Procuradoria da República em Curitiba para ouvir Youssef sobre denúncias contra Beto Richa

richa_pgr_youssef

Representantes da Procuradoria Geral da República estão em Curitiba, nesta quinta-feira (23), para colher depoimento do doleiro Aberto Youssef e do operador Fernando Baiano sobre denúncias contra políticos no Supremo Tribunal Federal (STF). Os procuradores devem avançar nas investigações sobre esquema que teria irrigado a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB) no ano passado.

Indícios apontam que o primo de Beto Richa, Luiz Abi Antoun, seria o elo entre os desvios na Receita Estadual e o doleiro Youssef, que teria a função de “lavar” os recursos desviados para que pudessem ser usados na campanha do tucano.

Dependendo do conteúdo da oitiva, essas denúncias devem se juntar às que já pesam contra o governador e aliados na Procuradoria Geral de Justiça e complicar de vez a vida de Richa.

Além das denúncias contra o governador, Youssef e Baiano devem embasar os processos contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha; e do Senado, Renan Calheiros, ambos do PMDB. Os processos contra os chefes do Poder Legislativo são o principal motivo da revolta contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) que vive dias difíceis na sua relação com o Congresso.

Comentários encerrados.