 Comentário

Greve dos bancários começa com adesão de 60% com ‘viés de crescimento’ no Paraná

bancariosA greve dos bancários que começou ontem (6) em todo o País está forte e unida no Paraná. O levantamento é da Federação dos Trabalhadores de Empresas de Crédito do Paraná (Fetec), que representa 80% da categoria no estado.

A adesão no primeiro dia foi de 60%, com 406 agências e 11 centros administrativos parados. Mais de 14,9 mil bancários estão de braços cruzados. A tendência da adesão é de crescimento na medida em que os dirigentes sindicais visitam as agências que ainda estão abertas.

Para Júnior César Dias, presidente da Fetec, a insatisfação dos trabalhadores é grande porque a proposta apresentada pelos banqueiros ficou muito aquém do eles têm condições de pagar e do que os bancários merecem receber. Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Dallari: TSE não tem competência para cassar mandato de Dilma

do Brasil 247

dallari_dilmaA Constituição Federal prevê que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não tem competência para decidir sobre eventual cassação do mandato de um presidente da República, sustenta Dalmo de Abreu Dallari, um dos maiores juristas do País.

Seu posicionamento consta em parecer jurídico elaborado a pedido do advogado Flávio Crocce Caetano, responsável pela defesa da chapa da presidente Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer, na candidatura de 2014.

O TSE reabriu ontem ação apresentada pelo PSDB que pede a impugnação da chapa de Dilma e Temer por suspeita de recebimento de recursos provenientes de corrupção durante a campanha. O tribunal decidiu dar sequência à investigação. Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Requião promete “surra” em Richa

requiao_richa_surraO senador Roberto Requião, pelo Twitter, prometeu uma “surra” no governador Beto Richa (PSDB) caso o tucano interfira na convenção estadual do PMDB. ... 

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Eleição para diretor de escola tem batalha decisiva nesta quarta-feira

2oturnoO projeto de lei que muda as regras da eleição para diretores de escola vai à votação do plenário da Assembleia Legislativa, em segundo turno, na sessão desta quarta-feira (7). Aprovado em primeiro turno na segunda-feira (5), o projeto recebeu doze emendas e está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que se reúne no início desta tarde. ... 

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Cheiro de picanha em julgamento do Tribunal de Justiça do Paraná

requiao_tjprUm forte cheiro de churrasco de picanha acometeu a sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), na última segunda-feira (5), durante julgamento do retorno de Maurício Requião ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). ... 

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Beto Richa, o Rei do Pedágio, terá que engolir o “pedagiômetro” no Paraná

O governador Beto Richa (PSDB), conhecido nas estradas do Paraná como o Rei do Pedágio, perdeu importante round na Assembleia Legislativa, pois o plenário aprovou a contragosto do tucano emenda que cria o “pedagiômetro” nas praças de pedágio.

A proposta do deputado estadual Tercílio Turini (PPS) havia recebido parecer negativo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas, cansados de fazer tanta maldade, os parlamentares resolveram jogar ao menos uma vez com o povo. Por 34 votos favoráveis e 13 contrários, eles aprovaram o “pedagiômetro”. Resta saber se esse lampejo resistirá uma segunda votação…

A proposta original do deputado Tercílio é de 2013, partiu de ideia do presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo; e foi defendida recentemente pelo também deputado Péricles de Mello (PT). Consiste num sistema de monitoramento constante e online dos valores arrecadados pelas concessionárias de pedágio, assim como é o “impostômetro”.

O projeto original recebeu parecer contrário na CCJ e não avançou. Mas Turini aproveitou o Projeto de Lei Complementar n. 19/2015 do governo, que modifica as atribuições e o funcionamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados (Agepar), e incluiu uma emenda prevendo, entre as atribuições da Agência, a fiscalização das concessionárias através do “pedagiômetro”.

A emenda determina que sejam instalados nas 27 praças de pedágio do estado um sistema de monitoramento online que permita acompanhar em tempo real o número de veículos que circulam pelas praças, e consequentemente o valor arrecadados pelas empresas.

O deputado considerou a votação de ontem foi histórica, pois o governo não tem controle efetivo de quanto as concessionárias faturam realmente.

“Hoje o governo está se movimentando para renovar as concessões de pedágio faltando só seis anos para o final, que sou contra; isso sem contar que existe a intenção de abir novos editais para privatizar as rodovias estaduais. Não é possível continuar com esse sistema sem transparência”, concluiu o deputado.

Agora a emenda segue junto com o projeto para apreciação de mérito no plenário da Alep.

Leia mais
rafael_greca

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Coluna do Rafael Greca: Mais Curitiba, menos Brasília

Download

Rafael Greca*

Quem inventou esta inominável dependência curitibana de Brasília? Não fui eu nem foi você. Quem colocou Curitiba na vala comum do pires na mão? Não fui eu nem foi você.

Que raios de discurso é este? Curitiba antes modelo, vai mesmo aceitar calada o título de cidade modelada? Não, mil vezes não. Não foi para isso que você deu o seu voto.

Curitiba está travada, imobilizada. Fruet faz Prefeitura sem frutos, infrutífera; resultado de suas escolhas calculistas e apostas políticas frustadas.

Chegou ao poder bafejado pelos ventos do PT, impulsionado pelos investimentos de Gleisi Hofmann, Paulo Bernardo, Angelo Vanhoni, André Vargas, os grandes escritórios de Brasília, as empresas empreiteiras então íntimas dos sorridentes poderosos do Planalto.

Havia uma expectativa de que os lucros da Copa e programas como “PAC”, “Minha Casa Minha Vida” e o Metrô (lançado aqui três vezes com a presença da presidente Dilma Rousseff), irrigassem as finanças curitibanas.

Em 2012, Ducci e Fruet celebraram o acordo dessa dependência. Chegaram a disputar nos tribunais o direito de ter o sorriso de Dilma nos seus tristonhos programas eleitorais. Hoje, a realidade mudou. Agora tentam se descolar da imagem que eles mesmo colaram, enquanto queimavam o filme.

A recessão/depressão está nas ruas. É visível na cena inaceitável do abandono social, em doentes deambulando pelas marquises dos prédios, traficantes e drogados — travestidos de moradores de rua — ameaçando o direito de ir e vir dos transeuntes e a paz social urbana.

Estamos esperando o Metrô, sentados à beira dos caminhos, nas filas do transporte coletivo desintegrado, com 183 ônibus de vida útil vencida. Na última quinta-0feira, 1º de outubro, às 13 horas, vi o incêndio de um ônibus alimentador do Bacacheri, na avenida Erasto Gaertner,em frente ao Sindacta. Aterrador.

A danosa desintegração do transporte público também faz mal à qualidade de vida do povo trabalhador. Isto particularmente me dói, e dói muito, porque em 1995, enquanto prefeito de Curitiba, criei a Rede Integrada Metropolitana de Transportes.

Quem antes pega Leia mais

Alvaro_Coluna

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: A reforma administrativa da barganha

Download

Alvaro Dias*

A reforma administrativa anunciada pela presidente da República, na semana passada, foi a confirmação de que o governo continua refém do balcão de negócios. Para tentar driblar as negociações pró-impeachment, a presidente cedeu, mais uma vez, ao apetite fisiológico por cargos da sua instável base aliada.

Com a crise político-econômica afetando todas as esferas da sociedade brasileira, o que esperávamos do governo era uma mudança radical e veemente, reduzindo o gigantismo da máquina pública. Mas a presidente mudou poucas peças do seu xadrez ministerial apenas para agradar aliados e garantir apoio no Congresso.

O governo anunciou, de forma espetaculosa, a redução de 39 para oito ministérios, mas fez fusões, mantendo as estruturas, ou seja, trocou seis por meia dúzia e, na prática, manteve os paralelismos e a superposição de ações.

Com a última pesquisa Ibope mostrando a aprovação de apenas 10% dos brasileiros, a estratégia desesperada da presidente foi anunciar mais espaço no governo para os aliados que ameaçavam pular do barco, privilegiando, dessa forma, a república do aparelhamento do Estado em detrimento dos quadros com qualificação técnica. O critério da competência foi sacrificado no altar da conveniência.

Atualmente, falta dinheiro para setores essenciais do País, porque os recursos públicos estão sendo utilizados para sustentar esse promíscuo esquema de governo que, para sua manutenção, leva boa parte do dinheiro arrecadado do povo brasileiro.

Somente o governo federal tem hoje cerca de 23 mil cargos comissionados, boa parte ocupado por pessoas que não prestaram concurso público.

Não canso de repetir que o País não vai retomar seu crescimento econômico enquanto ministérios e cargos forem usados como moeda de troca, e enquanto este modelo promíscuo de governança estiver sendo sustentado pela maioria dos políticos e dos partidos. A presidente Dilma, num momento de fragilidade, optou pelo pior caminho para sair da crise, mantendo o loteamento escancarado, consagrando a incompetência administrativa e deixando que dar respostas aos anseios da sociedade brasileira. Quem tem como matriz um modelo de relação desonesta entre os poderes, com a política do toma-lá-dá-cá, sabe que sempre estará nas mãos dos chantageadores que vendem apoio em troca de cargos.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

Leia mais

7 de outubro de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em O que diz a velha mídia nesta quarta

O que diz a velha mídia nesta quarta

img_edg_8783Jornais do Paraná ... 

Leia mais