Por Esmael Morais

Senador Roberto Requião abre fogo contra Gazeta do Povo: “Credibilidade bem abaixo do volume morto”

Publicado em 23/07/2015

Requiao_RichaO senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, há mais de 24 horas, vem disparando fogo pesado contra o jornal Gazeta do Povo, do grupo RPC TV (afiliada da Globo), a quem atribui “credibilidade bem abaixo do volume morto”.

O parlamentar ficou indignado com a repercussão no impresso de abertura de investigação, pelo Ministério Público, sobre gastos em saúde na gestão dele entre os anos de 2003 e 2007.

“Gastamos em saúde muito mais que o limite fixado por lei”, disse ele ao acusar alguns membros do MP de “molecagem”.

“Mesmo reconhecendo a utilidade do MP temos que responsabilizar pesadamente a molecagem de alguns de seus membros”, fulminou o ex-governador.

De acordo com Requião, o MP insiste, pela segunda vez, em questionar gastos em saúde que já foram considerados corretos pelo Tribunal de Justiça Paraná (TJPR). Para ele, essa ação tem fundamentação política.

Para o senador peemedebista, a Gazeta é um tipo de mídia que tem opinião flexível de acordo com as condições do bolso do freguês. Segundo ele, apanha quem não paga ou contraria seus interesses econômicos.

Nos últimos dias, o jornal curitibano voltou suas baterias contra Requião ao passo que adotou a política do “sangue doce” em relação ao governador Beto Richa (PSDB). As ácidas críticas pintadas nas páginas do rotativo, e disseminadas nos veículos do grupo RPC, agora são destinadas ao peemedebista.

Coincidência ou não, coisa de um mês, o governador tucano “acertou” por cima com a Globo no Rio de Janeiro. Dias após esse “entendimento” que envolveu o ex-presidente FHC, a RPC começou veicular propaganda da Copel (estatal de energia) em horário nobre da emissora de TV.

Outra coincidência, respaldada pela Paraná Pesquisas: Requião lidera as disputas para o Senado e ao governo do estado em 2018.