24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Exclusivo: Lewandowski reconduz conselheiro Fábio Camargo ao TCE

camargo_gazeta_plautoO ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite desta quinta-feira (24), deferiu liminar reconduzindo o conselheiro Fábio Camargo ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A decisão do magistrado é uma derrota para o grupo RPC/Gazeta do Povo, que tem uma bronca familiar e política com os Camargo.

Em julho de 2013, o ex-deputado derrotou por 27 a 22 votos o ainda deputado Plauto Miró (DEM) na disputa pela vaga no TCE. Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Ao vivo: Comissionados do governo prestigiam comício de Aécio e Richa em Cascavel (PR)

O exército de comissionados do governo do Paraná infla na noite desta quinta-feira (24) comício do PSDB em Cascavel, Oeste do Paraná, onde 30 prefeitos se filiaram ao partido.

O deslocamento dos comissionados do governo do estado deixou o Centro Cívico a moscas e os cibertucanos da “Tenda Digital” nem comentaram nas redes sociais.

Com a presença do senador Aécio Neves (MG) anunciado como “futuro presidente do Brasil” e o governador Beto Richa como “o melhor governador do país”.

Matemático ouvido pelo Blog do Esmael disse que os 30 prefeitos que ingressaram no ninho hoje não representam juntos 200 mil eleitores, ou seja, menos que uma cidade como Ponta Grossa.

Também é importante salientar que, segundo a Paraná Pesquisas, 80% dos eleitores paranaenses reprovam o governador Beto Richa. Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Empresários e trabalhadores se unem contra o ‘CU’ do governador Beto Richa

O governador Beto Richa (PSDB) está tão isolado, mas tão isolado, que até adversários históricos se unem contra o mal maior, isto é, o ‘pacote de maldades’ em tramitação na Assembleia Legislativa do Paraná. São 14 itens que visam engordar o Caixa Único (CU) por meio de aumento de impostos e taxas.

É óbvio que essa unidade entre capital e trabalho é tácita, não combinada, portanto, solidifica a impressão de que o tucano já não serve mais a nenhum dos polos. Ou seja, o governador constitui-se hoje em entrave concreto para o desenvolvimento da economia do estado. Não é à toa que 80% dos eleitores paranaenses o reprovam, segundo a Paraná Pesquisas.

Na segunda-feira (28), o k-suco voltará a ferver na Assembleia. É possível que o ônus do reforço ao CU do governo Richa recaia sobre a “bancada do camburão”, composta pelos 31 deputados que só dizem amém às ordens Palácio Iguaçu.

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, em protesto contra o desserviço do parlamento estadual, levantou a bandeira da redução dos salários dos deputados. A ideia ganha força nas redes sociais, a exemplo do que ocorre em relação às câmaras municipais.

Sindicatos ligados a Ce Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

João Arruda: Respeitem o Campagnolo!

João Arruda*

O exercício da democracia pressupõe o respeito ao contraditório, ou seja: todo cidadão tem o direito de dizer quando não concorda com alguma coisa. É dessa forma que eu analiso o discurso do presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, ao tomar posse para um novo mandato à frente da entidade.

Entre outras observações, Campagnolo criticou o pacotaço do governo Beto Richa (PSDB) e os salários dos deputados estaduais. Como já fez, anteriormente, ao condenar as altas tarifas do pedágio. O empresário recebe, agora, ataques duros dos aliados do governador, talvez porque os áulicos do Palácio Iguaçu não estejam afeitos ao contraditório nem a entidades livres, desvinculadas da máquina do estado.

O governo Beto Richa parece se ressentir disso, da independência de algumas lideranças do setor produtivo, uma vez que já perdeu completamente o apoio dos trabalhadores, especialmente depois da repressão aos professores no fatídico 29 de abril, um episódio que entrou para a história da infâmia do Paraná.

No fim de seu discurso, o presidente da Fiep sugeriu o impeachment da presidente Dilma Roussef. Discordo dele, até porque não há base legal para o afastamento da presidente. Aliás, não defendo nem o impeachment do atual governador, sobre o qual recaem suspeitas de um esquema de caixa 2 via Receita Estadual. O ponto é: Campagnolo tem direito de dizer o que pensa.

Discordar pontualmente do empresário não significa que eu vá cercear seu direito de se expressar, o que a forte reação palaciana tenta fazer. Uma discussão de alto nível não precisa ser tão agressiva assim. No debate sobre a elevação do teto do Simples, por exemplo, tivemos divergências, mas o empresário jamais me impediu de emitir o meu juízo de valor a seus colegas de Fiep. É disso que se trata: democracia.

Podemos discutir se o tom do presidente da Fiep foi adequado. Verdade. Da mesma forma, também é possível chamar de indelicado quem mente sobre a situação financeira do estado, quem tira dinheiro de prefeituras em plena crise econômica, quem ousa propor a venda da Copel e da Sanepar para cobrir rombo nas contas públicas.

O fato é que Campagnolo foi corajoso. Poderia ter contemporizado para agradar a todos. Preferiu a sinceridade. E ela, como sabemos, dói.

*João Arruda é deputa Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
55 Comentários

Fruet deixa viaturas da Guarda Municipal paradas para economizar combustível; criminalidade agradece

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), anda copiando o governador Beto Richa (PSDB) na incompetência administrativa e isso está se refletindo na segurança pública da capital.

O Blog do Esmael recebeu cópia de um memorando determinando às viaturas da Guarda Municipal que fiquem paradas em locais determinados e só saiam em situações emergenciais. A medida é para economizar combustível, evitando que as veículos parem de vez, como já ocorreu diversas vezes com a Polícia Militar.

Veja o texto do memorando: 

GM_viaturas

A questão é que as rondas são fundamentais para aumentar a sensação de segurança e coibir a criminalidade. Funciona como prevenção. É o tal do policiamento ostensivo.

Isso é uma questão de economia, por certo. Mas, muitas vezes, o barato sai caro. E a constante omissão de Gustavo Fruet enquanto prefeito (parece que ele não quer gastar esforço) pode render uma grande economia de votos no ano que vem. Os eleitores vão economizar com ele e gastar o voto com algum candidato que pareça mais presente na vida da cidade.

Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Educadores prometem “recepção histórica” na visita de Aécio e Richa ao Oeste do Paraná

aecio_richa_educadoresO senador Aécio Neves, o governador Beto Richa e o deputado Ademar Traiano, presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, serão “recepcionados” na tarde desta quinta-feira (24) com protestos de educadores e servidores públicos na região Oeste do estado.

Sob a bandeira e organização da APP-Sindicato, a entidade do magistério paranaense, às 15 horas, Richa e deputados da “bancada do camburão” serão recepcionados na inauguração da sede do Ciscopar (Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná).

O segundo quiproquó está previsto para as 18 horas, em Cascavel, no Circuito Italiano da Expovel, durante ato para a filiação no PSDB de 30 prefeitos da região Oeste. Para esse evento, os educadores darão as “boas-vindas” ao “Trio Malvadeza” (Aécio, Richa e Traiano). Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Gleisi Hoffmann sobre prêmio a Alckmin: ‘Só falta Beto Richa ganhar um prêmio pela gestão da educação’

richa_alckmin_gleisiA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) usou as redes sociais, nesta quinta-feira (24), para ironizar o prêmio que o governador Geraldo Alckmin (PSDB), ganhou pela “gestão” hídrica em São Paulo, mesmo o tucano quase matando os paulistas de sede.

“O governador Geraldo Alckmin ganhou um prêmio pela gestão hídrica de São Paulo. Agora só falta o Beto Richa ganhar um prêmio pela gestão da educação no Paraná”, disparou a petista.

Richa, com 80% de reprovação nas pesquisas, números consolidados após mandar bater nos professores, agora determinou o fechamento de salas de aula e escolas inteiras. O tucano é chamado pelos educadores paranaense de “apedeuta” e “Carniceiro do Centro Cívico”. Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Beto Richa é reprovado por 80%, diz Paraná Pesquisas

O instituto Paraná Pesquisas divulgou esta semana duas rodadas que constataram a reprovação estratosférica do governador Beto Richa (PSDB). A última sondagem realizada no município de Campo Mourão, Noroeste do estado, revela que 80% dos eleitores rejeitam o tucano.

O Blog do Esmael havia mostrado a tendência de desaprovação em todo o Paraná, apesar da farra em propaganda a pipa do governador Beto Richa não levantou.

No município da Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, o índice de reprovação do tucano bateu 76%.

As notícias ruins não para Richa não terminam aí. Ainda de acordo com a sondagem de Murilo Hidalgo, o governador será o “pior” eleitor nas eleições de 2016. Ou seja, ninguém deseja seu apoio na corrida pelas prefeituras.

Por outro lado, Ratinho Júnior (PSC) é desejado pela maioria dos eleitores.

Levando em consideração que apenas 1 das duas vagas estará em disputa no campo palaciano, Richa e Ratinho tendem a se digladiarem pelo Senado. A outra vaga deverá ficar entre Roberto Requião (PMDB), Osmar Dias (PDT), Gleisi Hoffmann (PT) ou Edson Campagnolo (sem partido).

O diabo é que, se a pipa do governador não sobe mais, também não sobe mais a pipa dos deputados que compõem a “bancada do camburão” na Assembleia Legislativa. Traduzindo: a base governista tende a levar uma tungada das urnas, em 2016, o que poderá significar uma renovação recorde no parlamento estadual em 2018.

Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Trabalhadores dos Correios do Paraná decidem nesta quinta-feira se aderem à greve nacional

correiosOs trabalhadores dos Correios do Paraná decidirão nesta quinta-feira (24) se aderem à greve nacional da categoria. Assembleias regionais vão deliberar pela paralisação ou não, a partir das 19 horas, em Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Cascavel, Maringá, Apucarana e Foz do Iguaçu.

São 15 bases sindicais em greve até o momento incluindo as maiores, como São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A categoria protesta contra a inclusão, no Acordo Coletivo de Trabalho, de uma nova modalidade de plano saúde que prevê cobrança de mensalidade de até 13% sobre o salário bruto e exclusão de dependentes. Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Coluna do Requião Filho: Com impostos descontrolados, Beto Richa desagrada ‘gregos e troianos’

Download

Requião Filho*

Amigos leitores, queria eu me valer deste espaço para contar-lhes as maravilhas do “Paraná que Acredita”, do “Paraná que segue em Frente”, ou seja, do Paraná das lindas propagandas eleitorais e institucionais do governo.

Como eu gostaria que esta fosse a realidade, mas basta ter o mínimo de discernimento para ver que a real situação do Estado é bem diferente… Ninguém mais acredita no governador Beto Richa (PSDB) e o Paraná está parando.

Nesta coluna já me referi a expressão “freios e contrapesos” que, grosso modo, se refere a fiscalização e controle do Estado; mas o que se percebe é que o atual governo quer exterminar esses mecanismos. Ignora pareceres, espanca servidor, sangra o bolso do contribuinte, acaba com o empresariado, deixa a Defensoria Pública na mendicância e impõe suas vontades sobre a maioria da Assembleia em troca de ambulâncias e favores políticos.

Sejamos diretos: se o Estado fosse uma carreta, o motorista teria de propósito cortado o freio e jogado o caminhão ladeira abaixo.

O Paraná vive em um manicômio tributário!!! A cada pacotaço, o governo supera qualquer expectativa!!! Já sabemos que a política é arrecadar custe o que custar, mas a criatividade é surpreendente! É interminável a “Caixa de Pandora” contra o paranaense!!!

Poderíamos imaginar um governo com políticas voltadas para o empresariado, ou um outro, com políticas que priorizem a população, embora saibamos que o ideal seria harmonizar ambos os grupos. Porem, vejam Senhores, o governo Beto Richa, consegue o que parece impossível, ele desagrada o povo e o empresário; ou seja, se vale ao contrário da máxima: “impossível agradar a gregos e a troianos”. Assim, o Governo Beto Richa consegue desagradar a todos!

Notem, além de protestos e manifestações da população, agora são os empresários que se unem contra os desmandos do Governo do Estado. A perda do poder de compra anual, de quem possui renda de até 5 (cinco) salários mínimos chegou a 956 milhões, o que desagrada toda a população. As famílias têm menos dinheiro e o comércio vende menos! Todos perdem!

O denominado G7 (Fiep, Faep, Fecomercio, Faciap, Fetranspar, Fecoopar e ACP) publicamente deixou bem claro ser totalmente contrário ao aumento Leia mais

Esmael Morais 2009-2019. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo