Com descaso do governo Beto Richa, advogados pagam pela troca de telhas em cadeia do Paraná

cadeia

Um grupo de advogados criminalistas de Cascavel, região Oeste do Paraná, está fazendo pela 15ª Subdivisão Policial o que governador Beto Richa (PSDB) não faz: bancando a troca das telhas do cadeião para garantir condições mínimas aos presos.

Um dos advogados, Luciano Katarinhuk, explica que a decisão foi tomada por que estava chovendo muito dentro das celas. “Está chovendo mais dentro do que fora. A comunidade, no senso comum, entende que não tem que investir, mas todo preso um vai voltar para a sociedade; e do jeito que está, ele vai voltar pior do que entrou”, afirmou.

O advogado até comparou a estrutura da 15ª Subdivisão Policial com a do zoológico da cidade. “A cadeia é uma bomba relógio no centro da cidade, uma fábrica de ódio. Até os bichos do zoológico tem mais espaço, já na cadeia tem 40 onde cabem seis. É preciso ter bom senso”.

Fora as telhas, a 15ª está recebendo outros investimentos que não são do governo. A OAB está construindo parlatórios pois os que existem não têm condições de uso e também estão ocupados por presos. Os problemas no cadeião geraram um princípio de tumulto na semana passada.

Os problemas no sistema penitenciário estadual causaram 25 rebeliões em um ano com vários mortes e cerca de 50 agentes feitos reféns. Iniciativas como a da Penitenciária Industrial de Cascavel, com espaço para o trabalho dos presos e a sua ressocialização foram inviabilizados e as cadeias hoje são somente escolas do crime.

Com informações de Lailainy.com.

Comentários encerrados.