Por Esmael Morais

Cotado para a Casa Civil, Rossoni vira alvo de “fogo amigo” disparado do Palácio Iguaçu

Publicado em 15/07/2015

Eduardo Sciarra deverá ser indicado para a Representação do Paraná em Brasília; Rossoni é cotado para assumir a Casa Civi; objetivo da mudança seria preparar o projeto eleitoral do PSDB para 2016.

Eduardo Sciarra deverá ser indicado para a Representação do Paraná em Brasília; Rossoni é cotado para assumir a Casa Civi; objetivo da mudança seria preparar o projeto eleitoral do PSDB para 2016.

O deputado federal Valdir Rossoni (PSDB) virou alvo preferencial de “fogo amigo” disparado do próprio Palácio Iguaçu. Nas últimas horas, os e-mails das redações entupiram com denúncias contra o “biscatão” das araucárias.

A pancadaria teve início depois que o Blog do Esmael registrou que Rossoni deverá ocupar a Casa Civil. Eduardo Sciarra (PSD) deverá ser deslocado para o Escritório de Representação do Paraná em Brasília, onde terá o papel de defender a prorrogação dos contratos do pedágio.

Paralelamente à saraivada contra Rossoni, o governador Beto Richa (PSDB) iniciou “consulta” a aliados da base de sustentação na Assembleia. Ontem à noite, o chefe do executivo conversou com os principais cardeais do legislativo, que assentiram a troca na Casa Civil.

No entanto, Beto Richa vem informando os deputados da base que manterá Luiz Claudio Romanelli (PMDB) na liderança do governo na Assembleia. O tucano firmou convicção de que o peemedebista desempenha a função “com muito esmero”.

Também vai prevalecendo a tese no ninho de que é preciso reconstituir o “núcleo duro” do PSDB visando às eleições municipais de 2016. Uma das tarefas imediatas do tucanado, para o mês de agosto, seria cooptar o ex-governador e ex-prefeito Jaime Lerner para disputar Curitiba.