Por 25 votos a 14, Assembleia rejeita convite para denunciante de desvios na Educação do Paraná

Publicado em 1 julho, 2015
Compartilhe agora!

Ex-superintendente da SUDE, Jaime Sunye Neto, delatou esquema de corrupção na Educação do Paraná; Assembleia rejeitou requerimento para ouvi-lo sobre desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolas não executadas pelo governo Beto Richa (PSDB).
Ex-superintendente da SUDE, Jaime Sunye Neto, delatou esquema de corrupção na Educação do Paraná; Assembleia rejeitou requerimento para ouvi-lo sobre desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolas não executadas pelo governo Beto Richa (PSDB).
A “Bancada do Camburão” rejeitou nesta quarta-feira, 1º de julho, por 25 votos a 14, requerimento que convocava o ex-superintendente da SUDE (Superintendência de Desenvolvimento Educacional), Jaime Sunye, para esclarecer denúncias de desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolares não executadas.

Sunye foi demitido do cargo depois de denunciar corrupção na Secretaria de Estado de Educação (SEED) envolvendo o presidente do Instituto de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), Maurício Fanini, amigo de partidas de tênis do governador Beto Richa (PSDB).

O Blog do Esmael divulgou em primeira mão, no dia 7 de junho, os esquemas nos órgão vinculados à Secretaria de Estados da Educação (SEED).

Ontem (30) à tarde houve um ensaio de rebelião geral da “bancada independente”, em virtude da distribuição de ambulâncias, mas hoje parece que o Palácio Iguaçu conseguiu aplacar os ânimos naquela Casa.

A pergunta é: o que e quem querem esconder no caso SUDE/Fundepar/Educação?

Abaixo, veja como votou cada deputado:

http://www.alep.pr.gov.br/transparencia/wp-content/uploads/2015/07/REQUERIMENTO-DAP-3414-15.pdf

Compartilhe agora!

Comments are closed.