Privatização do SUS seria um “desastre”, diz ex-ministro de Lula

temporaoO ex-ministro da Saúde no governo Lula e atual diretor-executivo do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde, José Gomes Temporão, considerou como sendo uma “ideia desbaratada” a proposta encaminhada ao Planalto pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que prevê a cobrança dos atendimentos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“A proposta de cobrança no SUS é uma ideia desbaratada que não resolve nada. Politicamente é um desastre e conceitualmente é um equívoco: é radicalmente oposta ao que está na Constituição. Significa mais uma tentativa de colocar sobre as famílias brasileiras o ônus do financiamento da saúde”, afirmou.

Segundo Temporão, o projeto encaminhado pelo Senado “soa mais como uma provocação do governo em relação à saúde pública. Não há ninguém no setor que sustente uma proposta que é absolutamente nefasta para a saúde no país”.

Para ele, é necessário rever urgentemente a questão do financiamento da saúde pública no país. “Tem a ver com financiamento da seguridade social, com uma reforma fiscal e tributária, com imposto sobre grandes fortunas, com impostos sobre produtos que afetam negativamente a saúde pública, como fumo, bebidas, pesticidas, motocicletas”, disparou.

O Blog do Esmael ouviu o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde do Paraná, o SindSaúde, e, segundo a coordenadora adjunta da entidade, Monica Glinski Pinheiro, a entidade sempre defendeu a gratuidade do SUS, independente da faixa de renda dos usuários. Segunda Monica, a direção do SindSaúde vai se reunir nas próximas horas e deve emitir uma nota oficial sobre o assunto.

Do Brasil 247 com adendo. 

Comentários encerrados.