Assembleia perde queda de braço e sacanagem de Richa com velhos e doentes “segue em frente” no Paraná

Compartilhe agora!

roma_costa_richaO governo de Beto Richa (PSDB) informou ontem (18) que não recua de mandar para a fila dos precatórios velhos e doentes que têm direito a receber valores superiores a R$ 13.811,50 a entrar na fila dos precatórios.

A decisão deixa os deputados da situação e oposição chupando os dedos, ou seja, Richa escolheu ficar ao lado do interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, Mauro Ricardo Costa.

Em 29 de abril, dia do massacre de professores e servidores, para justificar o confisco da poupança previdenciária, o secretário da Fazenda, por intermédio do líder do governo Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), havia jurado que não mexeria nos valores das Requisições de Pequeno Valor (RPV).

O governador Beto Richa assinou decreto no último dia 7 de agosto reduzindo o valor de pagamento das obrigações de pequeno valor de 40 salários mínimos (RS 31.520,00) para R$ 13.811,50.

Pois bem, o governo torceu o nariz para seu líder na Assembleia e ainda ficou do lado do secretário importado. Romanelli ficou com a broxa na mão perante seus colegas de parlamento.

Resumo da ópera: como diz a propaganda cara do governo Beto Richa, a sacanagem contra velhos e doentes “segue em frente” no Paraná.

Compartilhe agora!

Comments are closed.