Pedágio caro e mortes no cotidiano da BR-369 no Norte do Estado

Publicado em 6 agosto, 2015

pedagioA situação da BR-369 entre as regiões Norte e Norte Pioneiro do Paraná, até o Sul do estado de São Paulo é complicada. O pedágio, é um absurdo. Somando-se as duas praças entre Londrina e Ourinhos (SP) passa de R$ 30,00. E a insegurança é brutal, percebida pelos frequentes acidentes com muitas mortes.

A rodovia administrada pela concessionária Econorte tem poucos trechos duplicados, que ficam próximos a Londrina. Também há trechos muito longos sem faixas adicionais para que os carros mais lentos possam dar passagem aos veículos mais rápidos.

.

Os veículos de passeio, mais ágeis que os de carga, ficam travados atrasando a viagem. Por isso, alguns acabam arriscando ultrapassagens sem a segurança devida causando muitos acidentes graves.

Na manhã desta quarta-feira (5), um acidente na BR-369, em Bandeirantes, deixou dois jovens mortos. Um junho, o secretário municipal de Administração de Andirá, Orlando Suda, morreu em um acidente na rodovia, entre Santa Mariana e Bandeirantes.

Os moradores da região não suportam mais a situação, mas também não engolem o discurso do governador Beto Richa (PSDB) que quer prorrogar as atuais concessões para baixar as tarifas de pedágio e proporcionar mais obras.

.

Pelo montante que fatura, a Econorte tem obrigação de adequar a rodovia para que todos trafeguem com segurança.

Comments are closed.