26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Requião: “Nada de impeachment. O povo tem que aprender com o erro”; assista ao vídeo

requiao_tvO senador Roberto Requião (PMDB-PR), em entrevista ao programa Espaço Público, na TV Brasil, disse ontem (25) à noite que é contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) e do governador Beto Richa (PSDB).

“Nada de impeachment. O povo tem que aprender com o erro”, declarou o peemedebista. “Sou contra impeachment até do piá de prédio [Beto Richa] no Paraná. O povo tem que aprender com isso”, afirmou.

Assista trecho da entrevista

O parlamentar falou sobre economia, política, investigações na Petrobras e BNDES, mas, acima de tudo, ele propôs um projeto nacional‏ em contraponto ao neoliberalismo.

Requião também sugeriu a expropriação das empreiteiras implicadas na Lava Jato visando capitalizar a Petrobras e as estatais estratégicas ao país.

Assista à entrevista completa: Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
1 Comentário

Pesquisa aponta disputa acirrada pela prefeitura de Florianópolis

via Brasil 247.

floripaPesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 12 e 15 de agosto mostra que a disputa eleitoral em Florianópolis (SC) está bastante acirrada. O atual prefeito César Souza Jr (PSD) aparece com 19,8% das intenções de voto, numericamente atrás da ex-prefeita Ângela Amin (PP), que soma 23,2%. Já o deputado estadual Gean Loureiro (PMDB) tem 17,3%. A margem de erro é de 3,5%.

Outros nomes também aparecem na pesquisa. A secretária estadual de Assistência Social Angela Albino (PC do B) tem 10,6%, enquanto o vereador Tiago Silva (PDT) tem 6,2%. Elson Pereira soma 3,7%; Edison Andrino pontua com 3,5%. Ricardo Baratieri tem 1,9%. Os que não sabem são 6,5%. Aqueles que não votariam em nenhum dos nomes apresentados são 7,3%.

Na pesquisa espontânea, quando os nomes não são apresentados ao entrevistado, 64,7% não sabem ainda em quem irão votar. Nesta modalidade da pesquisa, o atual prefeito tem 8,7%. Ângela Amin e Gean Loureiro aparecem com 5,4% cada um.

Veja a seguir o relatório da pesquisa: Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
1 Comentário

Cunha é notificado pelo STF sobre denúncia da Lava Jato

da Agência Brasil

eduardo_cunhaO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi notificado hoje (26) pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a denúncia apresentada contra ele pela Procuradoria-Geral da República. Com a notificação, os advogados de Cunha terão 15 dias para apresentar defesa ao STF. Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

‘Os educadores não têm nada a perder lutando contra o autoritarismo de Beto Richa dentro das escolas’

Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, neste sábado (29), a partir das 9 horas, vai transmitir ao vivo a assembleia da APP-Sindicato para o Brasil e o mundo.

Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, neste sábado (29), a partir das 9 horas, vai transmitir ao vivo a assembleia da APP-Sindicato para o Brasil e o mundo.

“Os trabalhadores não têm nada a perder em uma revolução comunista, a não ser suas correntes.” (Karl Max, Manifesto Comunista). ... 

Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Assista ao vivo à sabatina de Janot na CCJ do Senado

da Agência Senado

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, negou a possibilidade de haver um “acórdão” do Ministério Público com governo e aliados para interferir no andamento das investigações da operação Lava Jato. A questão foi levantada pelo senador Alvaro Dias (PSDB-PR) durante sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira (26). Janot é indicado a um novo mandato à frente da PGR. Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Velha mídia atocha no PT. Aécio “never” (nada), mesmo com propina

nova_midia_velha ... 

Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Alvaro Dias se une à oposição ao tucano Richa, o Rei do Pedágio

Senador Alvaro Dias entrou em rota de colisão com o governador e correligionário Beto Richa ao afirmar ontem (25), em Brasília, que é contra a prorrogação dos contratos do ‘pedágio mais caro do mundo’ nas rodovias do Paraná; “Sou favorável a que o governo Federal volte a assumir a responsabilidade pelas rodovias, que são federais”, fulminou, fazendo linha com a oposição de Richa, o Rei do Pedágio, na Assembleia Legislativa.

Senador Alvaro Dias entrou em rota de colisão com o governador e correligionário Beto Richa ao afirmar ontem (25), em Brasília, que é contra a prorrogação dos contratos do ‘pedágio mais caro do mundo’ nas rodovias do Paraná; “Sou favorável a que o governo Federal volte a assumir a responsabilidade pelas rodovias, que são federais”, fulminou, fazendo linha com a oposição de Richa, o Rei do Pedágio, na Assembleia Legislativa.

O senador Alvaro Dias, definitivamente, voltou à colidir-se com o correligionário de ninho Beto Richa, governador do Paraná, ao unir-se tacitamente com a oposição contra a prorrogação dos atuais contratos do pedágio nos 1.871,80 km de rodovias federais que cortam o estado. ... 

Leia mais

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
22 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: “Quem mandou bater nos professores? Fala, Francischini!”

Reinaldo de Almeida César*

Download

Como se fosse uma boa decantação, uma filtragem a jorrar água límpida, as coisas começam a se normalizar, a ficar cristalinas, na área da segurança pública.

Alguns fatos são reveladores de novos e arejados tempos, depois da confirmação do Secretário Wagner Mesquita no cargo.

Na solenidade de comemoração dos 161 anos da PM, o governo anunciou a retomada dos investimentos no setor. Já era hora, depois da tungada nos recursos da SESP, com a extinção do Fundo Estadual de Segurança Pública, o FUNESP.

Além disso, em entrevista coletiva, o comandante geral da corporação, o competente Coronel Maurício Tortato, garantiu que os quase 3.000 aprovados no concurso da PM, que aguardam chamamento serão, finalmente convocados, a partir de janeiro de 2016.

Em comunicado público, o Presidente da Comissão de Segurança Pública na Alep, Deputado Mauro Moraes (PSDB) – que, justiça seja feita, é sempre dedicado e zeloso com as questões que envolvem policiais e a SESP – assegurou que obteve do governador e do secretário da Fazenda, o compromisso de que o governo vai zerar seu débito com promoções, progressões e remoções de policiais e bombeiros militares e que, até o final deste ano, o Estado quitará todas as dívidas na área da segurança.

Esta coluna estará vigilante em relação a todos estes anúncios. Como se diz lá em Ponta Grossa, mutuca tira o boi do mato.

***

Ainda pelas bandas da PM, outra boa nova trazida na solenidade de outorga de comendas e medalhas foi saber que a lista de agraciados com a mais alta honraria concedida pela PM, a Medalha Coronel Sarmento, pelo menos neste ano, parece ter sido mais criteriosa. Desta feita, corri os olhos e não vi na lista nenhum suposto primo.

***

Por falar nos 161 anos da PM, vale lembrar que historiadores apontam a Polícia Civil e a Polícia Militar como os mais antigos órgãos públicos do Paraná, criados logo na sequência da emancipação política do Estado.

O triste é constatar que, passados quase dois séculos, a Polícia Civil do Paraná não possui sede administrativa própria, obrigando sua cúpula diretiva e servidores da alta direção à se sujeitarem a um prédio alugado, sem qualquer condição de trabalho e que, se observado algum rigor fiscalizatório, talvez nem alvará de funcionamento pudesse ter. Só falta agora me dizerem que a locação do imóvel teria sido renovada, a um custo altíssimo.

Para corroborar que as coisas começam a caminhar melhor, é só observar que boas figuras nas duas instituições começam a ser melhor aproveitadas, tendo havido o reconhecimento de suas formações, habilidades e currículos. Veja-se o exemplo do Coronel Pericles Mattos, que assumiu o Primeiro Comando Regional da PM e dos Delegados Rafael Vianna e Rogerio Lopes, o primeiro assumindo a chefia da especializada de Furtos e Roubos, e o segundo, emprestando sua vocação acadêmica na direção da Escola Superior de Policia Civil.

***

Muito grave a Leia mais

Alvaro_Coluna

26 de agosto de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: Reforma administrativa no auge da crise

Alvaro Dias*

Download

A disposição anunciada pelo governo de reduzir o número de ministérios é positiva, desde que a intenção se transforme realmente em ação. A medida não pode ser apenas cortina de fumaça para tentar disfarçar a crise.

É praticamente impossível administrar uma esplanada com 39 ministérios, além de centenas de órgãos auxiliares e empresas públicas. Diante de um desgoverno como esse, o País precisa urgentemente de uma grande reforma administrativa que corte, de cima a baixo, a gigantesca estrutura de ministérios e estruturas paralelas, que estabelecem uma superposição de ações e aumentam os gastos do erário.

O anúncio do governo chega com muito atraso e em meio à perda de credibilidade e popularidade da presidente da República. E como uma reforma administrativa profunda depende de apoio político no Congresso para se concretizar, o governo vai precisar primeiro derrotar o monstro que criou e do qual é refém: o balcão de negócios.

Em busca de apoio político, o Estado brasileiro foi sendo aparelhado nos últimos anos. Criou-se uma estrutura agigantada e incompetente. Os apaniguados, sem qualificação técnica, dominaram os órgãos administrativos e puxaram para baixo a qualidade da gestão pública.

O governo montou esse balcão de negócios para garantir apoio fisiológico. Cargos vêm sendo usados como moeda de troca para garantir a aprovação de projetos no Congresso, mas com a popularidade da presidente em queda livre, esse apoio tornou-se insuficiente.

Nós da oposição já denunciamos no plenário, diversas vezes e por vários anos, o gigantismo da máquina pública e cobramos o corte das despesas correntes. Mas o governo não nos ouviu e precisou chegar ao fundo do poço para acenar com a disposição de cortar na própria carne

Esperamos que o corte na estrutura da administração pública seja para valer, e não apenas em ministérios que, na prática, não existem. Aquelas secretarias desnecessárias que foram criadas para alimentar o apetite por cargos.

A reforma administrativa foi anunciada para tentar recuperar politicamente o governo, mas a dinâmica palaciana tem mostrado que o governo é especialista em anunciar, mas péssimo em executar. Se dessa vez a execução do corte de ministérios for uma lástima, o governo terá perdido seu tempo mais uma vez.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

Leia mais