Por Esmael Morais

Fruet pode ser chamado a explicar dinheiro de investigados na Lava Jato

Publicado em 31/08/2015

oas_fruetO prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), poderá sofrer constrangimentos na Câmara Federal. Deputados articulam a presença do pedetista numa das CPIs instalada na Casa.

A empreiteira OAS, por exemplo, com R$ 500 mil, foi a maior doadora oculta na campanha de 2012 por meio do diretório estadual do PDT.

Além da empreiteira, que é investigada pela Lava Jato, o PT foi o principal financiador da campanha do pedetista, segundo o site do TSE, com R$ 2,6 milhões.