Por Esmael Morais

Nem o “pixuleco” segura o furacão “Fora Beto Richa” em shows e estádios de futebol; assista ao vídeo

Publicado em 28/08/2015

Governador Beto Richa foi vaiado na quarta (26) durante o show de Caetano e Gil, na Ópera de Arame, e ontem (27) na Arena da Baixada. Amanhã será a vez dos professores voltarem às ruas com a bandeira "Fora Beto Richa".

Governador Beto Richa foi vaiado na quarta (26) durante o show de Caetano e Gil, na Ópera de Arame, e ontem (27) na Arena da Baixada. Amanhã será a vez dos professores voltarem às ruas com a bandeira “Fora Beto Richa”.

O governador Beto Richa (PSDB) ainda enfrenta vaias em grandes concentrações públicas. Ontem (27) à noite, durante o jogo entre Atlético Paranaense e Joinville, pela Copa Sul-Americana, na Arena da Baixada, a torcida entoou “Fora Beto Richa” na hora da execução do Hino do Paraná.

Na quarta-feira (26), no show de Caetano Veloso e Gilberto Gil, na Ópera de Arame, também na capital paranaense, o tucano também foi brindado espontaneamente com um ensurdecedor “Fora Beto Richa”.

Como está tudo “dominado”, a velha mídia nada registrou sobre os dois episódios. É a blindagem garantida pelos “pixulecos” da vida, para usar um termo criado pelo juiz Sérgio Moro — o comandante-em-chefe da Lava Jato.

Amanhã, sábado, dia 29 de agosto, quatro meses do massacre no Centro Cívico, haverá novo “Fora Beto Richa” nas ruas centrais de Curitiba. Os professores serão os protagonistas dessa manifestação, que será transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael — em parceria com a TV 15 — a partir das 9 horas.

Entretanto, tem gente falando por aí que “o furacão amainou”. Será mesmo?

Em maio passado, conforme o vídeo abaixo, a torcida atleticana já havia mostrado ao país que era politizada e cidadã. Da mesma forma e no mesmo período, no Couto Pereira, os coxa-branca também tinham se solidarizado com os professores massacrados pela polícia de Beto Richa.

Assista ao vídeo da torcida atleticana: