Por Esmael Morais

Desvios na educação levam mais um amigo de Beto Richa para a cadeia no PR

Publicado em 21/07/2015

faninin

O Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) está realizando nesta terça-feira (21) uma operação contra desvios na Secretaria de Estado da Educação (SEED) através de fraudes na construção de escolas. A operação chamada de “Quadro Negro” prendeu hoje cinco pessoas, entre eles o ex-diretor de Diretoria de Engenharia, Projetos e Orçamentos da SEED  Maurício Jandoi Fanini Antonio.

Fanini é amigo e parceiro de partida de tênis do governador no Graciosa Country Club. Ele foi diretor de Pavimentação na Prefeitura de Curitiba quando Beto Richa (PSDB) era secretário de Obras, na gestão de Cássio Tanighuchi (DEM), de quem o tucano fora vice-prefeito, o início dos anos 2000.

Ele foi exonerado no começo de junho da presidência do Instituto de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), autarquia recriada sem muito alarde no início de 2015 para “tocar” as obras de construção e reformas de escolas no interior da SEED.

De acordo com denúncias veiculadas em primeira mão pelo Blog do Esmael, o tesouro estadual teria efetuado o pagamento a empreiteiras, relativos a contratos e aditivos, mesmo sem a construção e a reformas de escolas previstas.

Fanini é mais um dentre os vários amigos e parentes do governador presos, ao longo dos últimos seis meses, por corrupção e fraudes no governo do estado.

Na manhã de hoje, também foram presos quatro representantes da Valor Construtora e Serviços Ambientais, empresa que mantém ao menos 12 contratos com o governo do Paraná, a maioria de construção ou reforma de escolas. São eles: Eduardo Lopes de Souza, Viviane Lopes de Souza, Tatiane de Souza e Vanessa Domingues de Oliveira.

Com informações da Gazeta do Povo.