Por Esmael Morais

Coronel alertou ‘abuso’ antes de massacre de professores no Paraná

Publicado em 08/07/2015

O alerta teria sido feito também ao então secretário de Segurança, Fernando Francischini. Na sequência, o coronel foi destituído do comando da ação.

No dia 29 de abril, os docentes que participavam de manifestação que reuniu mais de 20 mil servidores estaduais em Curitiba, na praça em frente à Assembleia Legislativa do estado, foram reprimidos com violência pelas forças policiais do governo estadual.

Para a Promotoria, a “abrupta e temerária” mudança no comando mostra que as autoridades estavam dispostas “a utilizar seu poderio militar para impedir qualquer manifestação democrática”.

Leia aqui reportagem de Estelita Hass na Folha de S. Paulo.