Veja essa: Beto Richa está em ÚLTIMO lugar na pesquisa para o Senado

senado_pesquisaO governador Beto Richa (PSDB) está em último lugar na corrida por uma das duas vagas em jogo em 2018 para o Senado Federal. Se as eleições fossem hoje, o tucano teria a vergonhosa marca de 7% nas intenções de voto, segundo levantamento do Paraná Pesquisas publicado nesta quinta-feira (2) pelo jornal Gazeta do Povo.

O senador Roberto Requião (PMDB) seria reeleito para o cargo com 45%, seguido do deputado estadual licenciado e secretário de Estado Ratinho Júnior (PSC), que tem 41%. Em terceiro está Osmar Dias (PDT), com 38%, e em quarto aparece a senadora Gleisi Hoffmann (PT) com 19%.

O desempenho de Ratinho na sondagem é uma prova concreta que a cria sempre supera o criador. Vide o caso de Richa, que superou seu criador Jaime Lerner. Outros analisam que o secretário do Desenvolvimento Urbano apresenta voo de galinha nesta rodada de pesquisas.

Beto Richa foi denunciado pelo Ministério Público como responsável pelo massacre dos professores, no dia 29 de abril, quando 213 pessoas ficaram feridas devido à ação violenta da polícia, durante votação na Assembleia do confisco da poupança previdenciária do funcionalismo público.

Por outro lado, Ratinho Júnior é apontado pelos educadores como responsável pela derrota da reposição inflacionária de 8,17%, na Assembleia, haja vista o PSC possuir a maior bancada com 12 deputados. O partido havia anunciado antes o “fechamento questão” favorável aos professores, mas na votação roeu a corda para ficar do lado do governador tucano.

O instituto de Murilo Hidalgo mostrou ontem (1) que Requião também lidera a corrida pelo Palácio Iguaçu e anteontem (30) registrou que 85% dos paranaenses desaprovam o governo tucano.

Sobre o último lugar na pesquisa para o Senado, professores e servidores mandaram uma perguntinha ao governador Beto Richa: “Tomou?”.

A seguir, veja o infográfico com a pesquisa.

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Senado_PRpesquisas.pdf

A pesquisa ao Senado foi estimulada, ou seja, os eleitores receberam um cartão com os nomes dos possíveis candidatos e fizeram uma escolha entre eles. A margem de erro é de 2,5%, num intervalo de confiança de 95%. O instituto ouviu 1.344 eleitores de 58 municípios paranaenses.

Comentários encerrados.