Por Esmael Morais

CPI de Crimes Cibernéticos detona fábrica de difamação de Beto Richa

Publicado em 21/08/2015

arruda_tenda_richaUm discurso do deputado federal João Arruda na CPI de Crimes Cibernéticos, realizado ontem (20), bastou para que o k-suco fervesse nesta sexta-feira (21) no Palácio Iguaçu. A informação é do Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael naquele recinto de intrigas e sacanagens [contra os cidadãos].

De acordo com o nosso Julian Assange das Araucárias, após a bombástica denuncia de Arruda na Câmara dos Deputados, a artilheira-chefe da “Tenda Digital”, Nani Marcos, vai deixar o governo do Paraná até esfriar o cadáver das investigações sobre a atuação dos cibertucanos e cibercomissionados a soldo do governador Beto Richa (PSDB).

Assista ao vídeo:

O deputado João Arruda descobriu que “ciberNani” era fantasma da Celepar com um pro-bono de 15 paus e nunca apareceu na companhia para apertar uma tecla de computador. Comandava o bunker da difamação “Tenda Digital” direto do 3º andar do Palácio Iguaçu.

CiberNani é afilhada do parente distante do governador e foi hostess do japonês do lobista Luiz Abi Antoun desde seus primeiros dias no Paraná.

A CPI dos Crimes Cibernéticos já tem a lista dos integrantes da “Tenda Digital” e a simbologia de seus respectivos cargos comissionados. João Arruda pretende convocar o governador na comissão de investigação da Câmara Federal.

Leia mais sobre a “Tenda Digital”:

“Tenda Digital” tenta segurar Gaeco nas investigações de corrupção no governo Richa

Justiça defenestra “Tenda Digital” de Richa e amplia multa para R$ 50 mil

A pedido de Gleisi, Justiça chuta o pau da barraca digital de Beto Richa

Beto Richa prende e agora ‘esfola o palhaço’ por meio de cibercomissionados

CPI de Crimes Cibernéticos deverá convocar o governador Beto Richa

Site anônimo ligado a Beto Richa ataca jornalistas e blogueiros no Paraná

Veja essa: Turma de Beto Richa organiza em agosto novo protesto pelo impeachment de Dilma

Justiça proíbe mentira de Richa sobre salários de professores

Militantes de extrema-direita destilam ódio contra professores na internet

Governo Richa faz “blitzkrieg” contra professores no Paraná

Para dividir grevistas, Palácio Iguaçu infiltra “cibertucanos” em grupos de educadores nas redes sociais